Central de FIIs

Em linha com mercado, Ifix fecha sessão com leve queda de 0,04%

fundo Autonomy Edifícios (AIEC11) liderou a lista das maiores altas da sessão, com elevação de 2,25%

Por  Wellington Carvalho -

 

O IFIX – índice que reúne os fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – fechou a sessão desta segunda-feira (11) com leve queda de 0,04%, aos 2.807 pontos. Na sessão anterior, o índice caiu 0,19%. O fundo Autonomy Edifícios (AIEC11) liderou a lista das maiores altas da sessão, com elevação de 2,25%. Confira os demais destaques do dia ao longo do Central de FIIs.

O Tribunal de Justiça de São Paulo intimou, na última sexta-feira (8), o FII Hospital da Criança ( HCRI11) a pagar R$ 9,7 milhões referentes à sentença de processo movido pela Rede D’Or, locatária do fundo. Do montante, deve ser descontada dívida de R$ 8,7 milhões da empresa com a carteira. Mesmo assim, a próxima distribuição de dividendos do FII foi cancelada.

Em 2016, a Rede D’Or entrou na Justiça com uma ação para reduzir o valor pago ao fundo pela locação do espaço onde funciona o Hospital da Criança, em São Paulo (SP). No primeiro entendimento, a Justiça deu parecer favorável e estipulou novo aluguel, 24% menor do que o valor vigente então.

Até a conclusão da ação revisional, a Rede D’Or seguiu pagando o valor original do contrato. Com a execução da sentença, a empresa obteve o direito de receber do fundo o valor pago a mais, fixado em R$ 9,7 milhões.

Em resposta à decisão, o FII Hospital da Criança protocolou pedido para o cumprimento da sentença de outro processo – de 2011– na qual a Rede D’Or deve ressarcir o fundo em R$ 8,7 milhões. A ação revisional também foi movida pela empresa, mas, neste caso, a Justiça deu parecer favorável ao fundo.

De acordo com cálculos dos gestores do FII Hospital da Criança, o saldo devido pela carteira, considerando as duas ações, é de aproximadamente R$ 966 mil, aponta fato relevante divulgado na sexta-feira (8).

Diante da dívida, a administradora do fundo anunciou que não haverá a distribuição de dividendos aos cotistas prevista para o dia 20 de abril de 2022.

O Hospital da Criança é uma unidade pediátrica em funcionamento desde 1998 na capital paulista. Com área construída de 5,5 mil metros quadrados, o prédio possui 90 leitos, maternidade, centro cirúrgico, unidade de tratamento intensivo e enfermarias.

Maiores altas desta segunda-feira (11)

TickerNomeSetorVariação (%)
AIEC11Autonomy EdifíciosLajes Corporativas2,25
XPSF11XP SelectionOutros2,09
GTWR11Green TowersLajes Corporativas2
BCIA11Bradesco Carteira ImobiliariaTítulos e Val. Mob.1,69
ALZR11Alianza Trust RendaLogística1,64

 

Maiores baixas desta segunda-feira (11):

TickerNomeSetorVariação (%)
URPR11Urca Prime RendaOutros-4,96
RVBI11VBI ReitsTítulos e Val. Mob.-2,21
MALL11Malls Brasil PluralShoppings-1,84
BPFF11Brasil Plural AbsolutoTítulos e Val. Mob.-1,7
VINO11Vinci OfficesLajes Corporativas-1,5

Fonte: B3

 

Dividendos de hoje

Confira quais são os 18 fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta segunda-feira (11):

TickerFundoRendimento
FIIB11Industrial Do Brasil R$  3,25
RMAI11REAG Multi Ativos Imobiliários R$  0,26

Fonte: InfoMoney

Obs.: Tickers com final diferente de 11 se referem aos recibos e direitos de subscrição dos fundos.

Giro Imobiliário: os FIIs diante da inflação e da estagnação; RBR de olho em ações descontadas do setor imobiliário

Inflação e estagnação econômica: as melhores opções no mercado imobiliário para proteger sua carteira

Após o início da guerra na Ucrânia, a inflação, que já era um problema global, começou a preocupar ainda mais. Os juros estão subindo em vários países, e isso gera o temor de que, se os bancos centrais errarem a mão, haverá crises em algumas economias.

Em cenários assim, investir em ativos reais costuma ser uma boa maneira de proteger o patrimônio. O setor imobiliário é um exemplo. No episódio 140 do Stock Pickers, os especialistas Fernando Sampaio, sócio da Brasil Capital, Maria Fernanda Violatti, analista de real estate e FIIs da XP, e Carlos Martins, sócio da Kinea, falaram sobre suas principais apostas nesse mercado.

“Os FIIs estão muito atrativos. Temos alguns que são beneficiados neste cenário, como os de papel”, disse Maria Fernanda. Os FIIs de papel são aqueles que investem em títulos ligados ao mercado imobiliário, como CRIs.

Outro fator favorável aos FIIs são os dividendos, que são isentos de imposto. Apesar disso, Carlos Martins, sócio da Kinea, ressalta que é importante o investidor não olhar exclusivamente para os proventos.

“Em um horizonte longo nós vemos uma janela excepcional para comprar com qualidade e muito barato. O dividendo não é a única variável da classe”, afirma Martins.

RBR cria fundo para investir em ações de empresas e cotas de FIIs descontadas

A famosa máxima do mercado financeiro de que períodos de baixa trazem oportunidades nunca fez tanto sentido para sócios da RBR Asset, com mais de R$ 6,5 bilhões sob gestão, que decidiram reunir capital e investir em ativos do setor imobiliário que estão descontados na Bolsa.

Os gestores projetam um potencial de ganho de até 100% para alguns papéis do setor nos próximos três anos, especialmente para as ações de empresas de shoppings, como a Aliansce Sonae (ALSO3).

Para aproveitar a oportunidade, a gestora lançará na próxima semana o fundo de investimento RBR High Convictions FIA, que pretende investir em ações que estão baratas na B3. O portfólio da carteira contará também com cotas de fundo imobiliários que ofereçam bons descontos.

Os fundos imobiliários também estão no radar dos sócios da RBR Asset – mas, neste caso, os FIIs de lajes corporativas com alto potencial de ganho de capital serão o foco.

Além da aquisição de cotas, o novo FIA pretende assumir uma posição ativa na operação dos fundos imobiliários, sugerindo até a venda de imóveis que possam gerar lucros para os cotistas.

“As pessoas não percebem que o valor do escritório é 50% acima do que está sendo negociado na Bolsa. O que a gente faz?”, questiona Almendra. “Chamamos uma assembleia e propomos um processo de venda daquele prédio no mercado, que precifica o imóvel no valor justo”.

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

Compartilhe