Mineração

Vale (VALE3) tem produção 2,4% menor no 4º trimestre, mas eleva em 5,1% no ano de 2021

A mineradora divulgou projeções para 2022, estimando produção de 320-335 mil toneladas (Mt); em 2021, atingiu 315,61 mil toneladas

Por  Rodrigo Petry, Felipe Moreira -

A Vale (VALE3) reportou uma produção de 82.473 mil toneladas métricas de minério de ferro no quarto trimestre, montante 2,4% inferior ao mesmo período de 2020 e 7,8% abaixo do reportado no 3º trimestre de 2020. No acumulado do ano passado, a produção subiu 5,1%.

No período de 2021, a alta se deu pela maior produção das operações de Minas Gerais (17% a.a.), sendo parcialmente compensadas pelo desempenho mais fraco em S11D (-11% a.a.).

Leia também:

Adicionalmente, informou que houve um cenário favorável de preços de mercado (47% a.a.). Por outro lado, houve a greve em Sudbury, que interrompeu as operações por 70 dias, contribuindo para uma redução de 9% na produção de níquel e 18% na produção de cobre.

A empresa informou ainda um melhor desempenho da produção de carvão em Moatize (45% a.a.), juntamente com a assinatura de um acordo vinculativo para vender o ativo.

Produção de minério de fero da VALE3 em 2021
Produção de minério de fero da VALE3 em 2021

Variação da produção da Vale: 3T21 vs 4T21

Na comparação com o terceiro trimestre, apesar da menor produção, as vendas de finos de minério de ferro e pelotas aumentaram 23,2%.

Isso ocorreu, principalmente, pelo uso de estoques em trânsito formados no 3T21, levando a um recorde de vendas de finos de minério de ferro para um quarto trimestre.

Variação da produção da VALE3
Variação da produção da VALE3 no 4º trimestre de 2021. Fonte: Relatório de produção

O prêmio do minério de ferro foi de US$ 4,7/t 5 no 4T21, uma queda de US$ 1,8/t em comparação com 3T21, devido a um spread US$ 8,2/t menor entre os índices 65/62% Fe e menor participação do IOCJ nas vendas totais.

Adicionalmente, a Vale destacou a menor contribuição por ponto de Fe devido ao menor preço do minério de ferro.

Outro fator foram os menores prêmios contratuais da pelota (-US$ 20/t para pelotas de redução direta e -US$ 15/t para pelotas de alto-forno); que foram parcialmente compensados pelos dividendos sazonais recebidos das JVs de pelotizoção.

Além disso, a mineradora destacou que, em um ambiente de melhores preços e menores custos de frete spot a partir da segunda metade do trimestre, manteve a venda de produtos de alta sílica, o que, apesar das margens positivas, impactou negativamente os prêmios médios.

Vale (VALE3) divulga guidance de produção

Segundo o relatório, a Vale informou suas projeções (guidance) de produção de minério de ferro, pelotas, níquel e cobre.

A mineradora estima produção de 320-335 mil toneladas (Mt) neste ano, enquanto para pelotas a projeção é de 34-38 Mt.

Em 2021, a empresa encerrou o período com cerca de 340 Mtpa de capacidade de produção de minério de ferro e espera atingir 370 Mtpa até o fim de 2022.

Isso deverá ocorrer após o ramp-up das plantas de filtragem de rejeitos em Itabira e Brucutu e de suas respectivas adições de capacidade de disposição de rejeitos (barragens Itabiruçu e Torto) no segundo semestre do ano.

Para níquel, a empresa informou que a projeção (guidance) é atingir entre 175-190 kt no consolidado de 2022. Já para o cobre, a projeção é de 330-335 no acumulado de 2022.

Produção de pelotas, carvão sobem, níquel e cobre sobem

A produção de pelotas da Vale totalizou 9.073 Mt no 4T21, 8,8% superior ao 3T21, devido à maior disponibilidade de pellet feed das minas do Sistema Sudeste e menor necessidade de manutenções nas plantas de Tubarão e Omã, que alcançou uma produção recorde para um trimestre.

Por outro lado, a produção foi parcialmente impactada pela menor disponibilidade de pellet feed no Sistema Norte e em Vargem Grande.

Níquel

Já a produção de níquel acabado foi de 48,0 kt no 4T21, 59% superior ao 3T21. Segundo a Vale, o resultado foi principalmente devido às operações de processamento em Ontário, que progrediram o ramp-up após atividades de manutenção planejadas depois da paralisação em Sudbury.

Cobre

A produção de cobre atingiu 77,5 kt no 4T21, 12% superior ao 3T21. O resultado foi decorrente da retomada das operações de Ontário após a paralisação em Sudbury. Este aumento foi parcialmente compensado por um desempenho mais fraco nas operações brasileiras.

O desempenho de Salobo foi impactado por um incêndio na correia transportadora em outubro, resultando na instabilidade da planta durante o trimestre. Além disso, Sossego foi afetado pela manutenção corretiva no moinho SAG, no moinho de bola e no sistema de bombeamento que afetou a disponibilidade da planta durante o trimestre

Carvão

Por fim, a produção de carvão totalizou 2.819 Mt no 4T21, apresentando um crescimento sólido devido ao aumento da produtividade da planta remodelada.

Resumo da produção da Vale

Produção Vale 4º trimestre de 2021
Produção Vale 4º trimestre de 2021

Vendas da VALE3 no 4º trimestre

As vendas de minério de ferro da Vale no quarto trimestre somaram 83,147 milhões de toneladas, crescimento de 22,6% em relação ao 3T21.

Já as vendas de pelotas foram de 10,3 milhões de toneladas de outubro a dezembro de 2021, 28,8% acima do terceiro trimestre de 2021.

O volume de vendas de níquel foi de 44,7 kt no 4T21, 6,9% maior do que 3T21, principalmente devido ao aumento da produção de níquel de Ontário.

Já as vendas de cobre somaram 73,7 mil toneladas no quarto trimestre de 2021, um aumento de 12,7% na comparação com terceiro trimestre de 2021.

Enquanto isso, as vendas de carvão atingiram 2.650 Mt entre outubro e dezembro de 2021, alta de 0,4% em relação ao mesmo período de 2020.

Segundo a mineradora, o desempenho das vendas de carvão metalúrgico foram impactadas por um descarrilamento, que interrompeu o fluxo de trens por 4 dias em novembro, atrasando alguns embarques que serão reconhecidos no 1T22.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe