Renda fixa

Tesouro Direto: taxas dos títulos públicos operam mistas com Treasuries, commodities e negociações entre Rússia e Ucrânia

Taxas dos títulos prefixados recuam; Tesouro IPCA+ 2026 volta a oferecer retorno real acima de 5%

Por  Bruna Furlani, Katherine Rivas -

As taxas dos títulos públicos operam em direção mista na tarde desta terça-feira (29). Enquanto as taxas dos papéis prefixados recuam, os títulos atrelados à inflação experimentam ganhos reais.

Segundo Nicolas Borsoi, economista-chefe da Nova Futura, a curva de juros continua reagindo a queda dos preços das commodities, com percepção de uma demanda mais fraca da China e maiores chances de um acordo entre Rússia e Ucrânia.

Ainda no cenário internacional, ele também destaca o alívio nas taxas de juros internacionais, com inversão nas Treasuries, que passaram a operar em queda.

A nível local, ainda há reflexos da fala de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, sobre possível fim do ciclo de alta dos juros em maio. “Isso pressiona as taxas dos juros curtos”, aponta o economista.

De acordo com Borsoi, o mercado monitora a divulgação do IGP-M de março, que sai amanhã, e dados do payroll na sexta-feira (1). As negociações entre Rússia e Ucrânia, assim como a assinatura de um acordo nuclear com o Irã também estão no radar dos investidores.

Dentro do Tesouro Direto, o título prefixado de curto prazo apresentava a maior queda nas taxas. O Tesouro Prefixado 2025 entregava um retorno anual de 11,31%, inferior aos 11,40% vistos ontem.

Já o Tesouro Prefixado 2029 e o Tesouro Prefixado 2033, com juros semestrais, ofereciam uma rentabilidade anual de 11,45% e 11,59%, respectivamente abaixo dos 11,52% e 11,67% da segunda-feira (28).

Na contramão, as taxas dos títulos atrelados à inflação subiam. O Tesouro IPCA+ 2026 voltou a entregar uma rentabilidade real acima de 5%. O título público oferecia 5,03% às 15h24, retorno superior aos 4,98% registrados ontem.

A maior alta era nas taxas do Tesouro IPCA+ 2035 e Tesouro IPCA+ 2045, ambos os títulos apresentavam um retorno real de 5,48% hoje, acima dos 5,38% da sessão anterior.

Os outros títulos experimentavam uma alta de 5 pontos-base nas taxas.

Confira os preços e as taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto que eram oferecidos na tarde desta terça-feira (29): 

Caged

Na agenda econômica local, o mercado de trabalho formal brasileiro acelerou no mês passado e registrou um saldo positivo de 328.507 carteiras assinadas em fevereiro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho.

O consenso de mercado apontava para abertura de 210 mil vagas em fevereiro. Ao todo, no mês passado, foram 2.013.143 contratações e 1.684.636 demissões.

Já no acumulado do primeiro bimestre de 2022, o saldo do Caged é positivo em 2,203 milhões de vagas.

Relatório JOLTs

O relatório JOLTs apontou 11,27 milhões de vagas abertas nos Estados Unidos em fevereiro.

No mês de março, o número estava um pouco maior, em 11,28 milhões. A taxa de demissões, porém, aumentou de 2,8% para 2,9%. 4,4 milhões de pessoas pediram demissão em fevereiro, ante 4,3 milhões em janeiro.

Greve no Tesouro Nacional

Servidores da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) decidiram, em assembleia realizada nesta terça-feira (29), paralisar as atividades por mais dois dias, segundo a Unacon Sindical (sindicato que representa auditores e técnicos federais de Finanças e Controle).

Eles vão cruzar os braços na sexta (1º) e na próxima terça (5), após 95% dos presentes terem votado pela paralisação. Na próxima assembleia, a categoria vai discutir a possibilidade de greve por tempo indeterminado.

Os funcionários do Tesouro, secretaria ligada ao Ministério da Economia, já haviam paralisado as atividades por um dia na sexta passada (25). Desde quinta-feira (24) também iniciaram uma “operação-padrão” e passaram a desistir formalmente das funções de substituições.

Calculadora de renda fixa
Baixe uma planilha gratuita que compara a rentabilidade dos seus investimentos de renda fixa:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe