Avesso ao resto

Ações da Uber disparam até 43% após CEO afirmar ter dinheiro para superar coronavírus

Uber espera que seu total de viagens diminua 80% durante o ano inteiro

Uber
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As ações da Uber dispararam no pregão desta quinta-feira em NYSE após Dara Khosrowshahi, CEO da companhia, dizer que o balanço da empresa está saudável para superar a pandemia de coronavírus.

Os papéis valorizavam até 43%, para US$ 21,24 nesta quinta-feira (17), um movimento reverso ao que a maior parte das empresas vivenciaram nas últimas semanas em meio ao pânico dos investidores e diminuição das viagens devido às quarentenas impostas em todo mundo.

“Estamos bem posicionados para enfrentar isso. O balanço da Uber é incrivelmente forte, nós temos bastante liquidez em caixa, o que nos deixa bem posicionado para sair dessa crise forte e capaz”, disse Dara Khosrowshahi numa teleconferência para investidores.

Aprenda a investir na bolsa

O executivo ainda pontuou que, no final de fevereiro, a Uber tinha US $ 10 bilhões em caixa e está vendo crescimento em algumas áreas de negócios em meio a crise.

A empresa já havia informado que o segmento de passeios está vendo um declínio de 60% a 70% nas áreas mais atingidas pelo surto de coronavírus.

Em um cenário extremo, a Uber espera que seu total de viagens diminua 80% durante o ano inteiro. Isso resultaria em prejuízo de US$ 10 bilhões, sem contar com a adoção do crédito rotativo de US$ 2 bilhões.

O cenário trabalhado pela companhia é que em junho, fim do segundo trimestre, o coronavírus atinja o seu pico, facilitando as coisas nos meses seguintes. Nesse caso, a Uber diz que terminará o ano com menos US$ 6 bilhões em seus fundos, mas sem precisar tocar nas suas linhas de crédito.

A empresa prometeu pagar motoristas e entregadores atingidos pelas políticas de quarentena ou que ficam doentes, e disse que está fazendo lobby ativo para incluí-los em qualquer pacote de ajuda financeira do governo americano.

Eats compensa perdas

Ao mesmo tempo, a empresa está vendo um crescimento no Uber Eats, seu negócio de entrega de alimentos, disse ele.

PUBLICIDADE

“Nosso setor de Eats se tornou um recurso importante no momento, especialmente em restaurantes atingidos por políticas de contenção”, disse o CEO. ”

A empresa, que registrou prejuízo líquido de US$ 8,51 bilhões em 2019, acredita que a recuperação já está sendo vista em alguns lugares. “Quando as coisas começarem a se mover, o Uber também”, disse ele.

Seguindo a tendência, as ações da concorrente Lyft também ganharam até 32% nesta quinta, embora a empresa não tenha fornecido informações adicionais sobre como está lidando com a pandemia de coronavírus.

Os papéis da empresa seguem em valorização de 35%, na atualização das 13h40, sendo praticados por US$ 20,07. Até o fechamento da última quarta-feira, a Uber tinha perdido cerca de 50% no acumulado do ano.

Não deixe seu dinheiro parado em nenhum banco. Abra uma conta na XP – é de graça!