URGENTE Fachin anula todas as condenações de Lula relacionadas à Operação Lava-Jato em Curitiba; Ibovespa cai mais de 2% após notícia

Fachin anula todas as condenações de Lula relacionadas à Operação Lava-Jato em Curitiba; Ibovespa cai mais de 2% após notícia

"Ladeira abaixo"

Tesla vira alvo de investigação do Departamento de Justiça por tuíte ilegal e ações despencam

A notícia foi inicialmente publicada pela agência de notícias Bloomberg nesta terça-feira (18), citando pessoas familiarizadas com o assunto

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Tesla oficialmente virou alvo de uma investigação criminal pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos por conta dos tuítes de Elon Musk publicados no início de agosto sobre fechar o capital da empresa.

A notícia foi inicialmente publicada pela agência de notícias Bloomberg nesta terça-feira (18), citando pessoas familiarizadas com o assunto, e logo após a divulgação as ações da empresa caíram 6% na bolsa de valores – próximo das 13h do horário de Brasília.

Ao site da CNN, a montadora confirmou a investigação, paralela à que já está sendo feita pela SEC (Securities and Exchange Comission) dos EUA, cujo papel é semelhante ao da CVM no Brasil.

“No último mês, após o anúncio de Elon de que ele estava considerando tirar a empresa da bolsa, a Tesla recebeu um pedido voluntário do Departamento de Justiça por documentos e tem colaborado ao responder todas as questões. Nós não recebemos uma intimação, pedido de testemunho ou qualquer outro processo formal. Respeitamos o desejo do Departamento de Justiça de conseguir informações sobre isso e acreditamos que o problema será resolvido rapidamente conforme eles analisam as informações recebidas”, escreveu um porta-voz da montadora ao site.

Relembre
No dia 7 de agosto, Elon Musk tuítou quando o pregão ainda estava aberto que pensava em fechar o capital da Tesla quando a ação atingisse o preço de US$ 420 e que teria o financiamento garantido para fazer isso. Após o anúncio, as ações da empresa ganharam 9% mas, desde então, com as investigações e processos registrados pelos investidores da empresa, acumulam queda de 25%.

Leia também: Elon Musk aparece fumando maconha ao vivo na web e Tesla perde mais de US$ 3 bilhões de valor de mercado
Elon Musk explica seu tuíte “ilegal” e confirma interesse em tirar Tesla da bolsa

Musk desistiu do plano três semanas depois, citando ter acesso a um estudo do Goldman Sachs que mostrava que a maioria dos acionistas da empresa não concordavam com o fechamento do capital.

Nesta segunda-feira (17), as ações da empresa já caíam 2% após a notícia de que o Fundo Soberano da Arábia Saudita investiu US$ 1 bilhão na concorrente Lucid Motors e que o aporte financiará o lançamento comercial do primeiro veículo elétrico da companhia, o Lucid Air, em 2020. O mesmo fundo era um dos interessados em financiar a retirada da Tesla da bolsa, segundo Musk.

Invista melhor o seu dinheiro. Abra sua conta na XP Investimentos.

PUBLICIDADE