Seguro de vida

OFERECIDO POR
Conteúdo Patrocinado

Seguro de doenças graves: Por que adquirir um como medida de proteção extra?

Imprevistos acontecem a qualquer momento. Por conta disso, é importante contar com um seguro de doenças graves para estar preparado financeiramente.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Imprevistos podem acontecer com qualquer pessoa, a qualquer momento — principalmente no que diz respeito a problemas de saúde. Por conta disso, é importante contar com um seguro de doenças graves para estar preparado financeiramente caso venha a enfrentar alguma delas.

Essa modalidade tem ganhado, inclusive, cada vez mais adeptos.

O que o seguro de doenças graves cobre?

Essa cobertura não é um item básico nos seguros, e sim uma proteção adicional.

PUBLICIDADE

Para ter direito a usufruir da indenização  é preciso que seja diagnosticado com alguma doença grave após o período de carência do plano.

Veja abaixo quais situações fazem parte da apólice.

Câncer

Vários tipos diferentes de câncer estão cobertos por essa modalidade de seguro, como leucemia e doenças malignas no sistema linfático.

Por outro lado, existem algumas exceções nos diagnósticos não invasivos, entre elas tumores descritos como pré-malignos, câncer de próstata em estágios primários, melanoma maligno com baixo grau de invasão de tecido e tumor maligno na presença de qualquer vírus da imunodeficiência humana.

Acidente vascular cerebral

PUBLICIDADE

Também conhecido como AVC, esse é outro tipo de doença contemplada pelo seguro de doenças.

Vale destacar, entretanto, que os sintomas neurológicos não podem ter sido causados por enxaquecas e nem a hemorragia provocada por acidentes, tumor cerebral, obstrução da artéria oftálmica ou cirurgia do cérebro.

Infarto agudo do miocárdio

Se você sofrer um ataque cardíaco terá direito ao recebimento da indenização do seguro.

Somente nos diagnósticos de angina pectoris (provocada pelo baixo abastecimento de oxigênio e nutrientes ao músculo), angina de decúbito (considerada habitualmente como processo de insuficiência cardíaca) e outras síndromes coronarianas agudas que esse benefício não é concedido.

Cirurgia de bypass

Esse é um procedimento utilizado na cirurgia bariátrica, no qual faz-se um grampeamento gástrico para promover a restrição da ingestão alimentar.

Ele é coberto pelo seguro, desde que não seja provocado por cirurgia com cateteres cirúrgicos a tronco fechado, angioplastia e demais procedimentos intra-arteriais ou técnicas não cirúrgicas.

Outras doenças

O seguro ainda garante o pagamento da indenização em outros casos graves, tais como:

  • mal de Alzheimer;
  • paralisia dos membros;
  • transplante de órgãos (coração, medula, fígado, rins, pâncreas ou pulmão);
  • invalidez parcial ou temporária;
  • antecipação especial por doença incurável;
  • acidentes pessoais e despesas médico-hospitalares e odontológicas.

Por que adquirir o seguro de doenças grave?

Esse é o primeiro tipo de seguro que você pode contar com a ajuda para custear tratamentos, transporte e medicamentos que nem mesmo os planos de saúde cobrem.

Ele é interessante pelo fato de ter uma mensalidade baixa e garantir a proteção financeira em diversas situações complicadas.

Para que ficar preocupado com imprevistos se você consegue se prevenir contra eles? Analise bem as coberturas oferecidas pelo seguro de doenças graves e escolha sua apólice.

Não perca mais tempo! Faça agora mesmo a simulação da Mongeral Aegon e proteja-se financeiramente contra doenças graves.