Em negocios / inovacao

Empresa fecha após descobrir que seu produto de US$ 400 é inútil

Máquina conectada de fazer sucos foi protagonista de controvérsia recentemente  

Juicero
(Reprodução)

SÃO PAULO – A Juicero, fabricante de máquinas de fazer sucos consideradas inúteis recentemente, acaba de anunciar o encerramento das suas operações em seu site oficial.

Tanto a máquina conectada de US$ 400 quanto os pacotes de sucos (de US$ 5 a US$ 7) deixarão de ser vendidos, de acordo com o comunicado.

Esse anúncio vem depois da descoberta de que o processo de espremer as cápsulas realizado na máquina poderia facilmente ser realizado com as mãos. O produto era vendido como uma espécie de Nespresso dos sucos de frutas e de vegetais processados.

Em julho, a companhia disse que demitiria um quarto de seus funcionários para “escalar” as vendas dos produtos. Na época, o presidente da Juicero afirmou que a polêmica da inutilidade da máquina não abalava as operações. “Nossos clientes simplesmente não estão interessados [em fazer o suco com as próprias mãos]”, disse Jeff Dunn.

No anúncio do encerramento das atividades, a companhia afirma não ter a infraestrutura necessária para produção e distribuição de seu produto nacionalmente (nos Estados Unidos). Nos próximos 90 dias, clientes que adquiriram a máquina receberão reembolso.

 

Contato