Atitudes de Musk extrapolam o bom senso e Tesla caminha para o abismo

A trama fica cada vez pior, com uso de drogas, tweets contra short sellers e total desprezo pelas regras de mercado.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Há mais de 6 meses, quando comecei mais uma posição short em Tesla, venho escrevendo sobre o assunto. E assunto é o que não falta, quando se trata dessa empresa.

Os acontecimentos dos últimos dias foram realmente bizarros e terão consequências desastrosas para o excêntrico part-time CEO e, na minha opinião, também para o Conselho da empresa.

Após o famoso tweet de Musk a respeito do fechamento de capital (escrevi sobre isso aqui), uma luz vermelha finalmente se acendeu na CVM norte-americana, a SEC, e ela começou formalmente uma investigação sobre a empresa e seu CEO em várias frentes. Essa foi realmente uma mudança de parâmetros que pode levar a fabricante de veículos ao seu fim (o que, na minha opinião, demorou).

Musk admitiu nessa semana o uso de drogas e seu ódio pelos short sellers (pessoas que, como eu, apostam na queda das ações da empresa). Talvez, após uma triste combinação dessas duas coisas, “tenha nascido” o fatídico tweet.

Musk infligiu dor em muita gente esse ano, seja Martin Tripp, Linette Lopez, os fornecedores da Tesla que estão sem receber ou o número absurdo de pessoas que confiaram nele (e nos seus tweets) e compraram ações da Tesla e agora estão perdendo as economias de uma vida.

Na entrevista dessa semana, Musk disse que está trabalhando muito na empresa – até mesmo no dia do seu aniversário, como se fosse algum mérito extraordinário trabalhar nessa data. Meu ponto é que essa é outra mentira, já que tenho provas de que ele estava passeando na Espanha – além, claro, das inúmeras horas que ele passa no Twitter, ou tentando vender pranchas de surf e lança-chamas, em vez de realmente trabalhar no que é necessário, a Tesla.

As atitudes de Musk estão extrapolando o bom-senso, mas isso era razoavelmente esperado. O caminho que ele seguiu era errado e em algum momento chegaria ao abismo. O que me choca, particularmente, é o comportamento bovino do Conselho da empresa. Como eu já disse nesse blog e também no Twitter, o Conselho também é responsável, pode e, na minha opinião, será processado.

Gostaria de terminar esse essa publicação lembrando do que escrevi no meu post sobre Tesla, no dia do fatídico tweet: “Como mencionei no último post, acho que a tese de venda a descoberto se fortaleceu. O downside, se existe, é de US$420. O upside é zero! Contudo, é importante salientar que essa não é uma recomendação e ninguém deve tomar decisões de investimento com base nesse artigo”.

Marcelo López

Marcelo López tem certificação CFA, é gestor de recursos na L2 Capital Partners, com MBA pelo Instituto de Empresa (Madrid, Espanha) e especialização em finanças pela principal escola de negócios da Finlândia (Helsinki School of Economics and Business Administration). Atuou como Gestor de Carteiras e de Fundos em grandes gestoras internacionais, tais como London & Capital e Gartmore Investment Management.

Leia também