Criptos hoje

Bitcoin cai abaixo de US$ 29 mil e Cardano e Solana despencam 10% com sell-off de ações de tecnologia chinesas

Altcoins caem forte após resultados fracos derrubarem bolsas nos EUA e na Ásia e trazerem nova dose de pessimismo ao investidor

Por  Paulo Alves, CoinDesk -

Em dia marcado por um novo sell-off em ações de tecnologia chinesas com o receio de resultados negativos, o Bitcoin (BTC) se vê mais uma vez em posição enfraquecida e cai abaixo de US$ 29 mil nesta manhã. A criptomoeda chegou a ser negociada a US$ 28.735 na noite de ontem e, às 7h05, vai a US$ 28.984. Em 24 horas, registra queda de 3,3%.

As altcoins, como são chamadas as criptomoedas além do Bitcoin, têm novamente desempenho pior que a principal moeda digital do mercado e recuam forte hoje. Entre os criptoativos com maior capitalização, os destaques negativos ficam por conta de Cardano (ADA) e Solana (SOL), que cedem perto de 10%. Já o Ethereum (ETH), segunda maior cripto por valor de mercado, cai 5,3% e perde os US$ 2 mil, indo a US$ 1.925.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

A capitalização de mercado das criptomoedas diminuiu 3%, para menos de US$ 1,3 trilhão, acompanhando a bolsa americana ontem após resultados de empresas de consumo como a Target virem abaixo do esperado, resultando em recuo de mais de 22% nos papeis da gigante varejista.

O desempenho fraco de empresas americanas contaminou as bolsas asiáticas, que caíram puxadas pelas ações de tecnologia chinesas. A Tencent, por exemplo, registrou seus menores aumentos de receita desde 2014, e suas ações caíram 8% na sessão desta quinta-feira. Mantendo alta correlação com papeis de tecnologia, o Bitcoin aprofundou a queda de ontem.

“O mercado continua sua atual trajetória de baixa”, escreveu o CEO da Autonomy, James Key, ao CoinDesk, ressaltando que instituições veem “as criptomoedas como ativos exóticos de risco e, à medida que entramos em recessão, esses ativos são os primeiros a serem vendidos por esses players”. O especialista, no entanto, observou que o número de carteiras de criptomoedas com pequenas quantidades de BTC ultrapassou 10 milhões pela primeira vez.

O momento ruim do mercado cripto também foi impulsionado por declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, que prometeu continuar o aperto monetário até que a inflação caia. Como consequência, analistas de cripto esperam pela continuidade da correção de preços, caso as condições atuais do mercado continuem.

Para Mike Novogratz, CEO do banco de criptomoedas Galaxy Digital, aqueles que esperam uma recuperação em “V” no mercado provavelmente ficarão desapontados. “Será necessária uma reestruturação, um ciclo de resgate, consolidação e confiança renovada nas criptomoedas. As criptomoedas se movem em ciclos, e acabamos de testemunhar um grande”, afirmou, ponderando que continua otimista com o setor no longo prazo.

  • Assista: Trader ex-JPMorgan condena Ethereum e dispara: “Pode não se recuperar da próxima queda de 90%”

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h05:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 28.984,43-3,3%
Ethereum (ETH)US$ 1.925,78-5,3%
Binance Coin (BNB)US$ 295,23-2,1%
XRP (XRP)US$ 0,403120-6,1%
Cardano (ADA)US$ 0,509122-9,5%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Chain (XCN)US$ 0,095341+9%
Leo Token (LEO)US$ 5,04+0,8%
Pax Gold (PAXG)US$ 1.833,80+0,5%
Tron (TRX)US$ 0,072396+0,5%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Terra (LUNA)US$ 0,00012550-31,3%
TerraUSD (UST)US$ 0,076755-19,2%
Stepn (GMT)US$ 1,30-17%
Chiliz (CHZ)US$ 0,112265-16,5%
IOTA (MIOTA)USUS$ 0,320283-15,8%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 25,74-2,31%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 35,40-0,56%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 28,85-5,09%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 23,20-7,89%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 23,40-6,77%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 9,07-3,51%
QR Ether (QETH11)R$ 7,10-4,05%
QR DeFi (QDFI11)R$ 4,08+0,24%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quinta-feira (19):

Governo dos EUA vai pressionar por separação de patrimônio de exchanges e clientes

O governo dos EUA pressionará o Congresso a exigir que as exchanges de criptomoedas mantenham o dinheiro de seus clientes separado de seus próprios fundos corporativos, afirmou ao CoinDesk uma fonte familiarizada com o plano.

Estimulados pela recente divulgação da Coinbase de que o dinheiro dos clientes seria bloqueado se a empresa declarasse falência, as autoridades federais pretendem pressionar os legisladores dos EUA a resolver o problema, insistindo que uma estrutura legal futura exija que as empresas de criptomoedas mantenham os ativos dos clientes isolados.

Embora a regra de custódia seja padrão para empresas financeiras, como plataformas de futuros, exchanges de criptomoedas costumam misturar seu patrimônio com valores de clientes, algo que o governo deseja dar fim.

Autoridades americanas pressionarão nas próximas semanas pela implementação da mudança em qualquer projeto de lei de criptomoedas analisado pelo Congresso, disse a fonte.

Esporte Clube Bahia anuncia fan token

O Bahia é o novo clube de futebol brasileiro a aderir aos fan tokens, criptoativos voltados para o engajamento de torcedores e que dão ao detentor direito de participar de enquetes para escolher design de produtos, músicas, mensagens, entre outras decisões internas.

A novidade, anunciada ontem, torna o Bahia o nono time brasileiro a lançar um fan token – o oitavo em parceria com a plataforma Socios.com.

“Ficamos muito felizes de ter a Socios.com como parceira, comprovando a força inclusive internacional do clube. Tem uma frase que nossa torcida gosta de brincar nas redes sociais que é ‘o Bahia é o mundo’. Pioneirismo e inovação são marcas do clube”, disse Guilherme Bellintani, presidente do Bahia.

O fan token será comercializado com o código $BAHIA, mas ainda não teve detalhes de lançamento divulgados.

Empresa coreana que financiou Terra (Luna) tem prejuízo de US$ 3,5 bilhões

Um dos maiores investidores da blockchain Terra (LUNA), a o fundo de risco sul-coreano Hashed registrou um prejuízo calculado em US$ 3,5 bilhões após o token Luna e a stablecoin UST entrarem em colapso.

Publicamente, a Hashed disse que eles são “financeiramente sólidos” e a Hashed Ventures não foi afetada pela crise, mas dados públicos disponíveis na blockchain mostram que a empresa detinha quase 50 milhões de Luna. Os tokens eram provenientes de um investimento de US$ 25 milhões em uma rodada semente, de acordo com dados da Crunchbase.

Contatada, a Hashed não respondeu a um pedido de comentário do CoinDesk até o fechamento.

Coinbase cria think tank de criptoativos

A Coinbase criou um think tank voltado para o setor de criptomoedas, chamado de Coinbase Institute.

A iniciativa pretende fomentar pesquisas sobre criptomoedas e Web 3 e planeja manter conversas com formuladores de políticas e líderes do setor. Além disso, terá um relatório mensal de insights sobre os mercados de ativos digitais.

A Coinbase também formou o Conselho Consultivo do Instituto Coinbase com quadro composto por professores do MIT, e das universidade de Harvard, Michigan, Johns Hopkins e Duke. Hermine Wong, diretora de políticas da Coinbase, será a diretora do Coinbase Institute.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe