Sanduíche sem picanha

McPicanha: Ministério da Justiça notifica McDonald’s por suposta prática de propaganda enganosa

Secretaria Nacional do Consumidor ‘analisa se o caso pode induzir os clientes ao erro, pelo fato de a empresa não ter sido transparente’

Por  Equipe InfoMoney

O Ministério da Justiça notificou a rede de fast food McDonald’s por suposta prática de propaganda enganosa em relação ao sanduíche McPicanha, por “suspeita de vender hambúrguer sem o ingrediente principal”.

A Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), órgão ligado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, afirma que “o McDonald’s deverá esclarecer se o sanduíche ‘Mc Picanha’ é produzido com esse tipo de corte bovino”.

A empresa tem 10 dias para enviar esclarecimentos. Segundo o ministério, a Senacon “analisa se o caso pode induzir os consumidores ao erro, pelo fato da empresa não ter sido transparente”.

“O McDonald’s deve esclarecer se o produto tem picanha em sua composição, a porcentagem e se ocorreu alteração no percentual do corte após divulgação da linha de hambúrgueres”, afirma a secretaria em nota. “Na ausência, sendo o produto apenas ‘saborizado’, a empresa deve informar os ingredientes envolvidos na composição do hambúrguer e se de alguma forma o consumidor foi informado da falta de picanha.”

A Senacon também solicitou esclarecimentos ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), para saber “se outras entidades estavam cientes da possibilidade de falsa propaganda por parte da rede de fast food”.

Procurado pelo InfoMoney, o McDonald’s ainda não se pronunciou sobre a notificação do Ministério da Justiça. A empresa também foi notificada pelos Procons de São Paulo e do Distrito Federal.

Fim do McPicanha

O McDonald’s admitiu publicamente que o hambúrguer dos seus novos lanches McPicanha não é de picanha, mas mas sim “um blend de cortes selecionados”, e após a repercussão negativa do caso anunciou que vai retirá-los do cardápio em todos os restaurantes do Brasil.

A decisão ocorre após a empresa ser notificada pelo Procon-SP a prestar esclarecimentos e o Procon-DF proibi-la de vender os dois sanduíches McPicanha em todo o Distrito Federal até que houvesse a “correção total da publicidade”.

Ao se defender, a empresa afirmou que o McPicanha “teve esse nome justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor” e culpou a comunicação do produto. “A marca lamenta que a comunicação criada sobre os novos produtos possa ter gerado dúvidas”.

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

LEIA MAIS

Compartilhe