Criptoativos

Bitcoin mira máxima histórica em dia de ETF e mais assuntos que vão movimentar o mercado de criptos hoje

Criptomoeda chegou a ficar a menos de US$ 2 mil da máxima de quase US$ 65 mil durante a madrugada; primeiro ETF de BTC deve estrear hoje em Nova York

SÃO PAULO – O Bitcoin (BTC) começa o dia negociado a menos de US$ 2 mil da máxima histórica de quase US$ 65 mil após atingir brevemente a marca de US$ 62.980 logo após a meia-noite de hoje. Às 7h01, a moeda digital era cotada a US$ 61.158.

A criptomoeda segue em terreno positivo em alta acumulada de mais de 26% em duas semanas em meio às fortes expectativas pela chegada do ETF de Bitcoin dos EUA, que deve estrear hoje na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

O primeito ETF de BTC com aval da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) é o da ProShares, que terá código BITO. Embora um anúncio formal não seja esperado, tanto a gestora quanto a NYSE confirmaram ontem que os reguladores não darão negativa ao pedido até o final do prazo.

Até onde vai o Bitcoin? Especialista da Levante dá aula gratuita sobre o futuro da criptomoeda. Clique aqui para assistir

Além disso, a Nasdaq já estaria se preparando para listar um segundo ETF, gerido pela Valkyrie, com símbolo BTFD. O produto também aguarda o encerramento formal do prazo de apreciação da SEC para ser oficialmente disponibilizado para negociações.

Enquanto o Bitcoin reage positivamente às notícias, paira no mercado o temor de que o dia de hoje traga uma leva de liquidações de posições compradas há semanas, quando os rumores sobre a aprovação do ETF ganharam mais força.

O receio é de que o episódio seja mais um do tipo buy the rumor, sell the news (compre o rumor, venda a notícia) e que, na verdade, o Bitcoin não supere sua máxima histórica desta vez. Um dos motivos seria um possível impacto reduzido de um ETF de futuros na pressão de compra da criptomoeda.

Leia mais: O que é ETF de criptomoeda? Veja como investir!

O chefe da plataforma de investimentos Flourish, da MassMutual, Ben Cruikshank, disse ao MarketWatch que “as empresas com as quais estamos falando são extremamente céticas” em relação a um ETF de Bitcoin baseado em futuros. “O feedback que estou recebendo é de que um derivativo é uma forma menos eficiente de propriedade”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O cenário mais pessimista, no entanto, não encontra amparo no movimento dos mercados derivativos, considerados chave para este tipo de projeção. Conforme observa a casa de análise Glassnode, a quantidade de opções de call (compra) adquiridas no mercado com strike acima de US$ 100 mil para o final vem aumentando, o que indica possível otimismo por parte de investidores.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h01:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 61.158+2,1%
Ethereum (ETH)US$ 3.793+0,3%
Binance Coin (BNB)US$ 487+4,5%
Cardano (ADA)US$ 2,120%
XRP (XRP)US$ 1,08+0,1%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
OKB(OKB)US$ 18,43+15,1%
Fantom (FTM)US$ 2,44+13,2%
Harmony (ONE)US$ 0,237549+9,6%
Zcash (ZEC)US$ 146,22+7,4%
Kusama (KSM)US$ 368,18+7,1%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Spell Token (SPELL)US$ 0,01672922-8,8%
Flow (FLOW)US$ 13,83-6,8%
Dogecoin (DOGE)US$ 0,246098-6,7%
Stacks (STX)US$ 2,36-4,6%
Celsius Network (CEL)US$ 5,34-3,1%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 59,10+1,49%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 82,00+1,55%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 62,10-1,04%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 21,59+0,98%
QR Ether (QETH11)R$ 15,15-1,94%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta terça-feira (19):

Dotz passa a aceitar resgate de Bitcoin

A empresa de programa de fidelidade Dotz (DOTZ3) anunciou na segunda-feira (18) que já está disponível em sua plataforma o resgate dos pontos em Bitcoin (BTC).

