Votação da Lei Geral da Copa é adiada para 2012

Deputados alegam que não possuem a última versão da proposta do relator e são contra a venda bebidas alcoólicas no estádios

Por  Welington Vital

SÃO PAULO – A votação da Lei Geral da Copa foi adiada para 2012. A decisão foi tomada nesta terça-feira (20), pela comissão especial que analisa o projeto de lei 2330/11, do Executivo.

O parecer do relator, deputado Vicente Cândido (PT-SP), deveria ser apreciado nesta terça, no entanto, os parlamentares que estavam na reunião não assinaram a lista de presença. O movimento para impedir a votação foi liderado pelos deputados contrários à liberação de bebida alcoólica nos estádios.

Segunda a Agência Câmara, a última versão do relatório, apresentada na semana passada, permite o consumo de álcool, mas apenas durante os jogos da Copa e não mais em todos os campeonatos do País, como chegou a ser previsto no primeiro relatório.

Idosos
Além das bebidas alcoólicas, há muita polêmica em torno das opções de meia-entrada ou do ingresso social. No relatório, já está certo que estudantes, indígenas, beneficiários do Bolsa Família e adeptos da campanha de desarmamento serão beneficiados com 300 mil ingressos mais baratos, a R$ 50. Ainda falta definir a situação dos ingressos para as pessoas com deficiência.

“Não temos a última versão dessa proposta do relator. Até a penúltima, existia a liberação do uso de bebida alcoólica. Porém, nós estamos fazendo um grande movimento contra esse tipo de bebida. O adiamento que se deu agora nos dá a possibilidade de ampliar o nosso movimento contra a venda de bebidas alcoólicas nos estádios”, afirmou o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP).

Compartilhe