Chuva de proventos

Agenda de dividendos: Vale (VALE3) vai pagar R$ 3,70 por ação em março; lista completa com 31 empresas inclui bancos e elétricas

Saiba até qual data é possível adquirir as ações para ter direito ao pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio

Por  Katherine Rivas -

Março começou, e para a alegria dos investidores está prevista uma “chuva” de proventos. Trinta e uma empresas devem distribuir dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) neste mês, segundo levantamento feito pelo InfoMoney.

O dividendo mais polpudo ficou por conta da mineradora Vale (VALE3) que vai distribuir R$ 3,70 por ação aos seus investidores no dia 16. Terão direito a receber os proventos os acionistas que tenham ações da mineradora até o dia 8 de março.

Ainda falando de dividendos parrudos, o segundo lugar ficou com a elétrica Energisa (ENGI11), que distribui nesta quarta-feira (2) o montante de R$ 2,20 pelas suas units. Os dividendos são isentos de Imposto de Renda.

Entre as 31 companhias que integram a lista de pagadoras do levantamento, os setores que mais se destacam são os bancos, elétricas e empresas de siderurgia e mineração.

Confira a seguir a lista de companhias pagadoras de proventos durante a primeira quinzena de março:

Empresa/TickerTipo de ProventoValor por açãoData de pagamento Data Com
Bradesco (BBDC3)JCPR$ 0,01702/03/202201/02/2022
Bradesco (BBDC4)JCPR$ 0,01902/03/202201/02/2022
Banestes (BEES3)JCPR$ 0,0202/03/202231/01/2022
Banestes (BEES4)JCPR$ 0,0202/03/202231/01/2022
Energisa (ENGI11)DividendoR$ 2,2002/03/202230/12/2021
Energisa (ENGI3)DividendoR$ 0,4402/03/202230/12/2021
Energisa (ENGI4)DividendoR$ 0,4402/03/202230/12/2021
Itaú (ITUB3)JCPR$ 0,01802/03/202231/01/2022
Itaú (ITUB4)JCPR$ 0,01802/03/202231/01/2022
Santander (SANB11)DividendoR$ 0,3504/03/202210/02/2022
Santander (SANB11)JCPR$ 0,4604/03/202210/02/2022
Santander (SANB3)DividendoR$ 0,165904/03/202210/02/2022
Santander (SANB3)JCPR$ 0,21704/03/202210/02/2022
Santander (SANB4)DividendoR$ 0,1804/03/202210/02/2022
Santander (SANB4)JCPR$ 0,2404/03/202210/02/2022
Banco Mercantil do Brasil (BMEB3)DividendoR$ 0,0308/03/202231/12/2021
Banco Mercantil do Brasil (BMEB3)DividendoR$ 0,0308/03/202221/02/2022
Banco Mercantil do Brasil (BMEB3)JCPR$ 0,2008/03/202231/12/2021
Banco Mercantil do Brasil (BMEB3)JCPR$ 0,2308/03/202221/02/2022
Banco Mercantil do Brasil (BMEB4)DividendoR$ 0,03508/03/202231/12/2021
Banco Mercantil do Brasil (BMEB4)DividendoR$ 0,035708/03/202221/02/2022
Banco Mercantil do Brasil (BMEB4)JCPR$ 0,2208/03/202231/12/2021
Banco Mercantil do Brasil (BMEB4)JCPR$ 0,25808/03/202221/02/2022
Americanas (AMER3)JCPR$ 0,61309/03/202231/01/2022
Banco do Brasil (BBAS3)DividendoR$ 0,3611/03/202202/03/2022
Banco do Brasil (BBAS3)JCPR$ 0,4611/03/202202/03/2022
Itaúsa (ITSA3)JCPR$ 0,1311/03/202214/01/2022
Itaúsa (ITSA3)JCPR$ 0,1511/03/202223/11/2021
Itaúsa (ITSA4)JCPR$ 0,1311/03/202214/01/2022
Itaúsa (ITSA4)JCPR$ 0,1511/03/202223/11/2021
Itaú (ITUB3)JCPR$ 0,0111/03/202221/02/2022
Itaú (ITUB4)JCPR$ 0,0111/03/202221/02/2022
Ultrapar (UGPA3)DividendoR$ 0,1711/03/202203/03/2022
Camil (CAML3)JCPR$ 0,06914/03/202203/03/2022
JHSF (JHSF3)DividendoR$ 0,1614/03/202203/03/2022
Banco Mercantil de Investimentos (BMIN4)JCPR$ 0,8515/03/202203/03/2022
Mercantil do Brasil Financeira (MERC4)DividendoR$ 0,85715/03/202204/03/2022
Mercantil do Brasil Financeira (MERC4)JCPR$ 0,3715/03/202204/03/2022

Obs: JCP = Juros sobre Capital Próprio; Data Com = data até a qual o investidor pode comprar uma ação para ter direito a receber o provento

Fonte: InfoMoney e empresas

Entre as empresas que vão distribuir Juros sobre Capital Próprio – que são tributados na fonte – os proventos mais polpudos serão do banco Banese (BGIP4) e da Iochpe-Maxion (MYPK3). As companhias pagarão R$1,10 e R$ 1,01 por ação, respectivamente.

Confira a seguir a lista de companhias pagadoras de proventos durante a segunda quinzena de março:

Empresa/TickerTipo de ProventoValor por açãoData de pagamento Data Com
Baumer (BALM3)DividendoR$ 0,08516/03/202230/04/2021
Baumer (BALM4)DividendoR$ 0,1016/03/202230/04/2021
Alfa Consorcio (BRGE11)DividendoR$ 0,2616/03/202226/01/2022
Alfa Consorcio (BRGE5)DividendoR$ 0,2216/03/202226/01/2022
Alfa Consorcio (BRGE6)DividendoR$ 0,5216/03/202226/01/2022
Alfa Consorcio (BRGE8)DividendoR$ 0,2216/03/202226/01/2022
Alfa Investimentos (BRIV4)JCPR$ 0,3016/03/202226/01/2022
Alfa Financeira (CRIV3)JCPR$ 0,02516/03/202226/01/2022
Alfa Financeira (CRIV4)JCPR$ 0,2216/03/202226/01/2022
Gerdau (GGBR3)DividendoR$ 0,2016/03/202207/03/2022
Gerdau (GGBR4)DividendoR$ 0,2016/03/202207/03/2022
Mitre Realty (MTRE3)DividendoR$ 0,1016/03/202207/03/2022
Alfa Holding (RPAD5)DividendoR$ 0,4916/03/202226/01/2022
Vale (VALE3)DividendoR$ 3,7016/03/202208/03/2022
WEG (WEGE3)DividendoR$ 0,20516/03/202218/02/2022
WEG (WEGE3)JCPR$ 0,0316/03/202217/12/2021
WEG (WEGE3)JCPR$ 0,0216/03/202224/09/2021
Engie Brasil (EGIE3)DividendoR$ 0,7817/03/202224/02/2022
Engie Brasil (EGIE3)JCPR$ 0,07317/03/202229/12/2021
Metalúrgica Gerdau (GOAU3)DividendoR$ 0,1017/03/202207/03/2022
Metalúrgica Gerdau (GOAU4)DividendoR$ 0,1017/03/202207/03/2022
Banese (BGIP3)JCPR$ 0,99622/03/202224/02/2022
Banese (BGIP4)JCPR$ 1,1022/03/202224/02/2022
Indústrias Romi (ROMI3)DividendoR$ 0,1022/03/202207/02/2022
Banco do Brasil (BBAS3)JCPR$ 0,2131/03/202214/03/2022
M. Dias Branco (MDIA3)JCPR$ 0,0531/03/202217/03/2022
Metisa (MTSA3)JCPR$ 0,4031/03/202206/12/2021
Metisa (MTSA4)JCPR$ 0,4431/03/202206/12/2021
Iochpe-Maxion (MYPK3)JCPR$ 1,0131/03/202227/12/2021
Dimed (PNVL3)JCPR$ 0,04431/03/202227/12/2021

Obs: JCP = Juros sobre Capital Próprio; Data Com = data até a qual o investidor pode comprar uma ação para ter direito a receber o provento

Fonte: InfoMoney e empresas

Bancões para quem gosta de dividendo recorrente

No mês de março, os quatro grandes bancos – Bradesco, Itaú, Santander e Banco do Brasil – integram a lista de pagadores de proventos. Segundo especialistas consultados pelo InfoMoney, quando o objetivo é receber dividendos com frequência e previsibilidade, com uma estratégia de longo prazo, os bancos são a melhor alternativa.

Fábio Sobreira, analista CNPI-P da Ivest Consultoria de Investimentos, destaca que o dividendo de bancos tem certa previsibilidade porque o lucro das companhias também segue esta lógica. Ele aponta que historicamente o payout (parcela do lucro líquido distribuído aos acionistas na forma de proventos) dos bancos é em média de 45% a 50%.

“Como o lucro do banco é constante, há recorrência de dividendos caindo na conta. Dificilmente um banco será o campeão de proventos do ano, mas eles não ficam abaixo da média entre os bons pagadores”, aponta Sobreira.

Fabio Baroni, sócio-fundador do Ações Garantem o Futuro, explica que o setor bancário tem apresentado lucros sólidos e resultados consistentes em 2021, muito superiores aos de 2019 – antes da pandemia. Isso é perceptível, por exemplo, na expansão da carteira de crédito destes bancos.  “Se você olhar os últimos 15 ou 20 anos, os grandes bancos entregaram uma rentabilidade elevada para o investidor que busca viver de dividendos”, aponta.

Segundo Baroni, os bancos apresentam lucros crescentes e resultados saudáveis, além de entregar geralmente um retorno em dividendos (dividend yield) acima de 6% ao ano, características fundamentais para investidores de longuíssimo prazo.

O favorito de Baroni para uma estratégia de dividendos é o Banco do Brasil (BBAS3). Segundo ele, o banco remunera os investidores com muita frequência, em média oito vezes ao ano. Baroni também destaca o desconto do ativo, que negocia perto dos R$ 35, patamar muito abaixo dos R$ 55 que negociava antes da pandemia.

Ele justifica que por um preço menor agora, o investidor pode comprar mais ações de uma companhia que está lucrando mais do que no passado.

Sobreira também enxerga com bons olhos o Banco do Brasil para quem busca dividendos em 2022. O analista projeta um dividend yield de 8% para o banco. Ele também cita o banco Santander como oportunidade para este ano.

Cabe lembrar que tanto Banco o Brasil como o Santander fazem parte da carteira de Luiz Barsi Filho, considerado um dos maiores investidores individuais da Bolsa brasileira, há algumas décadas. Barsi começou a investir nas ações do BB ainda em 1980.

Elétricas para diversificar

Outro setor que se destaca no levantamento é o elétrico. Energisa (ENGI11;ENGI3;ENGI4) e Engie (EGIE3) também vão remunerar seus acionistas em março.

Segundo Guilherme Gentile, head de análise da Dividendos.me, tanto Energisa como Engie se caracterizam por atuar em três frentes: geração, transmissão e distribuição de energia. Foi esta diversificação que permitiu às companhias ter bons resultados em 2021, quando o setor de geração foi afetado pela crise hídrica – a pior seca no País em 91 anos.

“Isso mostra a importância de diversificar suas fontes de receita e não depender apenas de um único segmento”, afirma Gentile. Ele reforça que ao escolher empresas do setor elétrico, o investidor deve ficar atento aos riscos que podem afetar os dividendos futuros. É o caso, por exemplo, do endividamento elevado, dos aspectos macroeconômicos ou também dos riscos meteorológicos – especialmente importante para geradoras e distribuidoras.

O analista aponta a Engie como preferida para uma estratégia de dividendos por três motivos: o baixo endividamento, no patamar de 2,4 vezes seu Ebitda (lucro antes de juros, impostos depreciação e amortização). Gentile explica que o prazo de dívida da Engie é de sete anos, com um custo nominal de 13,1% ao ano.

O segundo fator são os projetos de descarbonização da companhia, segundo o analista a companhia está empenhada em reduzir as emissões de gases efeito estufa e colocar em prática projetos de crédito de carbono.

Ele também cita que a Engie vem procurando diversificar sua matriz energética apostando em fontes de energia renovável como a solar e a eólica, de modo a reduzir a dependência da geração hidroelétrica. Por último, o analista destaca o histórico resiliente e bons resultados da Engie apesar de cenários adversos.

Em fevereiro, a Engie passou a integrar a lista das ações mais recomendadas para dividendos pelas corretoras, segundo levantamento do InfoMoney. A companhia conquistou quatro recomendações entre as dez casas consultadas.

Segundo um relatório da XP Investimentos, a Engie deve ser uma das poucas ações a pagar dividendos acima a Selic, com um dividend yield projetado de 10,80% para 2022.

