Por falta de quórum, votação da LDO é novamente adiada e fica para semana que vem

Renan Calheiros, presidente do Senado, marcou para a próxima quarta-feira, dia 12 de julho, nova votação

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Por falta de quórum, a votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) foi novamente adiada e só deve ocorrer na próxima semana, uma vez que quarta-feira (05) não haverá sessão por ser o último dia para o registro de candidaturas na Justiça Eleitoral.

Apesar de deputados e senadores terem anunciado que um acordo para que a votação fosse realizada havia sido fechado, a mesma não ocorreu devido à obstrução do deputado Ricardo Barros (PP-PR).

Alegando que a votação da LDO somente poderá ocorrer após o Congresso apreciar a resolução que modifica a estrutura da Comissão Mista de Orçamento, Barros solicitou a verificação de quórum. Como ficou constatada a insuficiência regimental de parlamentares, a sessão acabou suspensa.

Medida deve ser aprovada até o dia 17 de julho

Aprenda a investir na bolsa

Renan Calheiros, presidente do Senado, marcou para a próxima quarta-feira, dia 12 de julho, uma nova sessão e disse que espera que até lá um acordo seja firmado entre os parlamentares para que a LDO seja finalmente aprovada.

A expectativa é de que a LDO seja votada até 17 de julho, data prevista para o início do recesso parlamentar. Sem aprovar a medida, deputados e senadores ficam impedidos de sair de férias.