Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

SANB11: Ações do Santander passam por movimento corretivo antes de balanço, aponta análise técnica

Junto com Bradesco, Santander tem pior desempenho na Bolsa, em 2024, do que Itaú e BB

Rodrigo Petry

Gráfico 60 minutos SANB11. Fonte: Clear Trader

Publicidade

Com um desempenho negativo em 2024 na Bolsa, as ações do Santander (SANB11) passam, neste momento, por um “movimento corretivo”, segundo a análise técnica, às vésperas do balanço do 4º trimestre, que será publicado nesta quarta-feira (30), antes da abertura do mercado.

Em janeiro, as ações do Santander recuam 9,2%, desempenho semelhante ao do Bradesco (BBDC4). Ambos ativos têm pior resultado, em 2024 e antes do começo da safra de resultados de bancos, do que Itaú (ITUB4), que recua 3,7%, e Banco do Brasil (BBAS3), único a acumular desempenho positivo no ano, com mais 1,9%.

Por volta das 10h40, do pregão desta terça-feira (30), as ações do Santander (SANB11) tem leve alta, de 0,24%, cotadas a R$ 28,95.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Santander: Análise técnica

Segundo o analista técnico Rodrigo Paz, no médio prazo, com base no gráfico semanal, se nota que as ações do Santander buscam uma recuperação compradora, após período de baixa. 

“No gráfico (veja logo abaixo), observa-se que a faixa de suporte nos R$ 25,00 é uma fortíssima região. No último toque nessa região, em outubro de 2023, impulsionou forte alta, quando buscou a resistência nos R$ 32,11, e iniciou movimento corretivo.”

Paz reforça que, caso feche esta semana no negativo, o ativo completará sequência de 5 semanas consecutivas em baixa. 

A partir disso, acrescenta, vale muita atenção a faixa de médias nos R$ 28,75, que, se rompida, “pode seguir movimento baixista, a fim de buscar média nos R$ 25,50, com alvo mais longo na região de R$ 25,00/ R$ 24,00.” 

Para seguir o movimento de alta dos últimos meses de 2023, é importante o ativo não perder a faixa de médias, região onde pode entrar fluxo comprador, completou o analista.

“Retomando as compras, SANB11 deve superar a média de 9 períodos na região de R$ 29,90, para então mirar resistência na faixa de R$ 32,00 e alvo mais longo nos R$ 33,70/ R$ 36,70.” 

SANB11; Análise técnica; Análise gráfica; day trade; Santander; bancos
Gráfico diário SANB11. Fonte: Nelogica. Elaboração Técnica: Rodrigo Paz

Com Itaú (ITUB4) e BB (BBAS3) em tendência de alta e Bradesco (BBDC4) de baixa, o que esperar das ações de bancos?

SANB3: curto prazo

Enquanto isso, no gráfico diário, o “movimento corretivo” também fica claro. “Aqui, notamos as médias curtas cruzadas para baixo e próximas de testar a faixa de média de 200 períodos, região candidata a repique comprador.”

Dessa forma, explica, a atenção se volta à faixa da média nos R$ 29,20, pois tal rompimento pode dar continuidade às baixas, podendo levar o ativo a buscar suporte na faixa de R$ 26,40, e suportes mais longos nos R$ 25,00/ R$ 24,00

“Para retomar movimento altista, deverá superar médias curtas (MME9 e MMA21) nos R$ 29,50/ R$ 30,30, para então mirar resistência nos R$ 32,00, com alvo mais longo na faixa de R$ 33,70”, finalizou.

SANB11; Análise técnica; Análise gráfica; day trade; Santander; bancos
Gráfico diário SANB11. Fonte: Nelogica. Elaboração Técnica: Rodrigo Paz

Confuso sobre o que é suporte e o que é resistência? Confira nosso guia sobre análise técnica