Futebol e cripto

São Paulo se torna primeiro time a aceitar pagamento de ingressos com criptomoedas

Em parceria com a corretora Bitso, clube paulista agora aceita pagamento com criptos de clientes que sejam sócios-torcedores

Por  Rodrigo Tolotti

corretora de criptomoedas Bitso e o São Paulo Futebol Clube anunciaram nesta quinta-feira (26) que os membros do programa sócio-torcedor do clube paulista já podem comprar ingressos para jogos utilizando criptomoedas.

Com isso, o São Paulo se torna o primeiro time do Brasil a aceitar moedas digitais para pagamento de entradas para as partidas.

Para realizar a compra, o usuário sócio-torcedor deve seguir o processo normal, usando o site da Total Acesso, fazer seu login e selecionar a opção de pagamento com criptomoeda.

Neste primeiro momento, a Bitso e o SPFC informam que a opção é exclusiva aos sócios-torcedores cadastrados e que já tenham recebido a carteirinha de membro do programa. A expectativa é que, em breve, o acesso seja ampliado aos demais torcedores.

A primeira compra de ingresso com cripto foi feita por Fábio Gloeden Brum, que escolheu fazer o pagamento com Bitcoin (BTC). Ele foi presenteado pela Bitso e o SPFC com um token não-fungível (NFT) representando esse primeiro ingresso do Brasil comprado com cripto.

“Eu já tinha interesse em investir em criptomoedas e agora saber que posso não só obter rendimentos, mas usar essa facilidade no meu dia a dia para transações e pagamentos, me deixa ainda mais empolgado para mergulhar a fundo no universo cripto”, conta o torcedor.

A corretora anunciou em janeiro um acordo de patrocínio de três anos com o SPFC, passando a estampar seu nome nas mangas dos uniformes de jogo do time e as costas dos uniformes de treino. Além disso, a Bitso agora dá nome a um setor da arquibancada do Morumbi, estádio do São Paulo.

Para Eduardo Toni, diretor executivo de marketing do São Paulo, oferecer mais opções ao torcedor é um passo importante para tornar o Morumbi um estádio mais moderno e as criptomoedas mais acessíveis para todos. “Estamos animados em lançar essa iniciativa pioneira e oferecer uma experiência inovadora aos são-paulinos”, comenta Toni.

A Bitso também é parceira do São Paulo na custódia e liquidação das receitas de vendas obtidas com criptoativos, garantindo a segurança e a liquidez para a gestão financeira do clube.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe