Marketing Digital

A métrica de marketing mais importante para o Primo Rico

Podcast traz a segunda parte do episódio com o Thiago Nigro e trata de marketing digital, estratégias e, claro, podcasts.

O Brasil é o quinto país no ranking mundial do número de crescimento na produção de podcasts em 2021, segundo um estudo do Ibope. O crescimento no formato foi adotado não só por produtores independentes, mas também por veículos de comunicação tradicionais como emissoras de televisões e rádios. Esse aumento se deve pois no período de um ano — de 2019 para 2020 —, o país ganhou mais 7 milhões de ouvintes. Além disso, 57% dos brasileiros começaram a ouvir podcasts durante a pandemia.

Nesta segunda parte do episódio do ROI Hunters, com Thiago Nigro, fundador do grupo Primo Rico, autor do livro “Do mil ao milhão”, Dener Lippert, CEO da V4 Company, João Vitor, COO e Growth no Gestão 4.0 e Fernando Miranda, head de Marketing do InfoMoney, querem entender sobre a diversificação de receitas do grupo Primo Rico e sobre como surgiu o podcast de negócios mais ouvido do Brasil: o Primo Cast.

Nigro diz que o Primo Cast começou de uma forma não muito pensada. “O Lucas Zafra, que atualmente é analista de marketing do Grupo, e que está há alguns anos com a gente, estava quase sendo demitido da área de atuação dele na época, então queríamos entender se havia algum projeto novo que ele queria lançar no grupo, e ele disse que gostaria de um podcast. Na época ainda não existiam podcasts como atualmente. Gravando os primeiros episódios, começamos a entender a fórmula e incluir alguns tópicos; O Kaique Torres – produtor de vídeo -, era o alívio cômico, o Lucas começou a trazer perguntas da audiência e eu era a autoridade em finanças e negócios”, explica.

Ele diz ainda que, atualmente, busca trazer para o podcast autoridades extremas na área de atuação e que são inacessíveis para a maioria das pessoas, além de mesclar com celebridades. “No meio do caminho começaram a surgir outros podcasts, que se tornaram referência, e que nos ajudaram a encontrar o formato atual, como o Flow, por exemplo. Hoje somos um híbrido de tudo isso. Podcast é o que eu mais gosto de fazer atualmente”, finaliza.

Dener Lippert pergunta para o empreendedor digital se ao longo da trajetória, o networking que construída com o podcast auxiliou na estratégia de crescimento do canal. Nigro diz que desde que era assessor de investimento, crescia através de indicação.

“Quando eu ia prospectar clientes para o meu escritório, aprendi que se você pedir indicação para um estagiário, ele vai indicar outro estagiário. Se você pedir indicação para um analista, ele indicará outro analista, e se você pedir indicação para um CEO, ele indicará outro CEO, pois eles se relacionam com um nível semelhante. Então, nunca peça indicação para a pessoa errada”, completa Nigro.

Ele ainda diz que, no Primo Cast, foram subindo gradativamente o grau de acesso aos convidados. “A gente sempre pede indicações no topo do grau da lista de acesso que temos. Uma vez fui gravar com o Paulo Guedes, pois alguém tinha indicado para a gente. A gente gravou com um CEO de companhia aberta e ele indicou outro CEO de companhia aberta. Gravamos com um bilionário investidor e ele indicou outros bilionários investidores”. Ele ainda finaliza que atualmente tem acesso a boa parte das pessoas que gostaria.

Thiago Nigro fala neste episódio sobre a importância do networking, como lida com a fama, os futuros milionários e compartilha algumas dicas sobre como empreender utilizando estratégias digitais como a que ele utilizou para criar a Finclass, plataforma de aulas sobre finanças e investimentos com nível de produção cinematográfica, e a Staage, primeira plataforma de marketing a acessar os bastidores de grandes lançamentos digitais. Ouça os demais episódios na íntegra nos players de sua preferência clicando aqui: O podcast oficial de marketing digital e growth do InfoMoney.