Stock Pickers

Inflação e estagnação econômica: as melhores opções no mercado imobiliário para proteger sua carteira

Conheça a visão de Fernando Sampaio, sócio Brasil Capital, Maria Fernanda Violatti, analista da XP, e Carlos Martins, sócio da Kinea

Por  Equipe InfoMoney -

Após o início da guerra na Ucrânia, a inflação, que já era um problema global, começou a preocupar ainda mais. Os juros estão subindo em vários países, e isso gera o temor de que, se os bancos centrais errarem a mão, haverá crises em algumas economias.

Em cenários assim, investir em ativos reais costuma ser uma boa maneira de proteger o patrimônio. O setor imobiliário é um exemplo. No episódio 140 do Stock Pickers, os especialistas Fernando Sampaio, sócio Brasil Capital, Maria Fernanda Violatti, analista de real estate e FIIs da XP, e Carlos Martins, sócio da Kinea falaram sobre suas principais apostas nesse mercado.

“Os FIIs estão muito atrativos. Temos alguns que são beneficiados neste cenário, como os de papel”, disse Maria Fernanda Violatti. Os FIIs de papel são aqueles que investem em títulos ligados ao mercado imobiliário, como CRIs.

Outro fator favorável aos FIIs são os dividendos, que são isentos de imposto. Apesar disso, Carlos Martins, sócio da Kinea, ressalta que é importante o investidor não olhar exclusivamente para os proventos.

“Em um horizonte longo nós vemos uma janela excepcional para comprar com qualidade e muito barato. O dividendo não é a única variável da classe”, afirma Martins.

Em relação às construtoras imobiliárias, Fernando Sampaio, sócio Brasil Capital, é cauteloso. “Temos um receio de demanda com tudo que aconteceu no Brasil”, afirmou, ressaltando que, mesmo com excelentes empresas no setor, os resultados devem vir mais fracos este ano após um 2021 forte.

Confira o programa apresentado por Henrique Esteter, especialista de mercados do InfoMoney.

Compartilhe