Setor enfrenta problemas

Azul e Latam suspendem até 30% dos voos internacionais devido ao coronavírus

Ainda não há detalhes sobre quais destinos serão impactados com a medida

arrow_forwardMais sobre
Avião da Azul
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Azul Linhas Aéreas (AZUL4) informou nesta quinta-feira (12), em meio à divulgação de resultados do quarto trimestre do ano passado, que vai reduzir sua capacidade internacional entre 20% e 30% na tentativa de diminuir os impactos do Coronavírus.

“Para equilibrar a demanda e os custos, a Azul informa que está ajustando sua oferta internacional. Em função disso, entre outras adequações, o voo Campinas-Nova York terá o início das operações adiado para 1º de setembro de 2020”, informou a companhia em nota enviada ao InfoMoney.

Ainda, a companhia vai suspender a divulgação das projeções para 2020 devido ao surto da doença.

Aprenda a investir na bolsa

Em termos de resultados, a Azul registrou lucro líquido recorrente de R$436,7 milhões no quatro trimestre de 2019, comparado com R$96,6 milhões no último trimestre de 2018. Em 2019, o lucro líquido foi de R$1,2 bilhão, ante R$896,6 milhões no ano anterior.

O InfoMoney entrou em contato com a assessoria da empresa para saber mais detalhes sobre a redução de voos internacionais, mas, até a publicação desta matéria, não recebeu posicionamento.

A companhia está se preparando e anunciando algumas medidas desde que o surto do coronavírus chegou ao Brasil. A empresa está disponibilizando o reembolso integral da passagem para clientes com conexão em Lisboa ou Porto que tenham como destino ou origem a Itália.

Também foi anunciada a suspensão temporária dos voos entre Campinas e Porto para otimizar os custos da empresa. O trecho ficará fora de operação durante toda a temporada de inverno na Europa, entre setembro deste ano até março de 2021.

Para quem tiver dúvidas, a companhia oferece atendimento em seus canais oficiais, por meio do aplicativo da empresa ou nos números 4003 1118 (para capitais e regiões metropolitanas) e 0800 887 1118 (para demais regiões).

Também está em curso um plano de contingência entre os seus funcionários, que prevê a possibilidade de licenças não remuneradas.

PUBLICIDADE

A companhia não informou quantos dos seus colaboradores serão afastados dos seus postos de trabalho, mas afirma que a iniciativa irá permitir que seus tripulantes “possam aproveitar o período para se dedicar a projetos pessoais sem perder o vínculo empregatício”.

Em nota, especificamente sobre a contingência, a Azul apontou a alta do dólar, que pressiona os custos operacionais da empresa, como justificativa para adoção da medida.

Latam

A Latam Airlines também anunciou que vai reduzir em cerca de 30% os voos internacionais devido ao surto do coronavírus, que implica em uma baixa demanda e restrições definidas por governos ao redor do mundo.

Em nota, a companhia informa que inicialmente serão impactados pela medidas voos da América do Sul à Europa e aos Estados Unidos, entre 1º de abril e 30 de maio de 2020.

Ainda, a empresa já havia informado a suspensão temporária da sua operação entre São Paulo e Milão, em voos programados de 2 de março a 16 de abril de 2020.

A companhia lamenta os inconveniente que essa situação possa causar, e recomenda aos clientes que acessem a opção “Reprograme seu Voo” para alterar o seu voo. O cliente poderá solicitar a remarcação do voo ou reembolso do bilhete por meio da Central de Atendimento (0300 5705700).

Invista seu dinheiro para realizar seus maiores sonhos. Abra uma conta na XP – é de graça. 

 

PUBLICIDADE