Pessoa mais rica do mundo

Elon Musk e Bolsonaro vão se encontrar para tratar de Amazônia, diz jornal

Encontro do empresário com o presidente deve acontecer no interior de SP, e teria sido organizado pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria

Por  Equipe InfoMoney -

Elon Musk chega ao Brasil nesta sexta-feira (20) para tratar de Amazônia e encontrar com o presidente Jair Bolsonaro (PL). A informação é da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.

O encontro do empresário — que é a pessoa mais rica do mundo — com Bolsonaro deve acontecer no Hotel Fasano Boa Vista, no interior de São Paulo, e teria sido organizado pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Em uma live nas redes sociais nesta noite, Bolsonaro não falou o nome de Musk, mas deu a entender que terá um encontro com “uma pessoa muito importante” amanhã para falar sobre a Amazônia.

“Tenho encontro amanhã com uma pessoa muito importante que é reconhecida no mundo todo e vem para cá oferecer ajuda à nossa Amazônia”, afirmou o presidente.

Segundo o colunista, a reunião está sendo mantida em sigilo pelo Palácio do Planalto, mas, em abril, o governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), disse em um tuíte que Musk teria interesse em trazer a SpaceX ao Brasil. “Vamos trabalhar para consolidar esse negócio”, escreveu.

A SpaceX é uma empresa do bilionário que fabrica sistemas aeroespaciais, transporte espacial e comunicações, incluindo o projeto de satélites de baixo custo para integrar sistemas de internet chamado Starlink.

Briga pelo Twitter

Dono da Tesla (TSLA34), Musk está atualmente nas manchetes do mundo inteiro pela sua tentativa de comprar o Twitter. O empresário sul-africano ofereceu US$ 44 bilhões pela plataforma, mas condicionou o negócio a uma prova que a rede social tem que dar de que os robôs (bots) representam menos de 5% dos seus usuários.

A declaração aumenta a incerteza sobre o acordo. Na sexta-feira (13), o CEO da Tesla e da SpaceX já havia dito que a aquisição da rede social estava temporariamente suspensa devido ao mesmo problema. Apesar de Musk ter recuado depois e dito que estava comprometido com a compra, as ações do Twitter despencaram.

A tentativa de compra do Twitter pelo Musk foi celebrada por apoiadores de Bolsonaro, uma vez que o empresário disse que pretende mudar as políticas da plataforma, que limitam o compartilhamento de fake news e desinformação.

O próprio Bolsonaro disse em uma live que a tentativa de compra do Twitter por Musk “mudou o humor do Brasil”, e continuou dizendo que perfis de direita na plataforma ganharam mais seguidores após o anúncio da operação porque os algoritmos teriam respondido à aquisição — mas não apresentou dados que comprovem isso.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe