"We can save Earth"

Jeff Bezos anuncia doação de 8% do seu patrimônio para combater o aquecimento global

Jeff Bezos, fundador da Amazon, é hoje o homem mais rico do mundo, com uma fortuna de aproximadamente US$ 130 bilhões

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Na última segunda-feira (17), Jeff Bezos, fundador da Amazon e homem mais rico do mundo, segundo a Forbes, anunciou a criação de uma iniciativa para ajudar a combater o aquecimento global. O bilionário promete doar US$ 10 bilhões para o “Bezos Earth Fund“, um fundo que deve apoiar projetos que combatem as mudanças climáticas.

O valor corresponde a 8% do patrimônio do CEO da Amazon, calculada em US$ 130 bilhões.

Por meio de sua conta oficial do Instagram, Bezos postou uma foto tirada do espaço do planeta Terra e anunciou a novidade na legenda da imagem. O bilionário afirmou que começará a realizar as doações a partir do verão deste ano do hemisfério norte – entre junho e agosto.

Aprenda a investir na bolsa

O bilionário deixou claro que o intuito do fundo é financiar ativistas, cientistas e ONGs que estejam comprometidos com a preservação do mundo. Bezos ainda chamou atenção para o papel que grandes empresas e governos precisam ter na mudança.

“A Terra é a única coisa que todos nós temos em comum – devemos protegê-la juntos”, escreveu Bezos no post.

View this post on Instagram

Today, I’m thrilled to announce I am launching the Bezos Earth Fund.⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ Climate change is the biggest threat to our planet. I want to work alongside others both to amplify known ways and to explore new ways of fighting the devastating impact of climate change on this planet we all share. This global initiative will fund scientists, activists, NGOs — any effort that offers a real possibility to help preserve and protect the natural world. We can save Earth. It’s going to take collective action from big companies, small companies, nation states, global organizations, and individuals. ⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ I’m committing $10 billion to start and will begin issuing grants this summer. Earth is the one thing we all have in common — let’s protect it, together.⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ – Jeff

A post shared by Jeff Bezos (@jeffbezos) on

 

Bezos fundou e é CEO da Amazon, uma das maiores empresas de varejo do mundo. Ele também é dono do The Washington Post, um dos jornais mais tradicionais dos Estados Unidos e da Blue Origin, empresa especializada no desenvolvimento de foguetes espaciais para uso comercial.

Filantropia

PUBLICIDADE

A Amazon e seu fundador são bastante criticados do ponto de vista de filantropia – ainda mais se comparado com outros bilionários como Bill Gates e Warren Buffett.

Críticas mais duras começaram a ficar frequentes a medida em que a Amazon crescia e Bezos se tornava o homem mais rico do mundo. Em 2019, Bezos foi criticado após realizar uma doação de US$ 690 mil para ajudar no combate aos incêndios na Austrália, já que a quantia era equivalente ao que Bezos ganhou a cada cinco minutos no ano de 2018.

Bezos é provavelmente o nome mais relevante entre os bilionários mundiais que ainda não assinou o The Giving Pledge, organização filantrópica fundada por Warren Buffett, Bill e Melinda Gates que propõe-se a motivar as pessoas mais ricas do mundo a doarem pelo menos a metade de seu patrimônio líquido para a filantropia, seja em vida ou após a morte.

Vale dizer que MacKenzie Bezos, que ganhou US$ 35 bilhões ao se separar de Jeff Bezos, adentrou na organização assim que o acordo do divórcio saiu.

A organização conta com 206 bilionários de 23 países diferentes. Michael Bloomberg, fundador da agência de notícias que leva seu nome, Mark Zuckerberg, fundador do Facebook e Elon Musk, CEO da Tesla são alguns dos bilionários que fazem parte da organização filantrópica.

No Brasil, apenas um bilionário assinou o pacto de filantropia. Elie Horn é o fundador e ex-presidente da Cyrela (CYRE3), uma das maiores construtoras do Brasil. Ainda em 2015, o bilionário afirmou que pretendia doar, até o fim da vida, 60% de todo seu patrimônio para causas sociais – além de dizer que tentaria convencer outros bilionários brasileiros a fazerem o mesmo.

“Como seres humanos, nós não levamos nada conosco para o outro lado – as únicas coisas que podemos levar são as boas ações que realizamos neste mundo”, escreveu Horn em sua declaração ao assinar o The Giving Pledge.

Faça seu dinheiro trabalhar para você. Invista. Abra sua conta na XP – é grátis

PUBLICIDADE