RADAR INFOMONEY Programa desta sexta fala das ações que mais pagam dividendos - aqui e lá fora; assista

Programa desta sexta fala das ações que mais pagam dividendos - aqui e lá fora; assista

Corrida pela logística

Depois de virar unicórnio, MadeiraMadeira faz sua primeira compra de startup

O marketplace de produtos para casa fez a aquisição da iTrack Brasil, startup focada na área de logística

SÃO PAULO – Os marketplaces de produtos para casa estão investindo pesado para resolver um velho e famoso problema do comércio eletrônico no país: a logística. Nessa corrida, o último sprint foi dado pela MadeiraMadeira.

Um dos maiores e-commerce do segmento no país, a empresa anunciou nesta quarta-feira (9) a aquisição da iTrack Brasil. A startup de logística atende mais de 200 companhias, incluindo a própria MadeiraMadeira.

Essa foi a primeira compra realizada pelo e-commerce de decoração e móveis desde que ele se tornou um unicórnio, ou startup avaliada em mais de US$ 1 bilhão. O marco foi alcançado em janeiro deste ano, quando a MadeiraMadeira recebeu US$ 190 milhões em uma rodada série E. O valor da aquisição não foi divulgado.

“O transporte de móveis de grande estrutura, como guarda-roupas e sofás, é complexo e exige um processo extremamente diferenciado”, diz Daniel Scandian, cofundador da MadeiraMadeira, em entrevista ao Do Zero Ao Topo, marca de empreendedorismo do InfoMoney. (Confira a história da construção da companhia no player acima ou clique aqui).

A decisão por adquirir a iTrack Brasil veio para aprimorar e garantir mais agilidade nas entregas da empresa. A iTrack foi criada pelo empreendedor Daniel Drapac em 2017, com o objetivo de levar eficiência para a logística. Drapac trabalhou anteriormente com operações e transportes em empresas como Carrefour, Cielo e Ypê.

A iTrack está em Barueri (São Paulo) e tem produtos que fazem rastreamento de carga, roteirização de entrega e gestão de toda a operação logística. A startup tem 19 funcionários e atende 200 clientes, incluindo a própria MadeiraMadeira. Até o momento, a iTrack não tinha captado dinheiro com investidores e se sustentava com a própria geração de caixa – estratégia conhecida entre empreendedores como bootstrapping.

Assim como outros e-commerces para casa, a MadeiraMadeira tem sua própria empresa de logística, chamada Bulkylog.

“A iTrack permitirá um aprimoramento substancial na qualidade e no custo dos serviços logísticos, proporcionando visibilidade do pedido ao cliente final. Faremos aquisições sempre que identificarmos situações similares, nas quais a soma de empresas criativas e com boas soluções à nossa equipe interna de TI pode nos levar adiante mais rapidamente”, diz Scandian. Segundo o executivo, a iTrack continuará com operação independente.

PUBLICIDADE

O investimento em logística também inclui a expansão dos centros de checagem e entrega de mercadorias. São 14 espaços do tipo. A MadeiraMadeira pretende aumentar o volume de centros em 40% ao longo de 2021, mas ainda estuda quais serão as localizações.

Crescimento do mercado

Apresentar entrega mais rápida e com mais qualidade desses produtos será fundamental para continuar crescendo após a explosão das compras online durante a pandemia de Covid-19.

“A pandemia teve um efeito de crescimento para todo o e-commerce. Porém, esse crescimento já se estabilizou”, diz Scandian. No primeiro trimestre de 2021, a MadeiraMadeira apresentou alta de 93% sobre o mesmo período de 2020. O segundo trimestre deve ser mais difícil, porque será comparado ao pico da primeira onda da pandemia.

Em um mercado grande, cada percentual a mais conta. Scandian estima que o mercado para a MadeiraMadeira é de R$ 270 bilhões no país – somando as categorias de Móveis e Decoração, Materiais de Construção e Equipamentos para Casa. A penetração das compras online varia. “A presença do digital é de 1,5% em Materiais de Construção, de 10% em Móveis e Decoração e de 25% em Equipamentos para Casa. Então, existe um potencial imenso de crescimento para o nosso negócio”, diz o cofundador.

A MadeiraMadeira aposta tanto em variedade de produtos quanto em preços competitivos, atendendo diversas faixas de rensa. A empresa comercializa produtos feitos por terceiros e também tem sua linha própria de móveis, chamada Cabecasa. A MadeiraMadeira reúne 2 milhões de produtos, métrica que a coloca como um dos maiores e-commerces brasileiros com foco em produtos para a casa. A Mobly, por exemplo, tem 200 mil produtos à venda. Já a Westwing, focada em compras inspiracionais e de decoração, tem 1 milhão de itens cadastrados.

Conheça o modelo de gestão que fez a XP crescer exponencialmente na última década, e como aplicá-lo no seu negócio. Assista à série Jornada Rumo ao Topo.