Dados operacionais

Multiplan (MULT3) registra dados prévios fortes no 1º tri e BBI reforça preferência por papel no setor; ação fecha em alta

O Rio de Janeiro, com o Village Mall, e as regiões Sul foram os principais destaques positivos dos primeiros meses do ano

Por  Equipe InfoMoney -

A Multiplan (MULT3) divulgou na véspera seus números operacionais do primeiro trimestre de 2022 após o fechamento do mercado, sendo mais uma vez bem recebidos pelo mercado. As ações chegaram a subir mais de 2% no início da sessão mas, em um dia de cautela para os mercados em geral, os papéis avançavam cerca de 1% ainda na primeira hora do pregão desta terça-feira (5). A ação fechou em alta de 2,10%, a R$ 25,76, apesar do dia de forte queda para o Ibvoespa, de 1,97%.

Em geral, aponta o Bradesco BBI, as vendas mostraram uma evolução gradual positiva durante o trimestre, com os números de janeiro, fevereiro e março de 2022 chegando em 4,8%, 15,5% e 20,6% acima do mesmo período em 2019, respectivamente, com as vendas de março de 2022 fechando a lacuna para a inflação do IPCA desde 2019 (IPCA acumulado 20% entre 1T19 e 1T22) – o banco observa que o IGP-DI para o período está rodando a 57%, o que indexa os contratos dos shoppings centers.

“De acordo com a empresa, a principal razão para a melhoria é o fim do uso obrigatório da máscara nos shoppings, embora o outro fato curioso seja que o fluxo e a ocupação nos shoppings ainda estão atrasados em relação a 2019”, aponta o BBI.

O Rio de Janeiro e as regiões Sul foram os principais destaques positivos. O Rio de Janeiro foi o principal desempenho positivo dentro do portfólio da empresa, apresentando um crescimento de 28,7% em relação ao 1T19, com as vendas do VillageMall 57% acima do mesmo período em 2019. Enquanto isso, os números para a região Sul ficaram 14,9% acima dos níveis pré-pandêmicos, com vendas no ParkShopping Canoas 30,6% acima do 1T19.

Leia também:

Para o Bradesco BBI, os números indicam que a Multiplan deve manter sua vantagem na crise pós-pandêmica de recuperação em relação a outros shoppings brasileiros. “Agora precisamos esperar pela divulgação de resultados do 1T22 (prevista para 28 de abril) para ver a evolução dos aluguéis, embora não esperemos nenhuma surpresa negativa”, apontam. Os analistas reafirmaram a Multiplan como a melhor escolha entre os shoppings, com recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) e um preço-alvo para o final de 2022 de R$ 34 por ação, ou um potencial de alta de 35% em relação ao fechamento da véspera.

O Itaú BBA comentou que as vendas dos lojistas aumentaram 13% no período, com forte desempenho em março (+21% versus 1T19). Analistas destacam que os números robustos foram prejudicados por um desempenho medíocre em janeiro, provavelmente devido ao restabelecimento das restrições de bloqueio, enquanto os números de março provavelmente foram levemente impulsionados pela sazonalidade dos feriados.

O banco mantém classificação outperform para o papel, ainda que com um preço-alvo de R$ 25,40 (upside de apenas 0,7%).

Analistas da XP avaliam que a Multiplan apresentou fortes dados preliminares, com destaque para as vendas de março, explicadas por um alívio de restrições, o que levou a um forte crescimento de vendas, aumentando 612 pontos-base durante a semana de mudança de regras com liberação do uso obrigatório de máscara.

Assim, a XP reitera recomendação de compra e preço-alvo de R$ 28, ou potencial de alta de 11% frente o último fechamento.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe