Renda fixa

Tesouro Direto: taxas dos prefixados sobem de olho no aperto monetário e apesar do IGP-M

Títulos prefixados oferecem até 12,35% nesta quinta-feira (28); apenas dois títulos de inflação apresentam retorno real maior

Por  Bruna Furlani, Katherine Rivas -

As taxas dos títulos públicos sobem na tarde desta quinta-feira (28), com o mercado receoso frente ao rumo da inflação. Taxas dos prefixados sobem forte, enquanto alguns títulos atrelados à inflação permanecem estáveis.

Segundo Bruno Martins, gestor de renda fixa da Warren, a curva de juros está entre a cruz e a espada. De um lado, o mercado teve surpresas positivas com o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) de abril, que veio abaixo do esperado pelo mercado. Por outro, a possibilidade do Banco Central de limitar o fim do ciclo de aperto monetário preocupa.

Martins também destaca o forte aperto monetário nos Estados Unidos que pode acabar impactando no fim do ciclo de alta dos juros no mercado brasileiro. No radar do mercado, ele ainda cita a arrecadação federal no mês de março, que foi recorde, com um bom trimestre para as contas públicas.

Dentro do Tesouro Direto, as taxas dos títulos prefixados sobem até 12 pontos-base. A maior alta é do Tesouro Prefixado 2033, com juros semestrais, que oferece um retorno anual de 12,35% superior aos 12,23% vistos ontem.

Já o Tesouro Prefixado 2025 e o Tesouro Prefixado 2039 entregavam uma rentabilidade anual de 12,19% e 12,21%, respectivamente, acima dos 12,08% e 12,13% registrados na quarta-feira (27).

Nos títulos atrelados à inflação, apenas as taxas dos títulos com vencimento em 2026 e 2025 avançavam 2 pontos-base.

O Tesouro IPCA+ 2026 e o Tesouro IPCA+ 2055, com juros semestrais, ofereciam um retorno real de 5,39% e 5,80%, respectivamente, às 15h19. Retorno superior aos 5,37% e 5,78% vistos ontem.

Confira os preços e as taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto que eram oferecidos na tarde desta quinta-feira (28): 

IGP-M

Na cena econômica local, a Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou hoje que o IGP-M subiu 1,41% em abril, ante 1,74% em março. Com isso, o índice acumula alta de 6,98% no ano e de 14,66% em 12 meses.

De acordo com André Braz, coordenador dos índices de preços, o arrefecimento foi ajudado pelo recuo da soja, milho e café, que respondem por cerca de 13% do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA).

A desaceleração, diz Braz, poderia ter sido maior não fosse os aumentos mais expressivos do diesel, gasolina e dos adubos e fertilizantes, que respondem por mais da metade da inflação ao produtor.

Dívida Pública

Dívida pública federal cai 2,89% em março, a R$ 5,565 trilhões, diz Tesouro.

Órgão mencionou uma melhora no cenário dos países emergentes apesar do cenário externo com fatores negativos.

No mesmo período, a dívida pública mobiliária interna teve recuo de 2,69%, a R$ 5,343 trilhões.

De acordo com o Tesouro, houve melhora nos prêmios de risco de nações emergentes apesar da guerra na Ucrânia, do novo surto de Covid-19 na China e do possível ciclo mais agressivo de aperto monetário nos Estados Unidos.

PIB EUA

Na cena internacional, o mercado repercute a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos que caiu 1,4% no primeiro trimestre de 2022 em termos anualizados, na comparação com o quarto trimestre de 2021, segundo a primeira estimativa do BEA (Bureau of Economic Analysis), órgão ligado ao Departamento de Comércio do país divulgado nesta quinta-feira (28).

É a primeira queda no PIB trimestral dos EUA desde o segundo trimestre de 2020, no início da pandemia, e o resultado veio muito abaixo do consenso Refinitiv, que era de alta de 1,1%. No quarto trimestre, o PIB americano havia crescido 6,9%, também em termos anualizados.

Segundo o BEA, “no primeiro trimestre houve um ressurgimento de casos de Covid-19 da variante Ômicron e reduções nos pagamentos de assistência do governo da pandemia”. “O aumento nos casos de Covid-19 relacionados à variante Ômicron resultou em contínuas restrições e interrupções nas operações de estabelecimentos em algumas partes do país”.

Kiev

Kiev volta a ser bombardeada, diz site.

Equipes da CNN internacional que estão na capital ucraniana observaram duas grandes explosões agora há pouco, vários quilômetros a leste do centro da cidade.

As explosões ocorreram logo após as negociações entre o presidente Volodymyr Zelensky e o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, terminarem na capital ucraniana.

“O inimigo atirou em Kiev. Houve dois tiros no distrito de Shevchenkivskyi. Há trabalhadores no local. As informações sobre vítimas estão sendo esclarecidas”, disse o prefeito de Kiev, Vitali Klitschko.

Calculadora de renda fixa
Baixe uma planilha gratuita que compara a rentabilidade dos seus investimentos de renda fixa:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe