O que dizem os gráficos: o Ibovespa deve continuar subindo

Agora, entramos num novo ciclo de valorização, durante o qual o Ibovespa pode chegar aos 110 000 pontos

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

No meu artigo anterior, comentei sobre a possibilidade de o Ibovespa cair até os 91.500 pontos antes de voltar a subir. A queda foi menor do que o previsto, mas o índice se movimentou duas vezes em direção aos 93.300 e, só então, retomou o movimento de alta.

Quebrada essa barreira, agora entramos em um novo ciclo de valorização, durante o qual o Ibovespa pode chegar aos 110.000 pontos (conforme destacado no gráfico abaixo). Isso acontece porque, quanto mais passa o tempo, mais no aproximamos das reformas. E esse é o grande assunto para a economia do país hoje.

ibov

PUBLICIDADE

Então, a expectativa dessa aprovação acaba sendo decisiva para determinar a cotação do Ibovespa porque o mercado não se move por fatos, mas sim por boatos. Ou melhor: pela expectativa dos participantes de que algo venha a acontecer. A minha? Eu acredito que o Brasil realmente está no trilho e muitas surpresas boas estão por vir. Gosto de pensar que precisamos ser otimistas em relação ao mundo. Somente assim conseguiremos surfar as ondas do crescimento.

Agora, atenção! Justamente por isso é preciso ficar de olho: as correções do preço surgem quando somos tão exageradamente positivos que chegamos ao ponto de nos tornar gananciosos. Quando queremos ganhar muito rápido, criamos um problema e ele se traduz para o mercado. Nós queremos acelerar os ganhos no tempo e ficamos extremamente dependentes de que o mercado mantenha um ritmo de crescimento para sustentar o excesso de confiança dos tomadores de decisões.

Então, como podemos aproveitar esse momento sem levar uma rasteira da ganância?

Muitas vezes, confundimos o mais importante. Na Bolsa, não importa tanto acertar até onde a cotação do Ibovespa ou das ações tendem a ir, mas importa sim aprender a organizar o seu capital e se expor ao risco de tal maneira que, estando certo, você cresça e, estando errado, você consiga se manter vivo no jogo.

Afinal, estar errado (ou o mercado não se desenvolver tanto quanto o previsto) faz parte do jogo.

Pense da seguinte maneira: estamos nos posicionando em uma expectativa e a uma incerteza. Nós não dominamos as variáveis, apenas podemos dominar o momento em que iremos negociar e o volume financeiro que aceitamos alocar. Depois disso, somos levados!

PUBLICIDADE

Por essa razão, saber muito bem o que se busca é pré-requisito para qualquer investidor. Se você não sabe o que busca, não tem por que analisar o mercado, pois não vai saber escolher o que realmente te serve ou não.

Pessoalmente, eu busco movimentos que façam os preços mudarem de patamar. Esses movimentos ocorrem pela real mudança de percepção de valor por parte dos participantes. Sem ela, o nível de satisfação será muito próximo da cotação atual e o preço não irá se desenvolver.

Acredito que o Brasil está passando por uma mudança de percepção de valor. Isso começou no momento em que tivemos o Impeachment da Dilma, passando pelo governo Temer e a não sequência do governo PT. Este ano, com o novo presidente e sua equipe, começou abrindo a percepção de que realmente existe muito potencial acumulado para o desenvolvimento e crescimento do país. Isso vem sendo provado na movimentação da bolsa.

Aproveite o bom momento do mercado: abra sua conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

 

Gustavo Almeida

Analista da Rico Investimentos e especialista em economia comportamental. Desenvolveu a metodologia da Geometria Comportamental, uma abordagem que ajuda o investidor interpretar e tomar decisões nos mercados de bolsa de valores.