A Dotz, que realizou sua oferta de ações (IPO) em maior deste ano e que já tinha fechado uma colaboração com o Ant Group, braço financeiro do gigante Alibaba, agora fez uma parceria com a corretora de criptomoedas (exchange) Foxbit, uma das maiores do Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com isso, os clientes da empresa poderão usar os pontos para adquirir bitcoins usando o catálogo do programa de recompensas, ao selecionarem a opção, eles receberão uma espécie de “voucher” para ser usado na Foxbit. Para isso, o endereço de e-mail utilizado no cadastro da conta deverá ser o mesmo no site da Dotz e da corretora de criptomoedas.

Leia mais clicando aqui.

El Salvador tem problemas com arbitragem de Bitcoin

O governo de El Salvador identificou que cidadãos estariam utilizando a carteira de Bitcoin oficial do país, a Chivo, para realizar arbitragem, prática que consiste em aproveitar as disparidades nas cotações de um ativo em para lucrar com a diferença.

A função de congelamento de preços do aplicativo, pensada originalmente para evitar perdas durante uma compra, estaria sendo utilizada para comprar Bitcoin mais barato e vender mais caro em outro lugar durante momentos de alta volatilidade do mercado.

O recurso congela preços durante 1 minuto, prazo que seria suficiente para enviar BTC da Chivo para uma corretora por meio da Lightning Network, uma tecnologia que acelera a barateia transferências da criptomoeda.

“O ‘scalping’ realizado consistiu em aproveitar o fato de o Chivo ter mantido a taxa congelada durante 1 minuto e aproveitar esse minuto para comparar a taxa com outras bolsas e ver se o preço do Bitcoin caía ou subia”, disse a equipe do aplicativo nesta terça-feira (19).

O governo decidiu remover a função para combater a prática.

Plataforma de empréstimos em cripto é alvo de ação judicial nos EUA

A Nexus, plataforma de empréstimos em criptomoedas, virou alvo de uma ação judicial ingressada pela Procuradoria de Nova York. Em documento divulgado na segunda-feira (18), as autoridades acusam a empresa de oferecer serviços não registrados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A Nexo não está oferecendo seu Earn Product and Exchange em Nova York, então não faz muito sentido receber um pedido de cessação e desistência de algo que não estamos oferecendo em Nova York de qualquer maneira”, disse a companhia.

Em nota, os acusados dizem que empregam bloqueio por geolocalização para garantir que residentes de Nova York não possam acessar seus serviços, e que vai entrar em contato com a Procuradoria para esclarecer a questão.

A ordem foi direcionada também para outra empresa do mesmo ramo, mas o seu nome não foi revelado.

A Procuradoria de Nova York, vale lembrar, foi a mesma que processou, baniu e multou em US$ 18,5 milhões em fevereiro deste ano a Bitfinex, emissora da Tether USD (USDT), maior stablecoin do mercado com US$ 69,8 bilhões em valor de mercado.

Polkadot anuncia fundo de US$ 777 milhões para impulsionar ecossistema

A Polkadot (DOT), plataforma de contratos inteligentes rival da Ethereum (ETH), anunciou um aporte de 18,9 milhões de DOT equivalentes a cerca de US$ 77 milhões para ajudar no desenvolvimento de soluções para o seu ecossistema.

O fundador da Polkadot e cofundador da Ethereum, Gavin Wood, disse que o capital será mobilizado para “construir, melhorar, educar” o ecossistema da Polkadot, e alocado em “qualquer outra coisa que a governança da Polkadot considere valiosa”.

O anúncio impactou negativamente no preço da criptomoeda, que recua 2% nesta manhã para US$ 40,98. No entanto, a novidade ajudou a impulsionar a Kusama (KSM), moeda nativa de uma blockchain “irmã” da Polkadot. No começo da manhã, o criptoativo era um dos mais subia entre os 100 maiores por valor de mercado, com alta de mais de 7%.

Até onde vai o Bitcoin? Especialista da Levante dá aula gratuita sobre o futuro da criptomoeda. Clique aqui para assistir