Balanço

Uber tem prejuízo de US$ 2,9 bilhões no trimestre em meio à pandemia de coronavírus

Principal negócio da empresa viu redução de 80%, mas ação está em alta

arrow_forwardMais sobre
Homem segurando celular com o aplicativo do Uber
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Uber reportou nesta quinta-feira (7) um prejuízo de US$ 2,9 bilhões no primeiro trimestre do ano, uma perda de US$ 1,70 por ação contra US$ 0,75 esperados pelo mercado. A receita total teve crescimento de 14% em relação ao trimestre do ano passado, atingindo US$ 3,54 bilhões.

As ações da empresa subiam no after market da Bolsa após a divulgação dos resultados, sendo praticadas a US$ 33.28, alta de 7,60%, às 18h39. 

A pandemia reduziu em até 80% as viagens nas áreas mais afetadas pelo novo coronavírus e as medidas de distanciamento social impostas por grande parte do mundo afetaram ainda mais as operações no principal negócio da Uber.

Aprenda a investir na bolsa

O Lucro antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (Ebitda) ajustado do segmento de passeio gerou US$ 581 milhões em lucro no período, uma queda de US$ 161 milhões em relação ao trimestre anterior.

Para passar pelo momento, a companhia apostou no Uber Eats e viu um aumento de 52% nas reservas brutas para o segmento, registrando US$ 4,6 bilhões, diante dos US$ 3,07 bilhões alcançados no mesmo período do ano passado.

“Enquanto nosso negócio de transporte de passageiros foi duramente atingido pela pandemia em curso, tomamos medidas rápidas para preservar a força de nosso balanço, focar recursos adicionais no Uber Eats e nos preparar para qualquer cenário de recuperação”, disse o CEO Dara Khosrowshahi, em comunicado ao mercado.

Khosrowshahi se mostrou otimista com a retomada dos negócios, a partir da abertura das atividades econômicas em alguns países.

“Juntamente com o aumento no fornecimento de alimentos, somos encorajados pelos primeiros sinais que estamos vendo nos mercados que estão começando a se abrir novamente. Nossa presença global e estrutura de custos altamente variável continuam sendo uma vantagem importante, pois nossa expectativa é de que a recuperação do Rides varie de acordo com a cidade e o país”, complementou Dara.

Além da queda na receita, a Uber cancelou anteriormente suas perspectivas financeiras para 2020, incluindo a previsão de lucro. No mesmo documento, a companhia alertou que alguns de seus investimentos minoritários poderiam ser reduzidos em até US$ 2,2 bilhões no primeiro trimestre.

PUBLICIDADE

A Uber também disse que dobrou seus negócios de bicicletas e scooters na Lime, na qual investiu US$ 85 milhões.

Tentando se recuperar da crise, a empresa anunciou um plano de demissão que afetará 3.700 funcionários em todo o mundo, aproximadamente 14% de sua força de trabalho total. Os cortes custarão aproximadamente US$ 20 milhões em indenizações e outros benefícios, mas deve garantir uma economia de até US $ 1 bilhão.

As ações somam-se ao encerramento das operações do Uber Eats na República Tcheca, Egito, Honduras, Romênia, Arábia Saudita, Uruguai e Ucrânia até 4 de junho de 2020.

Nesta quarta, o presidente-executivo renunciou a seu salário-base de US$ 1 milhão até o final deste ano para controlar os custos.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.