Conflito

Putin envia tropas para “garantir segurança” no leste da Ucrânia

Movimentação foi autorizada no momento em que presidente russo assinou o decreto que reconheceu a independência de duas áreas separatistas

Por  ANSA Brasil -

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou nesta segunda-feira (21) o envio de tropas para a região leste da Ucrânia, após reconhecer a independência das áreas separatistas de Luhansk e Donestsk. O líder russo ordenou o Ministério da Defesa da Rússia a enviar forças armadas “para garantir a paz e segurança” em Donbass, a pedido dos líderes das duas províncias.

A movimentação foi autorizada por Putin no momento em que assinou o decreto de reconhecimento, informaram as agências russas Tass e Interfax.

Com a decisão, o processo de paz no leste da Ucrânia, onde ocorre um conflito entre forças do governo e separatistas apoiados por Moscou, poderá ser minado.

Leia também:

Em nota, o secretário-geral da ONU, António Guterres, diz estar “muito preocupado” com a decisão de Putin sobre o status de Donbass e “exige uma solução pacífica para o conflito no leste da Ucrânia, de acordo com os acordos de Minsk”.

Para o diplomata português, a decisão da Rússia é “uma violação da integridade territorial e da soberania da Ucrânia e incompatível com os princípios da Carta das Nações Unidas”.

  • Assista o novo episódio do Stock Pickers: Rússia vs Ucrânia e as commodities

Mais cedo, o presidente da França, Emmanuel Macron, disse em comunicado oficial que condena a decisão tomada pelo presidente da Rússia de reconhecer as regiões separatistas do leste da Ucrânia.

“Isso é claramente uma violação unilateral dos compromissos internacionais da Rússia e um ataque à soberania da Ucrânia”, diz a nota.

Além disso, Macron pediu uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU, além da aplicação de sanções direcionadas.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe