Stress pós-fechamento

Ibovespa futuro fecha em queda de 1,8% com fala de Guedes sobre ruptura do teto de gastos; juros DI disparam

Governo cogita pedir perdão de R$ 30 bilhões para financiar Auxílio Brasil, que não deve ser de menos de R$ 400

SÃO PAULO – Após o fechamento do mercado nesta quarta-feira (20), o Ibovespa futuro com vencimento em dezembro de 2021 passou a ter forte baixa, sinalizando que a sessão da quinta-feira poderá ser conturbada. O índice acentuou perdas durante a fala de Paulo Guedes, ministro da Economia, sobre o Auxílio Brasil anunciado horas antes pelo Ministério da Cidadania.

Durante evento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), Guedes repetiu as palavras do ministro João Roma ao afirmar que nenhuma família beneficiada pelo programa, substituto do Bolsa Família, receberá menos do que R$ 400. Segundo o ministro, essa é uma orientação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O trecho da fala de Guedes que não foi bem digerido pelo mercado foi sobre a ruptura do teto de gastos, tão temida pelos investidores. “Estávamos estudando se faríamos antecipação da revisão de teto de gastos para 2026 ou se pediríamos um waiver [perdão fiscal] para gastar essa camada temporária de proteção”, afirmou o ministro. Segundo Guedes, seria uma licença com “número limitado, pouco mais de R$ 30 bilhões”.

O ministro afirmou que equipe econômica pensava em uma solução estrutural de financiamento do benefício, envolvendo a reforma do Imposto de Renda, porém precisou buscar alternativas já que o projeto não andou no Senado.

“O mercado vai ficar bem ressabiado até a conclusão final [do programa]. Será que vai haver surpresas além dos R$ 30 bilhões? A fala do ministro deu a entender que o teto de gastos será rompido e o mercado azedou de vez, contratando um clima ruim na abertura”, afirma Thomas Giuberti, da Golden Investimentos.

“Paulo Guedes confirmou que uma parte do benefício será pago fora do teto de gastos e era isso o que o mercado vinha sofrendo. Se havia uma esperança do mercado que houvesse uma proposta dentro do teto, foi confirmado de que não outra alternativa”, afirma Daniel Meirels, sócio da HCI Invest.

Em evento no Ceará, mais cedo, o presidente Bolsonaro negou que o teto dos gastos seria furado. “Ninguém vai furar teto, ninguém vai fazer nenhuma estripulia no orçamento. mas seria extremamente injusto deixar 17 milhões de pessoas com um valor tão pouco no Bolsa família”, complementou. O presidente, no entanto, não explicou como o valor do auxílio seria financiado. João Roma, na coletiva, também não deu detalhes sobre isso.

Após as declarações do ministro, o Ibovespa futuro com vencimento em dezembro de 2021 fechou em queda de 1,81% aos 112.395 pontos. Mais cedo, o Ibovespa à vista havia fechado com alta moderada de 0,1%, antes das falas do ministro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os juros futuros também dispararam nos negócios do after market com as declarações de Guedes. Afinal, romper o teto dos gastos públicos, implica em inflação mais alta e juros ainda maiores. O DI para janeiro de 2023 avançou 36 pontos-base, a 10,16%; DI para janeiro de 2025 subiu 32 pontos-base a 11,14%; e o DI para janeiro de 2027 avançou 34 pontos-base, a 11,48%.

O dólar futuro para novembro de 2021 reduziu perdas, recuando 0,17% no fechamento, a R$ 5,607.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.