Analista de investimento

arrow_forwardMais sobre

O que faz um analista de investimento?

O analista é o profissional que fornece suporte ao investidor. Auxilia na tomada de decisão e depois sugere mudanças de rota, de papel e produtos, quando julgar necessário. A partir da análise das condições da economia, do horizonte para o setor e dos números divulgados nos balanços das empresas, os analistas fazem projeções do preço-justo de um papel e, comparando-o com a cotação atual, produzem recomendações de compra, venda ou manutenção.

Análise técnica x Análise fundamentalista

Há dois tipos diferentes de analistas: os analistas técnicos e os analistas fundamentalistas. Os técnicos utilizam como premissa o estudo da análise técnica (ou análise gráfica) para realizar suas avaliações e indicar suas recomendações de compra ou venda de ações. Já o analista fundamentalista se apoia nos fundamentos da empresa, isto é, faz a análise dos resultados divulgados pela empresa e compara métricas operacionais e financeiras destas empresas com a média do setor (ou a média histórica da própria empresa) para chegar à conclusão de se esta ação está cara ou barata.

Normalmente, a análise técnica tem objetivo de curto prazo, com as recomendações durando dias ou até mesmo algumas horas. Já a análise fundamentalista tem um viés mais assertivo para o longo prazo, com recomendações focadas em semanas, meses ou anos.

Quem quiser se tornar analista fundamentalista precisa tirar a certificação CNPI. Já o analista técnico precisa tirar a certificação CNPI-T. O analista que tirar as duas certificações torna-se analista sênior, com CNPI-P.

Aprenda como ganhar dinheiro prevendo os movimentos dos grandes players. Na série gratuita Follow the Money, Wilson Neto, analista de investimentos da Clear, explica como funcionam as operações rápidas.

Formação

O analista não necessariamente precisa ser economista, mas precisa fazer um curso e ser aprovado para se tornar analista. Ambas exigem uma certificação que será recebida após a aprovação em uma prova com questões referentes a formação que você deseja obter.

Os exames são oferecidos pela Apimec, em geral em tempo contínuo, e são realizados nos Centros de Testes da FGV distribuídos em praticamente todo território nacional. Antes de tirar qualquer um dos dois certificados, o candidato precisa fazer uma prova chamada Conteúdo Brasileiro (CB). Aprovada nessa primeira prova, ele terá o prazo de 12 meses, contados da data da realização do primeiro exame, para ser aprovado no outro exame. A perda deste prazo implicará em nova inscrição e aprovação nos exames.

Para obtenção da certificação o profissional deve ser aprovado nos seguintes exames:

  • CB – Conteúdo Brasileiro – fase comum para o analista fundamentalista, técnico e pleno.

Uma prova de duas horas de duração com 60 questões de múltipla escolha contendo as seguintes matérias: Sistema Financeiro Nacional, Mercado de Capitais, Mercado de Renda Fixa, Mercado de Derivativos, Conceitos Econômicos, Ética e Relacionamento, Governança Corporativa.

  • CG1 – Conteúdo Global 1 – fase para o analista fundamentalista.

Uma prova de duas horas de duração com 60 questões de múltipla escolha contendo as seguintes matérias:

  1. Análise e Avaliação de Ações e Finanças Corporativas: 30 questões;
  2. Contabilidade Financeira e Análise de Relatórios Financeiros: 30 questões
  • CT1 – Conteúdo Técnico 1 – fase para o analista técnico.

Uma prova de duas horas de duração com 60 questões de múltipla escolha contendo as seguintes matérias: Princípios de Análise Técnica; Dow, Elliott, Fibonacci e Candle Stick; Retas, Tendências e Médias móveis; Stop, Suporte e Resistência; Volume & Contratos em Aberto.

Acompanhar cenários, preço de commodity, até política internacional são algumas das tarefas do analista, que precisa estar sempre bem informado para poder fazer a análise mais precisa aos seus clientes.

Média salarial

Um analista júnior ganha em torno de R$ 4 mil, um com nível intermediário ganha R$ 12 mil e um analista sênior acima de R$ 25 mil. Mas esse mercado funciona como qualquer outro, quanto melhor o analista mais ele ganha. E mesmo um analista jovem, caso ele tenha um índice de acerto muito alto muito poderá ganhar mais do que um com mais tempo de profissão.

Vale lembrar que o analista é proibido de operar assim que imite uma recomendação. Não podendo operar nem 10 dias antes nem cinco dias após fazer o aconselhamento ao seu cliente. De certa forma ele não pode se aproveitar do que ele estudou em benefício próprio.

Aprenda como ganhar dinheiro prevendo os movimentos dos grandes players. Na série gratuita Follow the Money, Wilson Neto, analista de investimentos da Clear, explica como funcionam as operações rápidas.

Mercado

Para o mercado de renda variável o cenário não está muito favorável. Apesar disso, com a evolução do mercado e aumento da complexidade das operações, os analistas tiverem que se especializar mais e ganharam mais valor.

Mas a principal mudança ocorreu nos últimos cinco anos, quando os analistas passarem a ter uma atitude mais ativa. Antes o cliente ou o assessor de investimentos pedia para o analista fazer análises do cenário e ele fazia o estudo e repassava. Com o desenvolvimento da internet e das possibilidades de divulgação de conteúdo, o analista passou a ir até o cliente. E isso exige ainda mais do profissional que precisa estar cada vez mais informado e antenado naquilo que ocorre no mercado, na economia em geral e até mesmo na política.

O cliente espera receber as recomendações antes de tomar a decisão, e isso exige um trabalho muito maior porque o analista precisa ficar sempre à procura das melhores opções, de novas possibilidades de investimento para repassar ao cliente.

Não perca a entrevista on-line sobre essa e outras profissões do Mercado Financeiro. Acesse agora!
Profissões do Mercado

O que é um Agente Autônomo de Investimento?

O que faz um Trader?

Aprenda como ganhar dinheiro prevendo os movimentos dos grandes players. Na série gratuita Follow the Money, Wilson Neto, analista de investimentos da Clear, explica como funcionam as operações rápidas.