"A Fusão"

Começou a especulação de Ethereum após notícia de atualização, dizem analistas

Um membro da Ethereum Foundation disse que o “upgrade” do projeto pode ocorrer no dia 19 de setembro

Por  lucasgmarins -

A divulgação de novas informações sobre o cronograma da atualização “Merge” (“Fusão”, em português) do Ethereum (ETH), apelidada de Ethereum 2.0, parece ter atraído o interesse dos investidores de ETH e de um de seus derivativos.

Na quinta-feira (14), o membro da Ethereum Foundation, Tim Beiko, disse que 19 de setembro pode ser a data de lançamento da fusão. Em resumo, a mudança fará com que a blockchain da rede mude seu mecanismo de consenso de prova de trabalho (proof-of-work, ou PoW), que gasta muita energia e é alvo de crítica dos ambientalistas, para prova de participação (proof-of-stake, ou PoS), mais amigável ao meio ambiente.

Desde o anúncio de Beiko, o ETH subiu cerca de 22%, atingindo US$ 1.475, a maior alta em 30 dias, de acordo com dados do CoinDesk. No acumulado semanal, segundo o agregador Coingecko, o criptoativo subiu 30%.

O derivativo Staked Ether (stETH), que representa o ETH deixado em staking (método de renda passiva) na plataforma de finanças descentralizadas Lido Finance, também se beneficiou com o movimento, com seu valor proporcional ao ETH aumentando de 96% para 98% desde a quinta-feira, de acordo com o CoinMarketCap.

O token stETH deveria ser negociado a um preço próximo da criptomoeda ETH, mas o derivativo passou a ser negociado a 0,93 ETH após o colapso do ecossistema Terra em maio, e não conseguiu se recuperar desde então.

O Lido Finance é um protocolo que permite aos usuários fazer staking, obtendo ganhos sem precisar possuir um mínimo de 32 ETH para se tornar um validador do futuro Ethereum 2.0. Como parte da atualização, a rede permite que investidores bloqueiem ETH para ajudar a validar as transações; em troca, eles são remunerados com cripto.

Cabe lembrar que os usuários só podem resgatar seus stETH após as transferências serem habilitadas no Ethereum 2.0.

“A ETH passou por uma rápida mudança de narrativa na semana passada, com especuladores puramente focados na ‘fusão’ como um catalisador de valorização”, disse Matthew Dibb, COO e cofundador da Stack Funds. “Além disso, acreditamos que há uma quantidade significativa de capital marginalizado que está esperando um momento de alta para abrir novas posições.”

Leia mais:

Vários observadores consideram que a atualização do Ethereum é equivalente a três halvings de Bitcoin (BTC), um mecanismo programado que reduzir pela metade o fornecimento de BTC por bloco a cada quatro anos. Eles dizem também que a mudança deve gerar uma redução de 90% na emissão anual de ETH. Em outras palavras, a atualização pode trazerum apelo de reserva de valor ou deflacionário à criptomoeda.

Como aconteceu em outras atualizações, a proximidade da mudança está gerando alta antecipada da moeda. Por exemplo, o ETH subiu mais de 60%, para US$ 2.800, nas três semanas que antecederam o hard fork London, uma atualização implementada em 5 de agosto de 2021. O evento ativou um mecanismo para queimar parte das taxas pagas aos mineradores.

O upgrade para o Ethereum 2.0 sofreu vários atrasos. No entanto, as recentes atualizações bem-sucedidas das redes de teste Ropsten e Sepolia, e a transição planejada da rede de teste Goerli para prova de participação em 11 de agosto, aumentaram as esperanças para a fusão da rede principal em setembro.

A data provisória da mudança foi divulgada no momento em que o mercado de criptomoedas precisa de boas notícias para se recuperar.

O ETH despencou 60% nos últimos dois meses, caindo de US$ 2.700 para US$ 1.000, por conta de uma série de fatores. Alguns deles foram a elevação de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), o colapso da stablecoin TerraUSD (UST) e o pedido de falência do hedge fund de criptomoedas Three Arrows Capital (3AC).

“Qualquer notícia positiva neste momento é bem-vinda para os mercados”, disse Jason Pagoulatos, especialista em mercados da Delphi Digital. “Mas definitivamente essa não é a única razão pela qual o ETH está em alta.”

Pagoulatos acrescentou que um salto de preço após o colapso de maio e junho é esperado.

John Ng Pangilinan, sócio-gerente da plataforma Signum, com sede em Cingapura, expressou uma opinião semelhante, dizendo que o mercado precificou riscos específicos de macro e cripto, e agora está se concentrando nos próximos pontos positivos.

“Minha opinião é que o ETH está subindo em antecipação ao Ethereum 2.0”, disse Pangilinan. ” Além disso, o colapso de grandes empresas e os anúncios de inflação, acredito, já foram levados em consideração. Vejo agora uma recuperação tanto para o ETH quanto para o BTC, caso essa fase de acumulação se mantenha ao longo de julho, mas temos que estar atentos ao impacto regulatório, que acredito estar chegando. Mas não vejo isso amortecer os mercados.”

O salto do ETH é acompanhado por uma demanda renovada dos usuários pela blockchain, um sinal de que o rali pode continuar.

A quantidade Gas, taxa que os usuários pagam para usar a rede Ethereum, aumentou de aproximadamente 82 bilhões para 100 bilhões neste mês, de acordo com dados do explorador de blockchain Etherscan rastreados pela empresa Galaxy Digital Research.

“A quantidade de Gas usado no Ethereum aumentou neste mês após vários meses de declínio vertiginoso, indicando que o uso da blockchain e a demanda por espaço em bloco estão retornando após um período de relativo desinteresse”, escreveu Chrsitine Kim, analista de pesquisa da Galaxy Digital, em uma newsletter publicada na última sexta-feira.

“Os picos recentes na atividade de transações vêm de transferências de tokens ERC-1155, que são tokens que podem possuir propriedades fungíveis, semifungíveis ou não fungíveis”.

Além disso, as baleias (grandes investidores de criptomoedas) compraram ETH na queda da moeda. “Endereços que detêm mais de 1% do ETH em circulação aumentaram suas posições”, disse o boletim semanal da empresa de análise de blockchain IntoTheBlock publicado na sexta.

“O saldo total de ETH mantido por endereços de baleias atingiu um recorde histórico nesta semana. Embora isso inclua exchanges centralizadas, suas participações específicas mostraram tendência de queda, enquanto os contratos de staking e entidades não identificadas estão aumentando seus ativos.”

No entanto, embora haja otimismo e boas expectativas, tudo depende da atualização de setembro, como os desenvolvedores sugeriram. Um possível atraso pode desmoralizar os compradores.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe