AO VIVO Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Renda fixa

Tesouro Direto: taxas de títulos públicos têm alta nesta segunda-feira

Título com retorno prefixado e prazo em 2026 pagava 9,00% ao ano nesta tarde, ante 8,48% a.a. na sexta-feira (20)

Calculadora e notas real
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Em mais um dia de preocupação nos mercados, em meio a novos desdobramentos dos reflexos do coronavírus sobre as economias, o Tesouro Direto teve duas paralisações nesta segunda-feira (23) e encerrou com alta nas taxas dos títulos públicos.

Entre os títulos com retorno prefixado, o com vencimento em 2026 pagava 9,00% ao ano, ante 8,48% a.a. na sexta-feira (20). O mesmo acontecia com o título com juros semestrais e prazo em 2031, que oferecia um prêmio anual de 9,86%, ante 9,40% ao ano anteriormente.

Com relação aos papéis indexados à inflação, o Tesouro IPCA+2026 pagava 4,55% ao ano, ante 4,10% a.a. no pregão anterior. Já os papéis com vencimentos em 2035 e 2045 pagavam uma taxa de 4,95% ao ano, ante 4,64% a.a. na tarde de sexta-feira.

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos ofertados nesta segunda-feira (23):

Fonte: Tesouro Direto

Noticiário

Hoje, os investidores monitoraram o anúncio feito pelo Federal Reserve, o banco central americano, de que irá realizar compras de ativos sem limites para ajudar os mercados a enfrentarem a crise da Covid-19. Uma das medidas será um programa de US$ 300 bilhões de apoio ao fluxo de crédito.

Por aqui, medidas para minimizar os impactos da doença também foram divulgadas. Para aumentar a liquidez do sistema financeiro, o Banco Central anunciou a redução temporária da alíquota do compulsório sobre recursos a prazo, de 25% para 17%. Já o BNDES suspendeu ontem o pagamento de dívidas das empresas por seis meses e anunciou que tornará disponíveis R$ 55 bilhões para as companhias.

Leia também:
Ata do Copom: novas informações sobre economia serão essenciais para tomar próximos passos sobre juros

O governo também publicou ontem uma medida provisória (MP) com regras trabalhistas no período de calamidade pública. A medida, contudo, foi contestada pelo presidente Jair Bolsonaro, que revogou o artigo que permitia a suspensão do contrato de trabalho por quatro meses sem salário.

Ao redor do mundo, o número de infectados pelo coronavírus atingiu 329 mil, segundo a universidade Johns Hopkins. As mortes estariam em torno de 14 mil. No Brasil, são 1.546 casos confirmados, com 25 mortes.

Na agenda de indicadores desta segunda-feira, o Banco Central divulgou o relatório Focus, com novas reduções nas expectativas de inflação e PIB, bem como aumento na estimativa para a cotação do dólar.

Invista a partir de R$ 100 no Tesouro Direto com taxa ZERO: abra uma conta gratuita na Rico!