Negócio de gigantes

Elon Musk vendeu cerca de US$ 4 bi em ações da Tesla após proposta para comprar o Twitter

Maior parte das vendas foi feita na terça (26), dia em que os papéis da montadora de carros elétricos despencaram 12%

Por  Equipe InfoMoney -

O bilionário Elon Musk vendeu cerca de US$ 4 bilhões em ações da Tesla (TSLA34) nos dias seguintes à sua oferta para comprar o Twitter (TWTR34) e fechar o capital da empresa, segundo documentos da SEC (Securities and Exchange Commission, a CVM americana).

A maior parte das vendas feitas pelo CEO da Tesla e da SpaceX foi na terça-feira (26), dia em que os papéis despencaram 12%. Ele vendeu ao todo cerca de de 4,4 milhões de papéis da sua empresa.

Desde que Musk revelou a oferta de cerca de US$ 44 bilhões pelo Twitter, a Tesla já perdeu US$ 275 bilhões em valor de mercado, exatamente pela preocupação dos investidores da montadora de veículos elétricos de que Musk poderia ter de se desfazer de parte das suas ações para honrar com a transação.

Leia também:

Após o documento da SEC ter se tornado público, na noite de quinta-feira (29), Musk escreveu no Twitter que “nenhuma outra venda de TSLA está planejada depois de hoje”. TSLA é o ticker da ação da montadora, que é negociada na Nasdaq. TSLA34 é o ticker do BDR da ação, que é negociado na B3.

De onde virá o dinheiro

Para comprar o Twitter, o homem mais rico do mundo garantiu US$ 46,5 bilhões — mais do que o valor necessário.

O CEO da Tesla e da SpaceX diz que levantou US$ 25,5 bilhões em empréstimos de um grupo de bancos liderado pelo Morgan Stanley – inclusive um de US$ 12,5 bilhões que tem ações da fabricante de carros elétricos como garantia.

Musk afirmou também que vai oferecer mais US$ 21 bilhões em ações para o acordo, mas não deu detalhes de onde essa parte do financiamento viria.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe