Radar InfoMoney

Magalu conclui aquisição de startup, Justiça homologa venda de controle da InfraCo da Oi, parceria TIM-Cogna e mais notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta quinta-feira (8)

Fonte: ri.magazineluiza.com.br

SÃO PAULO – O noticiário corporativo desta quinta-feira (8), véspera de feriado na B3, é movimentado, com parceria entre Cogna e TIM, a Justiça do Rio homologando a venda da InfraCo pela Oi, resultados do primeiro trimestre fiscal da Camil,  Magazine Luiza concluindo aquisição de startup Juni, entre outros destaques. Confira no que ficar de olho:

Cogna (COGN3) e TIM (TIMS3)

A Kroton, empresa de ensino superior do grupo Cogna Educação fará uma parceria com a operadora TIM  para criar uma nova companhia que fará a oferta de cursos de Ensino à Distância (EaD) pelo celular. De acordo com o anúncio, haverá mais de 400 opções de cursos livres e mais de 250 de graduação e pós-graduação. Esta nova empresa usará a plataforma da Ampli, criada pela Kroton no ano passado com um investimento de R$ 240 milhões, e que tem 15 mil alunos matriculados.

A marca busca a base de 50 milhões de clientes da TIM para crescer. A Kroton estima que poderá elevar em 20% sua captação anual de alunos em EaD, que superou os 400 mil alunos em 2020. O valor da mensalidade da graduação na Ampli é de R$ 150.

O comunicado informa ainda que por meio de um mecanismo de remuneração baseado em objetivos a TIM poderá se tornar acionista minoritária com até 30% do capital da nova empresa dependendo de quantos alunos conseguir captar.

Conforme aponta a Guide, o anúncio é positivo, pois permitirá que a Cogna atue na extensa base de clientes da TIM (cerca de 50 milhões de usuários), possibilitando que a companhia aumente sua base de alunos no segmento EAD. Vale ressaltar que o grupo deve começar a se beneficiar com a reabertura da economia a partir do segundo semestre, destaca a equipe de análise.

Ainda em destaque, a TIM anunciou na quarta que seu vice-presidente financeiro, Adrian Calaza, apresentou pedido de demissão, citando motivos “estritamente pessoais”. A companhia afirmou em fato relevante que Calaza, que ingressou na TIM em 2016, continuará em suas funções até 31 de agosto e que já iniciou os trabalhos para a indicação de um substituto para o executivo.

O Bradesco BBI avaliou o anúncio sobre a renúncia do CFO da TIM como inesperado. O banco acredita que o foco do mercado será sobre o anúncio do próximo nome a ocupar o cargo. O Bradesco mantém recomendação outperform e preço-alvo de R$ 19,50 para TIMS3.

Vale (VALE3) e siderúrgicas

Os contratos futuros do carvão metalúrgico e do coque negociados na China atingiram mínimas de um mês nesta quinta-feira, enquanto os preços do minério de ferro chegaram a cair até 3,6%, à medida que cortes de produção de aço em algumas usinas do país geraram preocupações com a demanda pelas matérias-primas siderúrgicas.

Uma grande produtora de aço do leste da China recebeu determinação de hibernar seus altos-fornos após uma inspeção do governo central, segundo Zhuo Guiqiu, analista da Jinrui Capital, que preferiu não revelar o nome da empresa.

PUBLICIDADE

A China prometeu controlar sua produção anual de aço a um nível mais baixo neste ano. O órgão estatal de planejamento do país já havia afirmado que conduziria inspeções de campo entre junho e julho. Há temores crescentes de que a demanda por matérias-primas caia ainda mais, à medida que mais locais ampliam os controles de produção de aço, acrescentou Zhuo.

O contrato mais negociado do coque na bolsa de commodities de Dalian DCJcv1, para entrega em setembro, fechou em queda de 5,3%, a 2.472 iuanes (US$ 381,46) por tonelada. Os futuros do carvão metalúrgico cederam 5,3%, a 1.831 iuanes/tonelada, menor patamar desde 9 de junho. Já a referência do minério de ferro em Dalian DCIOcv1 apurou queda de 2,9%, a 1.188 iuanes por tonelada, após recuar até 3,6% mais cedo na sessão.

Por outro lado, ainda no radar do setor, o Credit Suisse publicou uma avaliação em que aponta que a demanda por matéria prima vem sendo forte neste ano. Os fabricantes de aço mundiais estão informando fortes pedidos e estão tendo dificuldades em atender aos pedidos dos setores de automóveis, eletrodomésticos e construção. Assim, os preços do minério de ferro subiram 41% no ano, acima da marca de US$ 200. A maior questão é quanto tempo a alta continuará. O banco diz que as estimativas de produção de aço superaram suas expectativas, mas diz que não vê desaceleração da atividade construtiva e gastos com infraestrutura.

O banco vê sinais de desaceleração na China, e indícios de que os preços altos estão incentivando a oferta adicional de minério de ferro. O banco diz esperar que a produção doméstica do minério suba 50 milhões de toneladas a 340 milhões de toneladas. As exportações da Índia não devem cair neste ano, ao contrário do que o banco havia previsto anteriormente, e deve permanecer em 46 milhões de toneladas.

O banco mantém avaliação outperform para Vale, Bradespar, CSN, CSN Mineração e Usiminas por ver os múltiplos abaixo dos níveis históricos, com perspectiva de variações da casa de dois dígitos de fluxo livre de caixa entre 2021 e 2023, e perspectiva forte de dividendos, em especial para Vale e CSN Mineração.

O banco elevou o preço-alvo do ADR da Vale de US$ 25 para US$ 28. Para a ação da CSN Mineração, elevou de R$ 11,5 para R$ 13, frente à cotação de R$ 9,14 de fechamento na quarta; também elevou o preço-alvo da Usiminas de R$ 25,5 para R$ 28,5, frente à cotação de R$ 19,77 de quarta; e elevou o preço-alvo do Bradespar de R$ 97 para R$ 102, frente à cotação de R$ 76,66 das ações BRAP4; e da CSN de R$ 58,5 para R$ 65, frente à cotação de R$ 46,13 de terça. O banco vê Bradespar e CSN como veículos mais descontados para construir posições em Vale e CSN Mineração, e mantém avaliação outperform para ambos.

Pão de Açúcar (PCAR3)

O GPA chegou a um acordo “para encerrar amigavelmente” processo de arbitragem iniciado em 2017 pelo Fundo de Investimento Imobiliário Península, informou o varejista em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite de quarta-feira.

A arbitragem discutia divergências relacionadas a 60 imóveis de propriedade da Península, objeto de contratos de locação de longo prazo celebrados em 2005, que asseguram ao GPA o uso e a exploração comercial dos mesmos por 20 anos a contar da sua celebração, renováveis por mais 20 anos a critério exclusivo do grupo varejista, segundo o comunicado.

PUBLICIDADE

“O acordo firmado resolveu amigavelmente as controvérsias do passado e aprimorou os contratos, mantendo o prazo de vigência das locações, com novas regras mais adaptadas ao mercado atual, que possibilitam a otimização do uso dos imóveis e trazem potencial de ganho para ambas as partes”, afirmou o GPA. A Península é o family office da família Diniz do Brasil, que fundou o GPA, mas vendeu sua participação na empresa há vários anos.

Neoenergia (NEOE3)

Na quarta-feira, a Neoenergia informou que suas distribuidoras injetaram 18.702 gigawatts-hora (GWh) de eletricidade no segundo trimestre de 2021, alta de 11% em relação a igual período de 2020. A empresa afirmou que os dados confirmam uma “recuperação do mercado em suas áreas de concessão”.

O relatório, que representa prévia não auditada dos resultados operacionais da empresa, também indicou um aumento de 6,85% na distribuição de energia no primeiro semestre deste ano, novamente em comparação anual, para 37.208 GWh.

O Credit diz que a boa performance foi impulsionada pelos segmentos de livre mercado e industrial, com alta de 27% na comparação anual, e pelo segmento comercial com alta de 11,5%, devido à recuperação econômica e a uma base de comparação baixa. O segmento residencial também manteve tendência positiva, com alta de 2,2% na comparação anual.

O banco diz avaliar que as distribuidoras devem levar a bons resultados, e que os resultados da Neoenergia devem ser beneficiados pelos fortes volumes. O Credit mantém avaliação outperform e preço-alvo de R$ 24,10.

B3 (B3SA3)

O Credit Suisse elevou suas previsões para a B3 devido a volumes fortes em títulos de curto prazo e derivativos. O banco diz esperar que o turnover se normalize em um nível acima do antecipado anteriormente.

O banco elevou sua expectativa para o volume médio diário negociado (ADTV na sigla em inglês) de R$ 31,1 bilhões para R$ 36,2 bilhões para 2021, e de R$ 36,3 bilhões para R$ 41,3 bilhões para 2022. E elevou em 9% a previsão para lucro líquido recorrente em 2021, para R$ 5,3 bilhões, e em 8% para 2022, a R$ 6 bilhões.

O banco também elevou o preço-alvo para a B3, de R$22 para R$ 24, frente à cotação de R$ 16,27 de quarta, e manteve avaliação outperform.

Oi (OIBR3;OIBR4)

PUBLICIDADE

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro comunicou na quarta que o juiz responsável pela recuperação judicial da Oi homologou na quarta-feira oferta do BTG Pactual e Globenet Cabos Submarinos para compra de 51% da empresa de fibra ótica do grupo de telecomunicações por R$ 12,9 bilhões.

A proposta do BTG e Globenet serviu de base para o edital do leilão realizado na quarta-feira, que não contou com nenhum outro interessado, informou o tribunal. Saiba mais clicando aqui. 

Petrobras (PETR3;PETR4)

Em entrevista à agência internacional de notícias Reuters, o CEO da Petrobras, general da reserva Joaquim Silva e Luna, afirmou que a nova gestão da Petrobras vive no momento uma prova de fogo por causa das altas do petróleo, fator-chave para a formação de preços de derivados.

Mas avaliou que o aumento dos combustíveis nesta semana demonstra independência e “critério 100% técnico” da companhia para lidar com o tema. O general da reserva escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para liderar a companhia afirmou que não houve nem haverá interferência externa no ritmo dos ajustes de preços de combustíveis.

Além disso, a Petrobras informou na quarta que a plataforma P-76 foi conectada ao gasoduto Rota 2 e tornou-se em junho a segunda do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, a exportar gás ao continente, por meio do terminal de Cabiúnas. A empresa começou a exportar o gás de Búzios em agosto do ano passado, com a plataforma P-74. Atualmente, o volume exportado pelas duas plataformas é de até 2 milhões de m³/dia.

Hapvida (HAPV3)

A Hapvida anunciou na quarta-feira acordos para duas aquisições nas regiões Sudeste e Nordeste do Brasil no total de R$ 475 milhões, seguindo sua estratégia de expansão e consolidação nacional e aumento da verticalização. Em São Paulo, a companhia assinou proposta vinculante para aquisição de até 100% do grupo Grupo HB Saúde de São José do Rio Preto por R$ 450 milhões –considerando a totalidade das ações.

Magazine Luiza (MGLU3)

O Magazine Luiza conclui aquisição de startup Juni. A Juni é especializada em melhorar a taxa de conversão de vendas no comércio eletrônico e possui metodologia própria capaz de mapear e analisar comportamentos dos clientes.

“Com a aquisição, o Super App do Magalu contará com novas ferramentas baseadas em análise de dados para aprimorar cada vez mais a experiência do cliente, otimizando a conversão e promovendo o crescimento de vendas do e-commerce”, diz o Magazine Luiza.

Jereissati ([ativo=JPSA3]) e Iguatemi (IGTA3)

A  incorporação das ações da Iguatemi pela Jereissati Participações por aprovada em assembleia geral extraordinária. Depois da conclusão da reestruturação societária, a Jereissati adotará o nome da empresa controlada e passará a ser negociada em forma de units na B3.

PetroRio (PRIO3)

A PetroRio informou por meio de comunicado enviado ao mercado na quarta que sua produção teve alta de 7% em relação a junho e maio. A produção total de petróleo da companhia atingiu 32.110 barris de óleo equivalente por dia (boepd), ante 30.013 barris de maio. A maior produção foi do Campo de Frade.

