Atenção, investidor

Quer investir o FGTS nas ações da Eletrobras? Período de reserva começa em 3 de junho

Para investir via fundos mútuos de privatização (FMPs), a alocação mínima é de R$ 200 e a máxima, de 50% do saldo de cada conta vinculada do FGTS

Por  Bruna Furlani -

Os investidores pessoas físicas interessados em participar do processo de privatização da Eletrobras poderão fazer um pedido de reserva de ações da estatal a partir do dia 3 de junho até às 12h do dia 8, segundo informou a companhia nesta sexta-feira (27), por meio do prospecto da operação.

De acordo com o documento, os prazos valem tanto para os investidores que desejam adquirir ações da Eletrobras diretamente quanto também indiretamente, usando parte do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) para entrar via fundos mútuos de privatização (FMPs). A oferta deve movimentar em torno de R$ 30 bilhões, no total, e a precificação está prevista para 9 de junho.

Quem optar por comprar as ações diretamente, terá que alocar no mínimo R$ 1 mil e no máximo, R$ 1 milhão.

Já quem for utilizar uma parte do FGTS para investir nas ações da Eletrobras terá que usar pelo menos R$ 200 e precisará respeitar o limite máximo de investimento equivalente a 50% do saldo disponível em cada conta vinculada do FGTS.

Segundo o prospecto da oferta, foi garantido um investimento de pelo menos R$ 5 mil para cada investidor de varejo, que pode ser aumentado de acordo com a demanda da oferta.

Se os pedidos de alocação nos FMPs ultrapassarem o valor máximo de R$ 6 bilhões, será realizado um rateio proporcional entre os pedidos de reserva. Nesse caso, os valores depositados em excesso serão devolvidos sem remuneração, juros ou correção monetária, e com dedução de eventuais tributos.

Para os investidores que optarem por transferir os valores que possuem de outros FMPs – como os da Petrobras e da Vale – para FMPs que serão criados da Eletrobras, o prazo acaba antes. Os pedidos poderão ser feitos entre os dias 3 e 6 de junho.

Segundo o prospecto, os pedidos de reserva dos fundos e das ações poderão ser feitos por meio de plataformas como as da XP, BTG Pactual e de instituições consorciadas.

Procedimentos para investir nos fundos FMP-FGTS

O trabalhador interessado em ter acesso aos papéis deve acessar os canais da Caixa Econômica Federal, via aplicativo ou nas agências bancárias.

O investidor deve escolher uma administradora de FMP-FGTS para autorizar a consulta do saldo do FGTS.

Caso o trabalhador queira se desfazer das ações posteriormente, os valores provenientes da venda retornarão para sua conta do FGTS.

Importante ressaltar que a compra das ações usando o FGTS ainda depende da finalização do processo de privatização.

Leia também:

• Quer usar o FGTS para investir na Eletrobras? Confira lista de fundos disponíveis e suas taxas de administração

Calculadora de renda fixa
Baixe uma planilha gratuita que compara a rentabilidade dos seus investimentos de renda fixa:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe