Bitcoin sobe forte e passa dos US$ 43 mil após BlackRock revisar pedido de ETF

De acordo com a proposta atualizada, o produto financeiro vai permitir resgates em dinheiro

Lucas Gabriel Marins

Publicidade

O Bitcoin (BTC) disparou e voltou a ser negociado acima dos US$ 43 mil após a gestora BlackRock revisar seu pedido de ETF (fundo de índice) com exposição direta à criptomoeda para se adequar às exigências da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC.

A gigante dos investimentos, que tem cerca de US$ 9 trilhões sob gestão, é uma das empresas que tentam lançar um ETF à vista de BTC nos Estados Unidos. Há mais de uma dezena de pedidos para análise na mesa do xerife do mercado de capitais do país, inclusive de uma gestora brasileira.

De acordo com a proposta atualizada pela gestora na noite da segunda-feira (18), seu ETF iShares Bitcoin Trust (ticker IBTC) terá mecanismos de resgates em dinheiro, modelo preferido pela SEC. A mudança aumenta as chances de a empresa conseguir aprovação do veículo de investimento.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“O Trust (instrumento de gestão patrimonial) emite e resgata cestas continuamente. Essas transações ocorrerão em troca de dinheiro. Sujeito à aprovação regulatória em espécie, essas transações também podem ocorrer em troca de Bitcoin”, disse a BlackRock no pedido.

De acordo com players do setor, o regulador dos EUA pode aprovar um lote de fundos de índices de BTC no início de 2024. A expectativa com o produto financeiro inédito foi um dos catalisadores de alta da moeda digital ao longo deste ano. Segundo analistas de mercado, os ETFs poderiam atrair até US$ 100 bilhões de capital em pouco tempo.

Por volta das 8h desta terça-feira (19), o Bitcoin avança 6%, para US$ 43.182, segundo o agregador CoinGecko. Com a valorização, a criptomoeda se recupera das perdas das últimas semanas, causadas por liquidações em massa e realização de lucro de grandes investidores.

Continua depois da publicidade

Com exceção da Maker (MKR), que caiu 0,05% hoje, todas as altcoins (termo usado para identificar qualquer cripto diferente do BTC) são negociadas no campo positivo hoje, com destaque para a Sei (SEI), que subiu 45% nas últimas 24 horas. A capitalização do setor pulou para US$ 1,62 trilhão nesta manhã.

Entre os ativos digitais com com maior valor de mercado, o melhor desempenho do dia é da Cardano (ADA), que opera em alta de 8%. O Ethereum (ETH), segundo maior token do setor, avança mais de 4%.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 8h:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 43.182+6,00%
Ethereum (ETH)US$ 2.240+4,20%
BNB Chain (BNB)US$ 244+4,00%
XRP (XRP)US$ 0,608339+2,80%
Cardano (ADA)US$ 0,598746+8,10%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Sei (SEI)US$ 0,335445+45,60%
WOO Network WOOUS$ 0,477293+32,50%
Injective (INJ)US$ 38,48+29,80%
Immutable (IMX)US$ 2,17+19,30%
Osmosis (OSMO)US$ 1,45+17,60%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Maker (MKR)US$ 1.265,23-0,05%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 32,76-0,72%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 48,34-0,84%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 31,80-2,78%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 22,75-5,95%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 25,60-5,00%
Hasdex Crypto Metaverse (META11)R$ 31,00-4,46%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 13,13-0.37%
QR Ether (QETH11)R$ 8,15+0.74%
QR DeFi (QDFI11)R$ 3,23-2.71%
Cripto20 EMPCI (CRPT11)R$ 8,95-2.18%
Investo NFTSCI (NFTS11)R$ 10,26-4.73%
Investo BLOKCI (BLOK11)R$ 130,36-5.25%

Lucas Gabriel Marins

Jornalista colaborador do InfoMoney