Pressão por reajuste

Greve do BC: divulgação de indicador tido como ‘prévia do PIB’ sofrerá atraso

IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses

Por  Estadão Conteúdo -

O Banco Central confirmou, nesta sexta-feira (8), que a publicação do seu Índice de Atividade (IBC-Br) não será realizada na data prevista em decorrência da greve dos servidores do órgão. De acordo com o calendário de divulgações do indicador, o resultado de fevereiro deveria ser publicado na próxima quinta-feira (14).

Conhecido como uma espécie de “prévia do BC para o PIB”, o IBC-Br serve mais precisamente como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

A divulgação é mais uma prejudicada pela greve, que já impediu a divulgação do Relatório Focus desta semana e das notas mensais de Setor Externo, Crédito e Estatísticas Fiscais na semana passada.

“Devido à greve em curso, relatórios, notas e indicadores do BC não serão divulgados nas datas previstas, incluindo Focus, Indeco, Relatório de Poupança e IBC-Br. Oportunamente, informaremos com 24 horas de antecedência as novas datas para as divulgações”, reafirmou o BC em nota nesta sexta.

Após o acirramento da greve, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, receberá representantes dos funcionários do órgão na segunda-feira (11).

Na terça-feira (12), os servidores farão uma nova assembleia geral para reavaliar o movimento à luz do que “de concreto” Campos Neto trouxer para a mesa de negociação.

Leia também:
Greve de servidores do BC interrompe estudos do Real Digital
Greve no BC pode afetar atividades preparatórias do Copom

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

Compartilhe