Fechamento

Ibovespa sobe 1,3% com exterior e expectativa por resultado da Petrobras; dólar renova máxima histórica

Mercado tem dia de fortes ganhos com exterior e temporada de resultados do quarto trimestre

arrow_forwardMais sobre
ações bolsa mercado stocks índices gráficos
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em forte alta nesta quarta-feira (19) puxado pelo desempenho das ações da Petrobras (PETR3; PETR4) antes da divulgação do resultado da companhia no quarto trimestre. A expectativa é de números sólidos, guiados pelos dados de produção da estatal.

No exterior, o dia também foi positivo, com os mercados na expectativa por novos estímulos na China para ajudar a combater o surto do coronavírus. Os investidores também ficaram atentos à ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), que mostrou uma ampla discussão de como fazer os Estados Unidos atingirem a meta inflação de 2% ao ano e como adaptar a política para combater os riscos à estabilidade financeira.

Também ajudaram as bolsas americanas a subirem os dados fortes do setor imobiliário americano e o avanço de 0,5% do Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) contra expectativa de 0,1% na mediana do consenso Bloomberg.

Aprenda a investir na bolsa

O Ibovespa terminou o dia com alta de 1,34%, aos 116.517 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 23,398 bilhões.

Enquanto isso, o dólar comercial teve alta de 0,18%, cotado a R$ 4,365 na compra e R$ 4,3657 na venda, renovando sua máxima histórica. O dólar futuro para março, por sua vez, avançou 0,18%, a R$ 4,3655.

Na véspera, Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, afirmou que a autoridade monetária intervém no câmbio quando vê problemas liquidez ou quando percebe que o real destoa dos pares. Segundo ele, câmbio é flutuante e está separado da política monetária.

Apesar da alta do dólar, o câmbio pressionado não está se refletindo na inflação ou em deterioração generalizada dos ativos brasileiros; o CDS – uma espécie de seguro contra calotes da dívida pública – do País ontem fechou na casa dos 92 pontos, na sexta baixa seguida e renovando menor nível desde 2010.

Já entre os juros futuros, o contrato com vencimento em janeiro de 2022 teve queda de seis pontos-base, a 4,66%, enquanto o de vencimento em janeiro de 2023 cai cinco pontos a 5,23%, seguido pela baixa de três pontos-base do vencimento em janeiro de 2025, a 5,97%.

O dia foi marcado pela análise dos balanços divulgados, como IRB Brasil RE (IRBR3), EDP, Energias do Brasil (ENBR3) e Gerdau (GGBR4), e também pela expectativa dos números do quarto trimestre de importantes empresas na noite de hoje. Além de Petrobras, saem Marfrig (MRFG3), RD ([ativo=RADL3), Pão de Açúcar ([ativo=PCAR4]), entre outras.

PUBLICIDADE

Enquanto isso, no exterior, as bolsas de valores da Ásia fecharam em alta, com a exceção de Xangai, que caiu 0,32%. Os mercados estão de olho na reunião do Banco do Povo da China, que poderá, às 22h30 desta quarta-feira (hora de Brasília) decidir mais um corte na taxa de juros para estimular a economia atingida pelo surto do coronavírus.

O número de mortos na China pelo coronavírus ultrapassou os 2 mil, enquanto o Japão começou a liberar passageiros de um navio de cruzeiro em quarentena. Já a província de Hubei, no centro do surto, relatou o menor número de casos adicionais desde que mudou seu método de contagem de infecções na semana passada.

As refinarias de petróleo chinesas cortaram ainda mais a produção para lidar com a demanda fraca. No mercado de commodities, o petróleo brent sobe após sanções dos EUA à Rússia e o conflito da Líbia mudarem o foco para ameaças à oferta.

Política

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, ficará até o final do seu mandato. A afirmação foi feita dias após Guedes chamar os servidores públicos de “parasitas” que estariam alojados no “hospedeiro” que seria o governo federal. Boatos sobre a saída de Guedes começaram a circular nesta semana.

“Se Guedes tem problemas pontuais e sofre ataques, é muito mais por sua competência do que por eventuais deslizes”, disse Bolsonaro ao jornal O Estado de S. Paulo.

Vale ressaltar que Bolsonaro cancelou solenidade pública para lançamento do programa Brasil Mais para se reunir com o ministro da Economia e outros ministros e fechar os últimos detalhes da reforma administrativa, disse o porta-voz Otavio Rêgo Barros.

No âmbito estadual, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou na noite de ontem o projeto de reforma da previdência dos servidores públicos. Antes de seguir para a sanção do governador João Doria (PSDB), o projeto precisa ser votado em segundo turno. A PEC estabelece idade mínima de aposentadoria de 65 anos para os homens e de 62 anos para as mulheres.

Noticiário corporativo

A resseguradora IRB Brasil RE (IRBR3) e a EDP Brasil (ENBR3) publicaram balanços na madrugada de hoje. A IRB Brasil RE informou um lucro líquido de R$ 1,79 bilhão em 2019, uma expansão de 44,7% sobre 2018, quando lucrou R$ 1,21 bilhão. A empresa informou ter fechado 2019 com caixa líquido de R$ 35,9 milhões – queda de 16,8% sobre o fim do ano anterior.

PUBLICIDADE

A IRB Brasil RE afirma que seus ativos consolidados cresceram 7,7% em 2019 para R$ 17,1 bilhões. A EDP Brasil reportou um lucro líquido de R$ 1,48 bilhão em 2019, resultado um pouco superior ao lucro obtido de R$ 1,41 bilhão em 2018.

Maiores altas

AtivoVariação %Valor (R$)
WEGE38.5011248.5
VVAR36.2124215.9
GOAU45.1867210.14
JBSS34.2801626.8
B3SA33.911653.13

Maiores baixas

AtivoVariação %Valor (R$)
HGTX3-2.8838724.92
COGN3-2.1929811.15
BRDT3-1.1562629.92
CRFB3-1.0889321.8
UGPA3-0.9958523.86

Engie Brasil, Iguatemi e Banestes publicaram balanços na noite de ontem. A JBS anunciou a aquisição de cinco frigoríficos e da marca Ledbetter nos Estados Unidos, por R$ 1 bilhão. A Weg anunciou que pagará mais de R$ 350 milhões aos acionistas.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos