Novo produto

XP Inc. (XPBR31) lança conta internacional de investimentos

Abertura da conta offshore não terá taxas e será possível fazer transações de câmbio instantaneamente, tudo integrado ao aplicativo da corretora

Por  Equipe InfoMoney -

A XP Inc. (XPBR31) anunciou nesta quinta-feira (5) o lançamento de uma conta internacional de investimentos, por meio da XP Internacional, a corretora americana do grupo.

Com isso, será possível investir diretamente no exterior pelo aplicativo da XP, em todas as empresas listadas nas duas principais bolsas americanas (NYSE e Nasdaq), sem precisar comprar os BDRs (recibos de ações) na bolsa brasileira (a B3).

Os clientes também terão acesso a outras opções de investimentos offshore. Serão mais de 10 mil ativos entre ações, ETFs, ADRs (recibos de ações negociadas em outros países) e REITs (estruturas similares aos Fundos Imobiliários brasileiros).

Leia também:

“Sempre tivemos um canal offshore, mas era um canal mais voltado para clientes ‘private’ (alta renda), e na nossa meta de democratizar os investimentos, de dar acesso a todos os investidores de varejo aos melhores produtos possíveis, estamos construindo agora essa plataforma internacional”, afirma o CEO da XP, Thiago Maffra.

“Todos os clientes terão acesso a diretamente a investimentos offshore sem complicação. Sem ter que abrir uma offshore, sem ter que passar por um processo de abertura de conta super complicado. Vai ser uma experiência fluida, 100% integrada à nossa conta XP”, diz Maffra.

Sem taxas e com transações instantâneas

A abertura da conta não terá taxas e será possível fazer transações de câmbio instantaneamente, tudo integrado ao aplicativo da XP. A empresa também promete análises, educação financeira internacional e assessoria especializada para que o cliente faça seus investimentos no exterior.

Uma lista de espera será aberta para clientes elegíveis a partir de amanhã, sexta-feira (6), e a previsão é que os clientes selecionados poderão usar o serviço a partir da segunda semana de junho.

A abertura para toda a base de 3,5 milhões de clientes começará em julho, de forma gradual, e segundo o diretor de produtos financeiros da XP, Lucas Rabecchini, o produto deverá estar disponível a todos até o fim do terceiro trimestre (setembro).

Rabecchini, no entanto, ressalta que o produto “não é indicado necessariamente para todos os clientes”. “Pretendemos dar conteúdo, dar informação, dar educação, dar assessoria para esse cliente, para direcioná-lo nessa jornada. Porque sabemos que essa é uma jornada que é necessário conhecimento”.

Pesquisa com clientes

O produto foi desenvolvido em apenas seis meses, após uma pesquisa da XP constatar que 49% dos clientes não investem no exterior e só 26% investem diretamente via offshore (outros 25% já investem, mas a partir do Brasil). Além disso, 77% dos que ainda não investem no exterior têm interesse em começar e 91% dos que já investem desejam aumentar sua exposição.

Além disso, dados apontam que os Estados Unidos concentram quase 56% do volume global de ações (US$ 30 trilhões), enquanto o mercado brasileiro corresponde a apenas 1,5% (U$S 0,8 trilhão), e a partir do mercado americano é possível investir em diversos outros países.

A XP pretende lançar outros serviços integrados à conta internacional ainda em 2022, mas não revelou quais serão os próximos passos. A empresa disse também que a plataforma desenvolvida permite, no futuro, oferecer os serviços para clientes brasileiros em outros países e também atender a clientes estrangeiros, entrando em novos mercados.

Tamanho do mercado

O patrimônio de brasileiros investido no exterior atingiu R$ 827 bilhões em 2021 — uma alta de 29% na comparação com 2020 (R$ 643 bilhões) e de 142% com 2017 (R$ 342 bilhões).

A XP estima que há mais de 600 mil contas de brasileiros abertas em outras plataformas para investimentos offshore atualmente e que o crescimento desse mercado será de R$ 50 a R$ 60 bilhões por ano nos próximos três anos. A meta da empresa é conquistar a maior parte possível desse share.

“Temos vários diferenciais para ser a maior plataforma em um curtíssimo período de tempo”, afirma o CEO da XP. “Sairemos de uma base de clientes muito grande (3,5 milhões). Então devemos conseguir ser o maior player desse segmento muito rapidamente”.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe