Em mercados / acoes-e-indices

Elon Musk aparece fumando maconha ao vivo na web e Tesla perde mais de US$ 3 bilhões de valor de mercado

Vale destacar que, coincidência ou não, nessa sexta-feira, o diretor financeiro da Tesla, Dave Morton, e a chefe de recursos humanos, Gaby Toledano, comunicaram que estavam deixando a empresa

Elon Musk maconha
(Reprodução/Youtube)

SÃO PAULO - O excêntrico fundador da Tesla, Elon Musk, está acostumado a se envolver em polêmicas que normalmente impactam as ações de sua companhia. E, desta vez, não foi diferente: as ações da Tesla chegaram a cair 10% após Musk aparecer fumando maconha em um programa ao vivo do comediante Joe Rogan para a internet.

Com a queda, os papéis da Tesla já registram baixa de mais de 40% em relação à sua máxima histórica, de US$ 389,61. Os ativos negociados na Nasdaq fecharam esta sexta-feira (7) cotados a US$ 263,24, uma baixa percentual de 6,30% e uma queda superior a US$ 3 bilhões de valor de mercado em apenas uma sessão, passando de US$ 47,93 bilhões para US$ 44,9 bilhões. 

Durante a live, Musk, de 47 anos, passou duas horas e meia discutindo diversos assuntos, desde inteligência artificial e seu impacto na humanidade até mídias sociais e revelações de que pretende construir um avião elétrico. 

A maconha apareceu mais de duas horas depois do início da conversa, depois de um esclarecimento feito pelo apresentador do programa. "Isso é legal, né?", perguntou Musk. "Totalmente legal", respondeu Rogan, que perguntou se ele já havia fumado. "Eu acho que eu já experimentei uma vez", rebateu o executivo. "Ah, cara, qual é?", brincou o apresentador.

Musk já afirmou que não fuma porque isso gera efeitos ruins para ele e uma vez, em entrevista ao jornal "New York Times", afirmou que "não estava louco de maconha" quando tuitou que pensava em tirar a Tesla da Bolsa e comprar as ações da empresa por um valor de US$ 420 (número que acabou se tornando um código para falar sobre maconha). 

Vale destacar que, coincidência ou não, nessa sexta-feira, o diretor financeiro da Tesla, Dave Morton, e a chefe de recursos humanos, Gaby Toledano, comunicaram que estavam deixando a empresa. Morton anunciou sua saída por estar desconfortável com o nível de atenção pública que a empresa vem recebendo ultimamente.

Musk é considerado um dos empreendedores mais ousados do Vale do Silício mas, ultimamente, o foco da imprensa sobre ele tem sido mais por suas trapalhadas do que por seus novos projetos. Confira abaixo outros problemas em que ele se envolveu. 

- Tesla é investigada após tuíte de Musk sobre fechar capital
Elon Musk: "este tem sido o ano mais difícil e doloroso de minha carreira"
Elon Musk diz que Tesla pode "morrer" se não aumentar preços

Contato