Vale e siderúrgicas para 2022

No passado, pensar em commodities para uma carteira de dividendos seria raridade, mas a realidade mudou desde 2021, quando empresas como Vale (VALE3), Gerdau (GGBR4) e Metalúrgica Gerdau (GOAU4) passaram a integrar rankings de boas pagadoras de proventos.

Segundo um levantamento da Economatica, a Vale pagou em 2021 o maior valor nominal já distribuído por uma empresa de capital aberto em dividendos, no total de R$ 73,287 bilhões.

Para 2022, o cenário deve continuar promissor para estas companhias, afirma Fábio Sobreira. Porém, há questões que o investidor precisa observar. Uma delas é que empresas como Vale e Gerdau não apresentam a mesma previsibilidade que os bancos no pagamento de proventos, porque são muito dependentes de outros fatores, como o preço das commodities.

Em cenários com o preço das commodities em alta estas companhias se beneficiam, com bons lucros, maior geração de caixa e em consequência uma maior distribuição de proventos. No entanto, Sobreira lembra que ciclos de alta nas commodities não duram por muitos anos.

“Boas pagadoras de dividendos não são necessariamente as que tem elevado dividend yield, e sim as que tem capacidade de pagar bons dividendos e ter lucro no futuro”, explica o analista.

Olhando para a janela de 2022 e 2023, ele acredita que Vale e Gerdau devem pagar bons dividendos aos seus acionistas.

A Vale é a ação que oferecerá o melhor dividendo aos investidores em março.

Itausa, a ex-favorita de Barsi

Para quem já estava sentindo falta do provento da Itaúsa, a companhia fará duas distribuições de juros sobre capital próprio em março. Contudo, o valor não vai superar os R$ 0,15 por ação.

A primeira distribuição ocorrerá no dia 11, no valor de R$ 0,15. Investidores que tinham ações ordinárias ou preferencias até o dia 23 de novembro de 2021 serão contemplados.

Já a segunda distribuição também ocorre no dia 11 de março, mas será no valor de R$ 0,13 por ação ordinária e preferencial, para quem tinha posição na companhia até o dia 14 de janeiro de 2022.

A Itaúsa, que já ocupou o lugar de queridinha os investidores de renda passiva por muitos anos, perdeu seu espaço até na carteira de Barsi – que, em 2021, desfez a sua posição na holding pelos dividendos magros.

Não me interessa ter Itaúsa, seja qual for a condição dela. Eu quero ter empresas que paguem dividendos”, apontou ele em uma entrevista ao InfoMoney.

Apesar do cenário atual – em que a holding está mais focada em procurar alternativas para diversificar suas subsidiárias – Baroni, do Ações Garantem o Futuro, defende a capacidade do controlador da Itaúsa de investir em bons projetos que devem gerar dividendos interessantes no futuro.

“Não é porque a empresa não está pagando bons dividendos no momento que ela deixa de ser uma boa opção”, destaca Baroni. Segundo ele, o caminho percorrido pela Itaúsa leva à diversificação em outros setores sem depender tanto dos recursos repassados pelo Itaú. “O crescimento tem que ser sustentável de forma que todos ganhem no processo”, reforça.

Como fica o dividendo da Intermédica?

Os investidores que tinham ações da Intermédica – negociadas até o dia 11 de fevereiro sob o código GNDI3 – deveriam receber, no dia 29 de março, o valor de R$ 1,6130 em dividendos extraordinários. Contudo, as ações deixaram de circular após a operadora ser incorporada pela Hapvida (HAPV3).

Segundo a Hapvida informou ao InfoMoney, os antigos acionistas da Intermédica continuarão recebendo os dividendos extraordinários no dia 29 de março, no valor de R$ 1,613. Além disso, no mesmo dia, receberão uma parcela-caixa de R$ 5,166 pelo resgate das ações que deixaram de circular.

Manual dos Dividendos: aprenda a investir e ganhe acesso 100% gratuito à Carteira Top Dividendos XP. Inscreva-se aqui!Baixe uma planilha gratuita que mostra o retorno com dividendos de uma carteira de ações:[/newsletter-signup]

Manual dos Dividendos: inscreva-se e aprenda com o estrategista-chefe da XP uma estratégia simples e poderosa para viver de renda

Compartilhe