Desistência

Michael Bloomberg desiste de campanha eleitoral e anuncia apoio a Joe Biden

O magnata ex-prefeito de Nova York bateu o recorde de gastos em campanha, com cerca de US$ 500 milhões

(Foto: Reprodução/Facebook)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após um desempenho bastante ruim na Super Terça, o bilionário Michael Bloomberg anunciou na manhã desta quarta-feira (4) que está abandonando sua campanha para tentar a vaga democrata nas eleições deste ano.

O magnata ex-prefeito de Nova York bateu o recorde de gastos em campanha, com cerca de US$ 500 milhões, entrou na disputa há apenas três meses e tinha focado toda sua estratégia na Super Terça, sendo que nem participou das primárias nos quatro primeiros estados.

Apesar do alto gasto com campanha, ele teve um desempenho fraco nos dois debates que participou, sendo duramente criticado pelos colegas de partido por conta de casos de assédio contra mulheres em suas empresas e pela conduta de policiais em sua gestão em Nova York, que faziam averiguações em pedestres, especialmente em negros e latinos, sem motivos.

Aprenda a investir na bolsa

O agora ex-pré-candidato anunciou também seu apoio a Joe Biden. Ele já havia dado esta indicação na noite de ontem, quando afirmou que ia reavaliar sua campanha e que não gostaria de favorecer Bernie Sanders.

Essa estratégia se dá porque Bloomberg e Biden disputam a mesma parcela do eleitorado, os de centro, e poderiam se canibalizar, o que poderia ajudar Sanders. Agora, além dos dois, a senadora Elizabeth Warren também segue na disputa democrata.

Para o bilionário, Biden é quem tem mais chances de vencer Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro.

Leia também: Biden sai como grande vencedor da Super Terça e deve disputar indicação com Sanders

“Sempre acreditei que derrotar Donald Trump começa com a união do candidato com a melhor chance de fazê-lo”, disse Bloomberg em comunicado. “Após a votação de ontem, fica claro que o candidato é o meu amigo e um grande americano, Joe Biden”.

“Conheço Joe há muito tempo”, acrescentou. “Conheço sua decência, honestidade e seu compromisso com as questões que são tão importantes para o nosso país – incluindo segurança, cuidados com a saúde, mudanças climáticas e bons empregos”.

PUBLICIDADE

Bloomberg não conseguiu vencer em nenhum dos 14 estados da Super Terça, ganhando apenas no território da Samoa Americana, em que conquistou apenas 5 delegados.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos