Em educacao / guias

Entendendo as cotações: saiba como interpretar os dados de uma ação

Para quem está começando no mercado de ações, o entendimento dos conceitos de cotações é fundamental

SÃO PAULO - Para quem está começando no mercado de ações, muitas vezes o entendimento das informações disponíveis pode parecer difícil, já que, como é comum em várias áreas do conhecimento humano, o uso de jargões é recorrente. Nesta hora, nada melhor do que entender de forma mais aprofundada as informações contidas na própria cotação das ações.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) é responsável pela disponibilização das cotações referentes ao mercado de ações brasileiro. Juntamente com o livro de ofertas e último preço de cada ativo negociado, diversas informações são disponibilizadas, permitindo que o investidor obtenha um quadro mais amplo do desempenho do papel.

Último e variação
A cotação mais acompanhada pelos investidores certamente é o "último", que reflete o preço no qual a última transação com um determinado ativo foi realizada. Ou seja, este valor representa o preço de uma transação efetiva, quando um vendedor e um comprador chegaram a um preço comum para transacionar. Vale lembrar que, de acordo com o modo de funcionamento do mercado, é a Bolsa que realiza esta "ligação" entre vendedor e comprador.

Deste modo, esta cotação muda constantemente ao longo do dia, refletindo os negócios efetivamente realizados. No fechamento do pregão regular, que ocorre às 17h00 ou 18h00 (dependendo do horário de funcionamento da Bovespa, que varia em função das alterações de fuso horário com os EUA), a cotação do último negócio é considerada como o fechamento do dia.

Outra cotação muito importante é a variação, que representa simplesmente a variação percentual entre o preço do último negócio e o fechamento do pregão anterior. Ou seja, se uma ação negociou há instantes a R$ 52,00 e encerrou o pregão anterior a R$ 50,00, a variação é de 4%. Da mesma forma que no último preço, a variação muda ao longo do pregão, com a variação final do dia sendo fixada como aquela do último negócio.

Outras cotações de preço
A cotação de abertura, por sua vez, representa o preço no qual foi executado o primeiro negócio com um determinado ativo no pregão em questão. Já o fechamento anterior, como o nome indica, mostra qual foi o preço no qual o último negócio foi executado no pregão imediatamente anterior ao atual.

O máximo representa o preço mais elevado no qual as ações foram negociadas em um determinado pregão, ou seja, o melhor ponto do dia para o vendedor e, conseqüentemente, o pior para o comprador. O mínimo, como era de se esperar, representa o menor preço em que foi fechado um negócio.

Por fim, a Bovespa também divulga a cotação média, que representa uma média ponderada dos preços nos quais foram fechados negócios. Isso significa que negócios nos quais o volume de ações negociadas foi maior pesam mais no cálculo do que negócios em que menos papéis foram transacionados.

Negócios, quantidade e volume
Um dos conceitos mais simples é o de número de negócios, que representa quantas vezes a ação foi efetivamente transacionada dentro do pregão. Este é um importante indicador de liquidez, ou seja, mede a negociabilidade de uma ação.

Outra informação relevante é a quantidade total, que indica quantas ações foram negociadas em um pregão. Ou seja, se foram realizados três negócios com 1.000 ações cada, a quantidade total é de 3.000. Vale lembrar que, para evitar dupla contagem, somente são consideradas as quantidades de compra OU venda, não a soma de ambos.

O conceito de volume total é similar, mas leva em consideração o preço no qual os negócios foram realizados, o que não ocorre no caso da quantidade. Neste caso, contabiliza-se o volume de recursos transacionados, não a quantidade de ações. Por exemplo, considerando que foram realizados três negócios de 1.000 ações, dois a R$ 50,00 por ação e o último a R$ 48,00, o volume total foi de R$ 148 mil (1.000x50 + 1.000x50 + 1.000x48).

Usar o volume total, também conhecido como giro financeiro, e a quantidade total é um caminho alternativo para calcular o preço médio. Basta dividir o volume total pela quantidade total para obter o preço médio no dia, que, no exemplo anterior, foi de R$ 49,30.

 

Contato