5 assuntos

Fomc e Copom marcam super quarta nos mercados, ADP nos EUA e mais assuntos de destaque hoje

Sessão é de ganhos para os principais índices futuros dos EUA, enquanto Europa tem queda; temporada de balanços também segue em destaque

Por  Equipe InfoMoney -

Os resultados da CSN e da CSN Mineração foram divulgados após o fechamento do mercado. A matéria foi corrigida. 

Os índices futuros de Nova York sobem na manhã desta quarta-feira (4), enquanto mercados europeus e asiáticos operam no vermelho, com investidores se preparando para a grande decisão do Federal Reserve (Fed) sobre a taxa de juros, onde o banco central deve aumentar as taxas em meio ponto percentual, além de anunciar um plano para cortar seu balanço a partir de junho.

A elevação de 0,5 ponto percentual (p.p.) está amplamente precificada pelos mercados globais, de modo que a maior expectativa é para a sinalização do Fed sobre o ritmo que ganhará o aperto monetário. O presidente do Fed, Jerome Powel, deve dar detalhes sobre a atuação do BC americano na entrevista das 15h30.

Os dados mais recentes dos EUA mostraram níveis recordes de vagas de emprego e demissões de trabalhadores em março, apontando para a perspectiva de salários mais altos, alimentando ainda mais as pressões sobre a inflação.

A guerra na Ucrânia segue no radar, com a União Europeia propondo sanções adicionais de petróleo à Rússia, enquanto as forças russas continuam a bombardear alvos no leste da Ucrânia.

A Comissão Europeia apresentou na quarta-feira novas sanções contra o Kremlin, que incluirão uma eliminação de seis meses das importações de petróleo russo.

Leia mais: Fed e Copom: em diferentes momentos do ciclo de alta de juros, o que esperar das reuniões?

Por aqui, a alta de 1 p.p. da Selic pelo Copom, a partir das 18h30, também é carta marcada. O que os investidores monitoram são as sinalizações se o BC vai parar o ciclo de alta nos 12,75% ou seguirá um pouco mais adiante.

Do lado corporativo, Getnet (GETT11) e Omega Energia (MEGA3) divulgam resultados antes da abertura dos mercados. À noite, saem os números de BRF (BRFS3), GPA (PCAR3), PetroRio (PRIO3), Suzano (SUZB3), CSN (CSNA3), CSN Mineração (CMIN3) e Oi (OIBR3), desta última empresa referente ao 4T21.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA sobem antes da decisão do Fed sobre a política monetária do país.

Os mercados estão se preparando para um Fed hawkish, e o banco central também deve anunciar um plano para cortar seu balanço de cerca de US$ 9 trilhões em US$ 95 bilhões por mês, a partir de junho.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), +0,24%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,28%
  • Nasdaq Futuro (EUA), +0,18%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam em baixa puxados pela queda nas empresas de tecnologia chinesas em Hong Kong, especialmente depois que os EUA iniciaram uma investigação sobre a caótica estreia da Didi Global  em 2021 em Nova York. Japão e China continuam fechados em razão dos feriados.

  • Shanghai SE (China), fechado por feriado
  • Nikkei (Japão), fechado por feriado
  • Hang Seng Index (Hong Kong), -1,10%
  • Kospi (Coreia do Sul), -0,11%

Europa

Os mercados europeus operam em baixa, enquanto os investidores globais aguardam uma decisão crucial de política monetária do Federal Reserve dos EUA.

Ainda em destaque, estão as declarações da presidente da União Europeia de implementar um embargo completo na importação de petróleo russo nos próximos seis meses.

  • FTSE 100 (Reino Unido), -0,31%
  • DAX (Alemanha), -0,19%
  • CAC 40 (França), -0,46%
  • FTSE MIB (Itália), -0,30%

Commodities

Os preços do petróleo avançam nesta quarta-feira, depois que dados da indústria mostraram reduções nos estoques de petróleo e combustível dos EUA, elevando as preocupações com a oferta e compensando as preocupações com a desaceleração da demanda do principal importador da China.

  • Petróleo WTI, +3,51%, a US$ 106,01 o barril
  • Petróleo Brent, +3,38%, a US$ 108,52 o barril

Bitcoin

  • Bitcoin, +0,98% a US$ 38.911,11 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

Nos EUA, tem variação de empregos da iniciativa privada (9h15) e da balança comercial (9h30). Ainda há dados do PMI de serviços e composto no Brasil (10:00h) e nos EUA (10:45h).

Mais tarde, variação de estoques de petróleo EIA (11h30) da última semana. E mais importante, o Federal Reserve divulga nova taxa de juros (15h) e o BC brasileiro, a Selic, a partir das 18h30. À noite, tem PMI de serviços e composto na China (22:45h).

Brasil

10h: PMI de serviços e composto mensal

14h30: Fluxo cambial semanal

A partir das 18h30: Copom tem decisão da política monetária, com projeção de alta de 1 ponto, a 12,75%

EUA

9h15: Variação de empregos privados ADP mensal de abril, com projeção Refinitiv de criação de 395 mil vagas

9h30: Balança comercial mensal, com consenso de déficit de US$ 107 bilhões

10h45: PMI de serviços e composto mensal

11h30: Variação de estoques de petróleo EIA semanal

15h: Fomc  tem decisão de política monetária, com projeção de alta de 0,5 ponto, para 0,75% a 1%

China

22h45: PMI de serviços e composto mensal

3. Radar político

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta terça-feira que pretende se reunir com o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, e comandantes das Forças Armadas, em meio ao acirramento da crise entre Poderes da República, a ameaças a instituições e a tensões em torno das eleições gerais de outubro.

O senador defendeu, após reunião na tarde desta terça-feira com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, que as instituições têm o dever de dialogar para garantir as eleições e o ambiente democrático. Alertou ainda que deve-se evitar uma contaminação do clima pela proximidade das eleições, de forma a evitar o que considera “anomalias”, citando ataques a instituições e à democracia, como os ocorridos no último domingo em manifestações de partidários do presidente Jair Bolsonaro.

Falar que Congresso não pode legislar sobre Orçamento só se quiser ditadura, diz Lira

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), rebateu no final da tarde desta terça-feira de forma contundente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato do PT à Presidência, e afirmou que falar que Congresso não pode legislar sobre Orçamento só quem pretende instalar uma ditadura no país.

STF multa Daniel Silveira em R$ 405 mil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, aplicou multa de R$ 405 mil ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) em razão do descumprimento das medidas cautelares impostas a ele pela Corte.

Moraes também disse que o deputado segue obrigado a usar tornozeleira eletrônica.

4. Covid

Na última terça-feira (3), o Brasil registrou 108 mortes e 21.748 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 118, alta de 8% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 14.847, o que representa alta de 5% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 164.363.406 de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 76,51% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 177.300.070 pessoas, o que representa 82,53% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 87.052.949 pessoas, ou 40,52% da população.

 

5. Radar Corporativo

A temporada de balanços continua com CSN (CSNA3), CSN Mineração (CMIN3), Getnet (GETT11), Omega Energia (MEGA3), antes da abertura.

Após o fechamento, Banco Pan (BPAN4), BRF (BRFS3), Energias do Brasil (ENBR3), Pão de Açúcar (PCAR3), PetroRio (PRIO3), Suzano (SUZB3), Totvs (TOTS3) e Oi (OIBR3) divulgam seus balanços.

Marfrig (MRFG3)

A Marfrig (MRFG3) registrou lucro líquido de R$ 108,8 milhões no primeiro trimestre deste ano, representando uma redução de 61,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a empresa, a retração se deve a impactos no resultado financeiro por conta da marcação a mercado das ações adquiridas da BRF e maiores compensações e provisões para impostos.

Tim (TIMS3)

A TIM (TIMS3) reportou lucro líquido normalizado de R$ 419 milhões no primeiro trimestre de 2022, alta de 51,2% na comparação com igual etapa de 2021.

3R Petroleum (RRRP3)

A 3R Petroleum (RRRP3) registrou prejuízo líquido de R$ 335,1 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um crescimento de 662,2% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

Iguatemi (IGTI11)

A Iguatemi (IGTI11) registrou um prejuízo líquido contábil de R$ 16,355 milhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo lucro de R$ 38,945 milhões apurado um ano antes.

Cielo (CIEL3)

A Cielo (CIEL3) registrou um lucro recorrente de R$ 184,6 milhões, representando uma alta de 35,9% na comparação com o mesmo período do ano passado.

RD (RADL3)

A Raia Drogasil (RADL3) registrou lucro líquido de R$ 153,6 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), cifra 18,6% inferior ao mesmo trimestre de 2021.

Taesa (TAEE11)

A elétrica aprovou dividendos no valor de R$ 800,2 milhões, equivalentes a R$ 0,77435441646 por ação ordinária e preferencial ou R$ 2,32306324937 por unit (TAEE11).

O pagamento ocorrerá no dia 31 de maio de 2022, com base na posição acionária do dia 9 de maio de maio 2022. A partir do dia 10 de maio 2022, as ações e units passarão a ser negociadas “ex-dividendos”.

Copasa (CSMG3)

A Copasa confirmou pagamento de JCP no valor de R$  33,871 milhões, equivalentes a R$ 0,0893279501 por ação ordinária.

O pagamento será feito em 16 de maio, a partir da base acionária de 22 de março de 2022.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe