Bolsonaro vai ao STF contra Alexandre de Moraes por abuso de autoridade

Presidente questiona ser mantido como investigado após a PF concluir que ele não cometeu crimes ao questionar a segurança do processo eleitoral durante live

Equipe InfoMoney

O presidente Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Publicidade

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Corte Alexandre de Moraes por abuso de autoridade. Bolsonaro questiona sua inclusão no inquérito das fake news, que investiga a disseminação de notícias falsas contra o STF.

O presidente questiona o fato de ter sido mantido como investigado após a Polícia Federal concluir que ele não cometeu crimes ao questionar a segurança do processo eleitoral durante uma transmissão ao vivo em suas redes sociais.

Leia também:

Continua depois da publicidade

“Mesmo após a PF ter concluído que o presidente da República não cometeu crime em sua live sobre as urnas eletrônicas, o ministro insiste em mantê-lo como investigado”, afirma um comunicado de Bolsonaro distribuído pelo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

“Ajuizei ação no STF contra o ministro Alexandre de Moraes por abuso de autoridade, levando-se em conta seus sucessivos ataques à Democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos garantias fundamentais”, diz o texto.

A nota acusa Moraes de conduzir uma “injustificada investigação” no inquérito das fake news, “quer pelo seu exagerado prazo, quer pela ausência de fato ilícito”. O texto também afirma que o ministro do STF não permite que a defesa tenha acessos aos autos e que o inquérito não respeita o contraditório.

* Com informações da Reuters

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.