Em negocios / grandes-empresas

Elon Musk explica seu tuíte "ilegal" e confirma interesse em tirar Tesla da bolsa

Em publicação no blog oficial da Tesla, o executivo escreveu que o fundo soberano da Arábia Saudita se mostra interessado em fechar o capital da empresa

Elon Musk
(Reprodução)

SÃO PAULO – Pressionado por investidores e por agentes do SEC nos Estados Unidos, Elon Musk decidiu pronunciar-se nesta segunda-feira (13) sobre a possível saída da Tesla da Bolsa de Valores. Em publicação no blog oficial da Tesla, o executivo escreveu que teve conversas com o fundo soberano da Arábia Saudita “há dois anos” e que ainda hoje os sauditas se mostram interessados em fechar o capital da empresa.

Segundo Musk, a conversa mais recente com o fundo aconteceu no último dia 31, uma semana antes de o executivo tuítar, com o pregão ainda aberto, que cogitava tirar a empresa da Bolsa.

“Deixei a reunião de 31 de julho sem dúvidas de que poderia alcançar um acordo com o fundo soberano saudita e que era apenas uma questão de começar o processo. Por isso me referi ao financiamento ‘garantido’ no anúncio de 7 de agosto”, escreveu.

O comunicado soa como uma justificativa ou explicação do tuíte do CEO do último dia 7, que levou a SEC (Securities and Exchange Comission) dos EUA a abrir uma investigação contra a Tesla e o executivo. Nele, ele escreveu que considerava fechar o capital da Tesla e que os fundos necessários para isto estavam “garantidos”.

Analistas do mercado apontavam que seriam necessários US$ 70 bilhões para tirar a Tesla da Bolsa, mesmo valor, portanto, do financiamento que Musk garantiu ter no tuíte.

A investigação da SEC também foi motivada pelo comunicado informal e quase ilegal do executivo, questionando o fato de o anúncio não ter sido feito em um comunicado oficial aos mercados e investidores, após o fechamento da bolsa.

“Eu fiz o anúncio [no Twitter] na última terça-feira por achar que era o correto e justo a se fazer, para que todos os investidores tivessem a mesma informação ao mesmo tempo. Continuarei conversando com investidores e tenho consultores para investigar uma gama de potenciais estruturas e opções. Entre outras coisas, isso vai me ajudar a entender mais a fundo quantos dos atuais investidores da Tesla continuarão como acionistas se fecharmos o capital”, escreveu. “Pra mim era evidente que o correto seria anunciar as minhas intenções de forma pública. Para ser mais claro, quando eu fiz o anúncio público, assim como com este post no blog e em todas as outras discussões que tive sobre este tópico, estou falando por mim como um potencial comprador da Tesla”, justificou Musk.

Hoje, o fundo soberano da Arábia Saudita possui cerca de 5% das ações da Tesla, diz o comunicado. A empresa não garantiu que o capital da empresa de fato será fechado, mas disse que, se uma proposta formal para isso for apresentada, “um comitê especial do conselho da Tesla fará um processo de avaliação apropriado”. Se aprovado, o plano ainda será submetido à votação pelos acionistas.

Invista seu dinheiro construa um patrimônio. Abra sua conta na XP Investimentos.

 

Contato