Indústria

Positivo (POSI3) avalia que pior momento da falta de chips já passou; ações fecham estáveis em sessão volátil após balanço

Analistas destacaram que números do Ebitda ficaram amplamente em linha com expectativas e a empresa continua otimista com avanço da receita

Por  André Cabette Fábio -

O presidente da Positivo Tecnologia (POSI3), Helio Rotenberg, disse nesta quarta-feira (23) avaliar que o problema da escassez global de chips teve seu pico em agosto de 2021, e que agora o “pior já passou”, com diferenças, no entanto, dependendo do tipo do chip.

As declarações foram realizadas durante teleconferência com analistas para comentar os resultados do quarto trimestre de 2021, quando a Positivo Tecnologia (POSI3) registrou um lucro líquido de R$ 41,854 milhões no quarto trimestre.

As ações da empresa operavam com queda, por volta das 11h47 (horário de Brasília), mas viraram para valorização, no início da tarde, com alta de 0,99%, cotadas a R$ 8,11, mas acabaram fechando estáveis, a R$ 8,03, sem variação em relação à sessão anterior.

Conforme o Bradesco BBI, em relatório a clientes, a Positivo (POSI3) reportou números de lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) amplamente alinhados, com orientação otimista para receitas de 2022.

Analistas do BBI enxergaram os resultados e o guidance como marginalmente positivos para as ações, já que os números do Ebitda ficaram amplamente em linha com as expectativas e a empresa continua otimista com o crescimento da receita em 2022.

Eles acreditam que a atenção do mercado deve estar na evolução das margens no próximos trimestres. O banco mantém classificação outperform para POSI3, com preço-alvo de R$ 18.

Guidance Positivo

Junto com o balanço, a empresa informou guidance para receita bruta para o ano de 2022, que poderá ficar entre R$ 5,0 bilhões e R$ 6,0 bilhões.

Como comparação, ano passado, a receita bruta da companhia foi de R$ 3,986 bilhões no ano, registrando forte crescimento pelo segundo ano consecutivo: +54% vs. 2020 e +79% vs. 2019.

Rotenberg destacou dentro do contexto das projeções, o setor de soluções de pagamentos, com acordos de fornecimento à Cielo e à Stone.

No mais, a unidade de negócios para instituições públicas tem R$ 2 bilhões de receita prevista para 2022, sendo que R$ 900 milhões serão com urnas eletrônicas.

Rotenberg afirmou que este pode ser o melhor momento dos mais de 30 anos de história da empresa.

Mais teleconferência da Positivo (POSI3)

Questionado sobre fechamentos na produção de componentes na cidade de Shenzhen, na China, no dia 13 de março por conta da pandemia de Covid, Rotenberg, afirmou que o fechamento de uma semana, como ocorreu, não teve impacto forte sobre a empresa, diferente de um fechamento de duas semanas.

Entretanto, ele afirmou esperar novos fechamentos. A empresa abriu em 2013 um escritório em Shenzhen.

Zona Franca

Em relação à redução na cobrança de IPI, de 25%, anunciada recentemente pelo governo, o CEO da Positivo, Helio Rotenberg, afirmou que a empresa foi “surpreendida” por uma série de mudanças tributárias, sendo que esta foi a mais impactante.

Ele afirmou que a Positivo realiza movimentações entre suas fábricas em Ilhéus, Manaus e Curitiba, com base em cálculos sobre onde a produção de cada produto é mais competitiva. Manaus perdeu alguns produtos, Curitiba e Ilhéus ganharam, afirmou.

No entanto, conforme o executivo, a Zona Franca de Manaus está “lutando por alterações em legislações internas para compensar a perda de competitividade em alguns produtos”, e que poderá haver “novidades nos próximos 30 dias”. O executivo afirmou, entretanto, que no cômputo geral a empresa não é muito afetada.

Licitações da Positivo (POSI3)

Rotenberg destacou também o crescimento das vendas a instituições públicas em 2021, quando houve um número recorde de licitações com participação da empresa. Houve alta de 1.400% no volume de venda de notebooks, e vendas 135 vezes maiores de tablets do que em 2020.

O CFO Caio Gonçalves de Moraes destacou o crescimento de 54,2% da receita bruta total da companhia, a R$ 3,987 bilhões, um recorde. O destaque foi a receita bruta corporativa, que avançou 133,7%, a R$ 1,328 bilhão. As vendas corporativas cresceram 24,9%, a R$ 826 milhões, e a consumidores individuais, 35,1%, a R$ 1,833 bilhão.

Varejo

Sobre as vendas da Positivo no varejo, Rotenberg afirmou que em 2021 chegou-se a um novo patamar de consumo de PCs, que espera que seja mantido em 2022.

Quanto às compras públicas, afirmou que a situação é estável e que governos estão ansiosos por receberem produtos, com “pujança” de compras no mercado educacional, com secretarias de Educação como as de São Paulo e Ceará, além de municípios, comprando tablets.

Recompra de ações

O CFO da Positivo, Caio Gonçalves, disse avaliar que o preço das ações não reflete o valor da empresa. Assim, a Positivo pretende manter seu programa de recompra de ações em 2022, instituindo “celebração de um ou mais contratos de total return equity swap (TRS) com instituições financeiras de primeira linha a serem definidas pela diretoria”, segundo a apresentação.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe