Agenda de dividendos de setembro: VALE3, PETR4, EGIE3 e FESA4 pagam nesse mês; veja lista

Petrobras remunera acionistas com dividendos R$ 0,95 por ação ordinária e preferencial no dia 20 de setembro; Engie paga proventos de R$ 1,78 no dia 26

Katherine Rivas

(iStock / Getty Images)

Publicidade

Mesmo diante das incertezas com os instrumentos de remuneração aos acionistas, os proventos seguem pingando na conta. Segundo levantamento do InfoMoney, em setembro 35 empresas pagam dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) aos seus investidores.

Na lista, há companhias como Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Engie (EGIE3) e Ferbasa (FESA4).

Na primeira quinzena, destaque para empresas que estão no radar dos investidores que buscam renda passiva. Uma delas é a mineradora Vale, que paga JCP de R$ 1,92 nesta sexta-feira (1). Os investidores com posição na companhia em 11 de agosto recebem o provento.

Oferta Exclusiva para Novos Clientes

Jaqueta XP NFL

Garanta em 3 passos a sua jaqueta e vista a emoção do futebol americano

Atenção também para a Kepler Weber (KEPL3), a fabricante de silos remunera os acionistas com dividendos de R$ 0,20 por ação e JCP de R$ 0,12 por papel no dia 08 de setembro. Farão jus aos proventos os acionistas com participação na empresa no dia 28 de agosto.

Na segunda quinzena, a Petrobras paga dividendos de R$ 0,95 por ação ordinária e preferencial no dia 20 de setembro. Recebem os proventos os acionistas presentes na companhia em 12 de junho.

A elétrica Engie remunera os seus investidores com dividendos de R$ 1,78 no dia 26 de setembro. Têm direito aos proventos, os acionistas com participação na companhia no dia 08 de maio.

Continua depois da publicidade

E o Banco do Brasil (BBAS3) paga mais um JCP antecipado, relativo ao 3º trimestre, de R$ 0,33 por ação no dia 29 de setembro. Farão jus ao provento, os investidores com posição na empresa no dia 11 de setembro.

Confira, a seguir, todas as empresas listadas na B3 com distribuição de dividendos e JCP prevista para setembro:

Dividendos previstos para a primeira quinzena de setembro de 2023

Empresa (Ticker) Tipo de Provento Valor por ação Data de Pagamento Data Com
Arezzo (ARZZ3) JCP R$ 0,85 01/09/2023 30/06/2023
Bradesco (BBDC3) JCP R$ 0,017 01/09/2023 01/08/2023
Bradesco (BBDC4) JCP R$ 0,019 01/09/2023 01/08/2023
Banestes (BEES3) JCP R$ 0,022 01/09/2023 31/07/2023
Banestes (BEES4) JCP R$ 0,022 01/09/2023 31/07/2023
BanPara (BPAR3) JCP R$ 3,16 01/09/2023 17/08/2023
Itaú (ITUB3) JCP R$ 0,018 01/09/2023 31/07/2023
Itaú (ITUB4) JCP R$ 0,018 01/09/2023 31/07/2023
Metisa (MTSA3) JCP R$ 0,30 01/09/2023 24/03/2023
Metisa (MTSA4) JCP R$ 0,33 01/09/2023 24/03/2023
Vale (VALE3) JCP R$ 1,92 01/09/2023 11/08/2023
Banese (BGIP3) JCP R$ 1,19 06/09/2023 17/08/2023
Banese (BGIP4) JCP R$ 1,31 06/09/2023 17/08/2023
Grendene (GRND3) Dividendo R$ 0,019 06/09/2023 21/08/2023
Kepler Weber (KEPL3) Dividendo R$ 0,20 08/09/2023 28/08/2023
Kepler Weber (KEPL3) JCP R$ 0,12 08/09/2023 28/08/2023
Participações Aliança da Bahia (PEAB3) Dividendo R$ 0,30 13/09/2023 23/08/2023
Participações Aliança da Bahia  (PEAB4) Dividendo R$ 0,33 13/09/2023 23/08/2023
Vulcabras (VULC3) Dividendo R$ 0,15 14/09/2023 30/08/2023
Baumer (BALM3) Dividendo R$ 0,028 15/09/2023 28/04/2023
Baumer (BALM4) Dividendo R$ 0,028 15/09/2023 28/04/2023
Iguatemi (IGTI11) Dividendo R$ 0,09 15/09/2023 20/04/2023
Iguatemi (IGTI3) Dividendo R$ 0,01 15/09/2023 20/04/2023
Iguatemi (IGTI4) Dividendo R$ 0,04 15/09/2023 20/04/2023
Camil (CAML3) JCP R$ 0,07 15/09/2023 04/09/2023
Coelba (CEEB3) JCP R$ 0,44 15/09/2023 03/07/2023
Coelba (CEEB5) JCP R$ 0,44 15/09/2023 03/07/2023
Coelba (CEEB6) JCP R$ 0,48 15/09/2023 03/07/2023
Cosern (CSRN3) Dividendo R$ 1,13 15/09/2023 31/07/2023
Cosern (CSRN5) Dividendo R$ 1,24 15/09/2023 31/07/2023
Cosern (CSRN6) Dividendo R$ 1,24 15/09/2023 31/07/2023
Elektro (EKTR3) JCP R$ 0,50 15/09/2023 03/07/2023
Elektro (EKTR4) JCP R$ 0,55 15/09/2023 03/07/2023