A notícia é marginalmente positiva, aponta a Guide. “A produção da PetroRio segue apresentando melhoras marginais com a otimização dos poços já existentes. Contudo, vemos que o principal trigger para a companhia é a entrada em operação dos novos poços, principalmente a aquisição realizada no ano passado de Wahoo”, destaca.

Camil (CAML3)

A Camil Alimentos ainda apresentou seus resultados do primeiro trimestre fiscal, com queda de 1,2% do lucro líquido na base de comparação anual, a R$ 108,2 milhões.

A receita líquida da Camil, por sua vez, foi de R$ 2,3 bilhões no trimestre, alta anual de 30,5%. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 183,9 milhões, 6,5% menor frente um ano antes. A margem foi de 8,1%, baixa de 3,2 pontos percentuais.

O Bradesco BBI comentou os resultados da Camil, destacando que o Ebitda ajustado está em linha com sua estimativa, e vê os resultados como neutros. O banco atualizou seu modelo levando em conta novas previsões para matéria-prima da Camil, reduzindo a estimativa para Ebitda em 5% em 2021 e 2022 em média. Para 2022, o banco aponta preço-alvo de R$ 11, frente ao preço-alvo de R$ 12 de 2021, e à cotação de quarta, de R$ 9,79. O banco tem avaliação neutra (perspectiva de valorização dentro da média do mercado) para os papéis.

O Itaú BBA afirma que o Ebitda ajustado da Camil do primeiro trimestre está em linha com sua estimativa e com o consenso do mercado. A margem Ebitda ficou em 8,6%, frente à previsão de 9,2% do banco. Os volumes de açúcar no Brasil tiveram uma recuperação sequencial, enquanto que os volumes internacionais sofreram com a menor disponibilidade de matéria-prima no Uruguai.

Os preços domésticos da Camil caíram 2% na comparação trimestral, em linha com as estimativas do banco, mas ainda assim permaneceram 42% acima do nível do primeiro trimestre de 2020. Os volumes de açúcar cresceram, mas as margens são pressionadas pela concorrência forte no Brasil. A operação internacional registrou perda de 32% em volumes na comparação anual. O Itaú BBA mantém avaliação market perform (perspectiva de valorização dentro da média do mercado) para a Camil, com preço-alvo de R$ 14, frente à cotação de R$ 9,79 de quarta.

Cury (CURY3)

A Cury anunciou uma parceria comercial com a HBR Realty visando promover sinergias entre as companhias com o intuito de fortalecer o plano estratégico de expansão e rentabilidade das operações das duas companhias.

O acordo comercial visa oferecer o direito de preferência para a HBR atuar na execução e co-desenvolvimento dos projetos futuros com foco em áreas classificadas como não residenciais e fechadas ativas destinadas à utilização comercial.

“Apesar de esperarmos um impacto limitado, vemos o anúncio como positivo para a Cury e mantemos a recomendação de compra e preço-alvo de R$ 15 por ação”, aponta a XP.

Autopeças

A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotivos) revisou suas estimativas, em um momento em que a falta de semicondutores continua a impactar a produção de 2021. A Anfavea informou produção de 167 mil unidades em junho, frente a 98.500 do mesmo mês do ano anterior. Na comparação mensal, no entanto, a produção caiu 13%, pela falta de semicondutores e preços mais altos de matéria-prima. A nova guidance indica alta de 2% na produção no segundo semestre de veículos leves, e de 8% de veículos pesados. O banco mantém avaliação outperform para Vamos, Tupy, Randon e Iochpe Maxion.

O banco também ressalta que junho teve produção de 1.600 unidades de ônibus, queda de 32% na comparação mensal, e a terceira em três meses. Ônibus urbanos continuam a sofrer o impacto da pandemia, em um cenário que pode começar a melhorar no quarto trimestre de 2021, na avaliação do banco. No setor de bens de capital, o banco mantém preferência pela Iochpe, com preço-alvo de R$ 22, frente à cotação de quarta de R$ 15,47; e para Tupy, com preço-alvo de R$ 35, frente à cotação de R$ 23.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.