FII recebe parte do aluguel devido pela Marisa (AMAR3) desde o início do ano

Segundo o BVAR11, a empresa pagou 50% do valor referente aos meses de abril e maio, de 20 das 40 lojas locadas

Wellington Carvalho

Publicidade

A Marisa (AMAR3) quitou parcialmente o aluguel devido desde o início do ano ao fundo imobiliário Brasil Varejo (BVAR11), de acordo com fato relevante divulgado pela carteira.

A varejista – que desde 2017 passa por um processo de restruturação – é a principal locatária do fundo, respondendo por mais de 80% do faturamento do FII.

Segundo o BVAR11, são 40 lojas alugadas para a Marisa, que desde janeiro não pagava o aluguel. Nesta sexta-feira (23), porém, a companhia quitou parte dos valores em aberto.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

“[O fundo recebeu] 50% do aluguel devido das competências de abril e maio de 2023, de 20 dos 40 imóveis locados pela empresa”, confirma o fato relevante. “A inadimplência representa um impacto negativo no resultado do fundo de aproximadamente R$ 25,36 por cota”, completa o texto.

Diante da inadimplência, o Brasil Varejo ficou sem distribuir dividendos entre fevereiro e maio. Este mês, a carteira anunciou o pagamento de R$ 35,10 por cota – que custaria por volta de R$ 1.100 reais considerando o valor patrimonial do fundo.

Com um patrimônio de R$ 690 milhões, o BVAR11 é um FII de pequeno porte tomando como base o número atual de cotistas: apenas 69.

Continua depois da publicidade

No mês passado, a Marisa havia anunciado a intenção de fechar 91 lojas este ano. Somente entre março e abril, a rede já fechou 25 unidades.

Leia também:

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.