A melhor maneira de operar as ações da Vale agora

Os papéis devem continuar bastante voláteis, o que é uma oportunidade para o investidor disposto a negociar no curto prazo

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Depois do desastre em Brumadinho, a ação da Vale (VALE3) sofreu uma desvalorização que alguns analistas consideram exagerada.

Toda a vez que existe uma grande oscilação do preço em uma pequena janela de tempo, tem início um movimento de excesso de pessimismo e/ou otimismo, que leva a um aumento da volatilidade.
É normal, e até esperado, que momentos assim despertem sentimentos de ganância e medo, euforia e pânico entre os investidores.

Além disso, no caso da Vale, as ações estão refletindo as notícias sobre a tragédia e os impactos para a empresa, além das medidas tomadas pela própria companhia.

PUBLICIDADE

Por tudo isso, é provável que os papéis continuem bastante voláteis. Para o investidor que está disposto a operar no curto prazo em busca de oportunidades, a situação atual é favorável.

Pela análise técnica e a leitura do comportamento do preço no tempo, o que podemos perceber é que, se a ação ficar entre R$42,50 e 39,50, haverá grande procura por Vale, o que pode levar a uma valorização.
Ainda que os fundamentos da empresa tenham mudado, dependendo do preço, é melhor comprar do que vender, que foi o que alguns gestores de fundos fizeram nos últimos dias.

Graficamente vejo resistência ao redor de R$ 47,00 — ou seja, uma região em que a cotação tende a não permanecer acima no curto prazo.

Quando os ânimos se acalmarem, os fundamentos da empresa devem superar os ajustes de curto prazo, e aí conseguiremos estimar o potencial de alta ou baixa dos papéis.

Gustavo Almeida

Analista da Rico Investimentos e especialista em economia comportamental. Desenvolveu a metodologia da Geometria Comportamental, uma abordagem que ajuda o investidor interpretar e tomar decisões nos mercados de bolsa de valores.