Fonte: InfoMoney com Quantum e RI das empresas. JCP = Juros sobre Capital Próprio; Data Com = data até a qual o investidor pode comprar uma ação para ter direito a receber os proventos.

Petrobras faz maior corte de dividendos do mundo no 2º trimestre

Após ter conquistado o posto de maior pagadora de dividendos do mundo no segundo trimestre de 2022, quando remunerou os seus acionistas com proventos de US$ 9,7 bilhões, a Petrobras (PETR4) promoveu o maior corte de dividendos global entre abril e junho de 2023.

A petroleira pagou proventos de US$ 3,4 bilhões no segundo trimestre deste ano, um corte de US$ 6,3 bilhões na remuneração dos investidores, equivalente a uma queda anual de 64,87%.

Os dados são da 39ª edição do Índice Global de Dividendos da gestora Janus Henderson.

Repetindo o cenário visto no primeiro trimestre deste ano, novamente nenhuma companhia brasileira ocupou um espaço entre as 20 maiores pagadoras de dividendos do mundo, o que Petrobras e Vale já haviam conseguido em edições anteriores.

Os dividendos das empresas brasileiras listadas no Índice apresentaram uma queda nominal de 44% no segundo trimestre, totalizando US$ 4,3 bilhões. No mesmo período de 2022, os proventos locais somaram US$ 7,7 bilhões.

Além da Petrobras, também integraram o ranking Banco do Brasil (US$ 274,5 milhões pagos aos acionistas), B3 (US$ 113,2 milhões), Eletrobras (US$ 89,2 milhões) e Bradesco (US$ 53,1 milhões). A Vale não figurou no ranking do segundo trimestre por não ter feito nenhum pagamento de proventos de abril a junho.

Sem pressa para projetos renováveis

Recentemente, o CEO da Petrobras, Jean Paul Prates afirmou que a Petrobras não tem pressa para bater o martelo sobre o incremento de projetos renováveis em seu portfólio e deverá ter mais definições sobre empreendimentos que visam a transição energética entre o fim deste ano e o primeiro semestre de 2024.

Em junho, a empresa decidiu que aportará em projetos de energias renováveis e em descarbonização entre 6% e 15% do investimento total de seu Plano Estratégico 2024-2028, que está em elaboração e será publicado no fim deste ano.

“A gente vai tentando viabilizar bons projetos, não é obrigatório chegar a 15% a qualquer custo, significa que pode ir até 15%, é uma sinalização importante para o investidor saber que estamos graduando aqui uma boa participação em renováveis, mas pode ser que fique abaixo porque não achou projeto”, disse Prates.

(Com informações da Reuters)

Veja também:

Otimismo com Petrobras respinga nas projeções para dividendos – de até 27% ao ano; confira revisões

Dividendos previstos para a segunda quinzena de setembro de 2023

Empresa (Ticker) Tipo de Provento Valor por ação Data de Pagamento Data Com
Petrobras (PETR3) Dividendo R$ 0,95 20/09/2023 12/06/2023
Petrobras (PETR4) Dividendo R$ 0,95 20/09/2023 12/06/2023
JHSF (JHSF3) Dividendo R$ 0,04 20/09/2023 11/09/2023
Trisul (TRIS3) Dividendo R$ 0,07 20/09/2023 26/04/2023
Multiplan (MULT3) JCP R$ 0,17 20/09/2023 27/09/2022
Ferbasa (FESA3) JCP R$ 0,46 22/09/2023 06/09/2023
Ferbasa (FESA4) JCP R$ 0,51 22/09/2023 06/09/2023
Jalles Machado (JALL3) Dividendo R$ 0,44 25/09/2023 31/07/2023
XP (XPBR31) Dividendo US$ 0,58 25/09/2023 12/09/2023
Engie (EGIE3) Dividendo R$ 1,78 26/09/2023 08/05/2023
Industrial Cataguases (CATA3) Dividendo R$ 3,29 27/09/2023 24/04/2023
Industrial Cataguases (CATA4) Dividendo R$ 23,09 27/09/2023 24/04/2023
Aço Altona (EALT3) Dividendo R$ 0,02 27/09/2023 26/04/2023
Aço Altona (EALT4) Dividendo R$ 0,02 27/09/2023 26/04/2023
Aço Altona (EALT3) Dividendo R$ 0,01 27/09/2023 19/01/2022
Aço Altona (EALT4) Dividendo R$ 0,01 27/09/2023 19/01/2022
Aço Altona (EALT3) JCP R$ 0,09 27/09/2023 26/04/2023
Aço Altona (EALT4) JCP R$ 0,10 27/09/2023 26/04/2023
Banco do Brasil (BBAS3) JCP R$ 0,33 29/09/2023 11/09/2023
Eternit  (ETER3) JCP R$ 0,08 29/09/2023 12/05/2023
Banrisul (BRSR3) JCP R$ 0,17 29/09/2023 13/09/2023
Banrisul (BRSR5) JCP R$ 0,18 29/09/2023 13/09/2023
Banrisul (BRSR6) JCP R$ 0,17 29/09/2023 13/09/2023
M.Dias Branco (MDIA3) JCP R$ 0,05 29/09/2023 15/09/2023
Even Construtora (EVEN3) Dividendo R$ 0,25 29/09/2023 20/09/2023
Cambuci (CAMB3) JCP R$ 0,08 29/09/2023 15/09/2023
Oderich (ODER3) JCP R$ 0,11 29/09/2023 05/10/2022
Oderich (ODER3) JCP R$ 0,09 29/09/2023 07/04/2022
Oderich (ODER3) JCP R$ 0,11 29/09/2023 09/01/2023
Oderich (ODER4) JCP R$ 0,11 29/09/2023 05/10/2022
Oderich (ODER4) JCP R$ 0,11 29/09/2023 09/01/2023
Oderich (ODER4) JCP R$ 0,09 29/09/2023 07/04/2022
Positivo (POSI3) Dividendo R$ 0,33 30/09/2023 28/04/2023

Fonte: InfoMoney com Quantum e RI das empresas. JCP = Juros sobre Capital Próprio; Data Com = data até a qual o investidor pode comprar uma ação para ter direito a receber os proventos.

Mudança de maré para a Vale

Em meio à queda de 23% das ações no acumulado de 2023, o JPMorgan elevou a recomendação das ações da Vale (VALE3) de neutro para overweight (exposição acima da média do mercado, equivalente à compra), em relatório chamado “mudança de maré”.

O preço-alvo para a ação negociada na B3 passou de R$ 75 para R$ 79 ao final de 2024, ou um potencial de valorização de 21,4% frente o fechamento da véspera.

Além do valuation mais atrativo, com a ação negociada agora a um múltiplo de 4,2 vezes o EV/Ebitda (EV = Enterprise Value, a soma do valor de mercado das ações de uma companhia com a dívida líquida dessa empresa/ Ebitda = lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) esperado para 2024, ante um pico de 5,9 vezes no início de fevereiro deste ano, o JPMorgan também destaca outros pontos para a elevação da recomendação.

Segundo os analistas do banco, embora o setor imobiliário esteja pouco animador, a China tem produzido aço em excesso – as exportações estão em 84 milhões de toneladas por ano (Mtpa). À medida que a China produz aço em excesso, ela consome minério de ferro em excesso.

“E, ao contrário de 2021 e 2022, não esperamos ver uma redução deliberada na produção siderúrgica nacional na China. Em outras palavras, mais aço significa mais minério de ferro”, apontam os analistas da casa.

Eles citam que, talvez devido à superprodução de aço, os preços do minério de ferro permanecem teimosamente elevados em cerca de US$ 120 a tonelada (t), o que se compara às suas expectativas de preços mais próximos de US$ 100/t até o final do ano. Cada US$ 10/t adiciona US$ 2,7 bilhões de Ebitda à Vale.

Cabe destacar que, nos últimos dias, algumas casas, como o Bradesco BBI e o BTG Pactual, têm reforçado a sua visão positiva para a Vale, tanto pela resiliência do minério de ferro quanto pelos sinais de dias melhores para as operações da companhia.

Katherine Rivas

Repórter de investimentos no InfoMoney, acompanha ETFs, BDRs, dividendos e previdência privada.