TIM (TIMS3), Multiplan (MULT3) e Cemig (CMIG4) informam sobre pagamento de dividendos e JCP; mais destaques no radar

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (13)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta terça-feira (13) traz a distribuição de R$ 290 milhões a título de Juros Sobre Capital Próprio (JCP) da TIM (TIMS3).

A Multiplan (MULT3) informou que os juros sobre o capital próprio aprovados no dia 21 de junho de 2022, no valor total bruto de R$ 145 milhões, serão pagos no dia 20 de junho de 2023.

Já a Cemig (CMIG4) efetuará, no dia 30 de junho de 2023, o pagamento da primeira parcela dos proventos referentes ao ano de 2022.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Petrobras (PETR3;PETR4) informou que o pagamento da 2ª parcela dos dividendos complementares de 2022 será em 16 de junho

O Carrefour Brasil (CRFB3) aprovou distribuição de JCP no valor de R$ 179 milhões.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Dólar, Juros e Bolsa Ao Vivo

Continua depois da publicidade

A Ecorodovias (ECOR3) obteve decisão favorável para continuidade das operações portuárias em Santos.

O Conselho de Administração da EDP (ENBR3) recomendou aceitação de OPA por parte dos acionistas.

Confira mais destaques:

Tim (TIMS3)

A Tim (TIMS3) aprovou a distribuição de R$ 290 milhões a título de Juros Sobre Capital Próprio (JCP). O montante equivale a R$ 0,119795497.

O pagamento ocorrerá no dia 25 de julho de 2023, sendo a data de 22 de junho de 2023 como aquela que servirá para identificar os acionistas com direito a receber tais valores. Desta forma, as ações adquiridas após a referida data estarão ex-direito de distribuição de JSCP.

Multiplan (MULT3)

A Multiplan (MULT3) informou que os juros sobre o capital próprio aprovados no dia 21 de junho de 2022, no valor total bruto de R$ 145 milhões, correspondente a R$ 0,24715441155 por ação, serão pagos no dia 20 de junho de 2023.

As ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 27 de junho de 2022.

Cemig (CMIG4)

A Cemig (CMIG4) efetuará, no dia 30 de junho de 2023, o pagamento da primeira parcela dos proventos referentes ao ano de 2022.

A parcela de dividendos e JCP é de R$ 0,45 por ação, o equivalente a R$ 993,7 milhões.

Localiza (RENT3)

O Conselho de Administração da Localiza (RENT3) aprovou a homologação total do aumento do capital social da companhia, dentro do limite do capital autorizado, mediante a emissão de ações ordinárias, para subscrição privada, aprovado pelo Conselho de Administração da Companhia em reunião realizada em 23 de março de 2023.

A companhia informa que foram efetivamente subscritas e integralizadas 4.397.646 ações, representando 100% das ações objeto do aumento de capital, ao preço de emissão de R$ 41,15 por Ação, totalizando R$ 181 milhões.

Em decorrência da homologação do aumento de capital, o capital social da companhia passou de R$ 12.331.397.546,75, dividido em 988.435.930 Ações, para R$ R$12.512.360.679,65, dividido em 992.833.576 Ações.

O início da negociação das ações do aumento de capital na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão ocorrerá a partir do dia 13 de junho de 2023.

Dasa (DASA3)

A Dasa (DASA) projeta redução do índice financeiro decorrente da divisão da dívida líquida pelo Ebitda da companhia para 2,0 a 2,5 vezes, até 31 de dezembro de 2024.

Santander (SANB11)

O Santander informou que o Supremo Tribunal Federal (STF), por maioria de votos, julgou de maneira desfavorável aos contribuintes o “tema 372”, onde se discutia o conceito de “Faturamento” para fins de incidência de PIS e COFINS, no período de 1998 a 2014, sob a égide da Lei 9.718/98. O valor total estimado dos processos é de R$ 4,5 bilhões antes de impostos, sendo que R$ 2,2 bilhões se referem diretamente ao processo do Santander Brasil, e dizem respeito somente à cobrança do PIS, estando os demais R$ 2,3 bilhões vinculados aos processos relativos às empresas que compõe o conglomerado financeiro do Santander Brasil, e dizem respeito à cobrança de PIS e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social – COFINS.

O Santander Brasil informa que aguardará a publicação do acórdão referente à decisão do STF para debater as medidas e os recursos ainda cabíveis, dado que, no entendimento da Companhia, alguns pontos não foram apreciados no caso específico do Banco por se tratar de julgamento na modalidade de Repercussão Geral.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou que efetuará na próxima sexta-feira, dia 16/06/2023, o pagamento da segunda parcela dos dividendos complementares referentes ao exercício de 2022, com base na posição acionária de 27/04/2023, no valor de R$ 0,92692932 por ação.

Movida (MOVI3)

A Fitch Ratings atribuiu, nesta segunda-feira (12), o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA(EXP)sf(bra)’, com Perspectiva Estável, à proposta de 159ª emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), em três séries, da Opea Securitizadora S.A., que totalizará até R$ 500 milhões, com opção de lote adicional de até R$ 125 milhões, em sistema de vasos comunicantes.

A proposta de emissão será lastreada por debêntures emitidas pela Movida Participações S.A. (Movida, ‘AAA(bra)’/Estável ). Os recursos captados por meio da emissão de debêntures serão utilizados para o pagamento de aluguéis e gastos, custos e
despesas de natureza imobiliária.

IGB Eletrônica

A IGB Eletrônica informou o deferimento do cancelamento do registro de companhia aberta como emissora de valores mobiliários na categoria “A” junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O cancelamento ocorre após da conclusão da oferta pública de aquisição de ações ordinárias de emissão da companhia lançada por sua acionista controladora HAG Holding Ltda.

Dessa forma, a IGB deixará de ter valores mobiliários de sua emissão listados para negociação na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão.

Modal (MODL11)

A Modal informou que o Banco Central do Brasil emitiu ofício informando a aprovação da transferência de controle do Banco Modal com a consequente incorporação da totalidade das ações de emissão do Banco Modal pelo Banco XP.

Os demais passos necessários para a conclusão da operação de combinação de negócios entre o Banco Modal e a XP Brasil serão implementados conforme os passos detalhados em aviso aos acionistas a ser oportunamente divulgado pelo Banco Modal.

Carrefour Brasil (CRFB3)

O Conselho de Administração do Carrefour Brasil (CRFB3) aprovou nesta segunda-feira (12) o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor total R$ 179 milhões, relativos ao exercício fiscal de 2023, equivalentes ao valor de R$ 0,084924093 por ação em circulação.

O pagamento será realizado até 31 de dezembro de 2023, em data a ser oportunamente informada pela varejista, para os acionistas constantes da posição acionária da companhia em 15 de Junho de 2023.

As ações serão negocias ex-direito a partir de 16 de Junho de 2023.

EDP (ENBR3)

O Conselho de Administração da EDP Brasil (ENBR3) recomendou a aceitação da oferta pública para a aquisição de até a totalidade das ações de emissão da companhia(OPA) promovida pela sua controladora Energias de Portugal, informou a elétrica brasileira nesta noite de segunda-feira (12).

A operação visa o cancelamento de registro de companhia aberta na categoria A e conversão para categoria B e saída do Novo Mercado da B3 S.A.

Ecorodovias (ECOR3)

A Ecorodovias (ECOR3) informou que foi proferido Despacho Decisório nº 4/2023/ASSAD-MPOR/GAB-MPOR pelo Ministro de Portos e Aeroportos mantendo a vigência do Contrato de Arrendamento PRES nº 028/1998 firmado entre a sua controlada direta Ecoporto Santos e a Autoridade Portuária de Santos S.A.- APS

“A decisão ministerial assegura a continuidade das operações portuárias e de armazenagem de carga realizadas pelo Ecoporto Santos e vigorará pelo prazo de 180 dias, até que haja uma definição de política pública sobre a destinação da área, podendo ser alterada, prorrogada ou revogada, a critério do Poder Concedente”, diz comunicado.

A manutenção da vigência do Contrato de Arrendamento PRES nº 028/1998 não interfere nos direitos e obrigações do Ecoporto Santos, que se mantêm inalterados para a exploração da Instalação Portuária abrangendo áreas de 136,4 mil m², localizadas na região do Valongo, na Margem Direita do Porto de Santos.