Em minhas-financas

Pais devem olhar suas ações para filhos tornarem-se consumidores conscientes

Especialista sugere evitar levar as crianças para fazer compras, por exemplo, sobretudo no caso das pequenas

SÃO PAULO – Os pais devem ficar atentos às próprias atitudes para que os filhos se tornem consumidores conscientes no futuro, segundo alerta o diretor de operações da divisão de sistemas de ensino da Editora Saraiva, Marcus Mingoni.

“Se eles compram apenas roupas de marca, não planejam os gastos do orçamento familiar e estão sempre 'no vermelho', fica muito complicada a tarefa de educar os filhos na direção de um consumo consciente e responsável”, observa.

Além disso, o especialista sugere evitar levar as crianças para fazer compras, sobretudo no caso das pequenas. Isso porque, explica, para elas é difícil compreender por que os pais não compram o que elas desejam.

Televisão
No geral, explica Mingoni, algumas ações simples podem contribuir para a formação de consumidores conscientes. A questão da televisão é uma delas.

O especialista acredita que não ter o aparelho à disposição no quarto dos filhos é um avanço importante, já que obriga a criança a dividir o tempo que passaria diante da TV com os demais membros da família, o que pode colaborar para desenvolver o espírito de cooperação.

Ao assistir junto com os filhos alguns programas e propagandas, os pais podem aproveitar para conversar sobre o teor deles e levar a criança a ter uma visão crítica daquilo que assiste, sendo que estabelecer limites para assistir TV ou ficar no computador também é saudável.

“Desenvolver a consciência da importância de preparar nossos filhos para não serem alvos fáceis das elaboradas estratégias de marketing é fundamental. A oposição ao consumismo não significa o radicalismo de buscar o consumo zero, mas almeja proporcionar condições para um consumo inteligente e equilibrado, tanto do ponto de vista do orçamento doméstico como dos recursos do meio ambiente”, finaliza.

 

Contato